Início » Lygya Maya » Três dicas para a cura emocional através do doce som das notas musicais

Três dicas para a cura emocional através do doce som das notas musicais

Celebrando o dia 22 de novembro, que é considerado o dia do músico, passo a celebrar a música que também faz parte desse pacote extremamente prazeroso quando a música é tocada com talento e respeito pelo artista.

Por que estou escrevendo sobre música em uma coluna dedicada ao autoconhecimento e desenvolvimento humano? Porque a música para mim é um dos agentes mais poderosos para nossa paz, prazer e poder.

A música composta do som de certas notas toca tão profundo nossas emoções que nos faze chorar, assim como sorrir, de uma maneira inexplicável. Eu me lembro de letras e notas que cantava quando criança que estão vívidas em minha memória como se eu tivesse aprendido aquelas canções ontem.

Certas notas nos lembram entes queridos que já morreram , assim como nos motivam a pular que nem pipoca nos carnavais da vida. Uau! Que poder incomensurável tem a música em nossas vidas…

Nós amamos os artistas que tocam nossas almas, acariciam nossos momentos e nos despertam para cantar e cantar e cantar até o sol raiar… Quem canta seus males espanta, diz o ditado popular. Eu canto para me alegrar, esquecer e conhecer a felicidade, nem que seja de forma momentânea.

Minhas três dicas de hoje são:

• Nunca deixe de escutar seu tipo de música favorito a qualquer momento que possa: como por exemplo, no tráfego estressante do Brasil. Isso acalma e evita acidentes. Ou enquanto trabalha no computador, isso também relaxa e ajuda a produção do que estamos fazendo.
• Acorde com música relaxante para lhe ajudar a acordar em paz e não com o gritar de um relógio que te faz pular da cama com o coração batendo de susto.
• Se puder dormir com música suave no seu ambiente seu sono será mais profundo e, na manhã, seguinte é certo que sentirá tranquilidade e equilíbrio emocional.

A música pode ser uma amiga fiel para o que der e vier até que a morte nos separe, sempre que queremos lá está ela, nos ninando, acalmando e/ou acariciando nossos corações que sussurram baixinho, – “ahaaa como é bom existir com você perto de mim, amiga…”

Sugiro que você também celebre a música como sua amiga mais leal e pronta para massagear sua dor ou seu prazer em qualquer momento que quiser.

Música, a mágica e o milagre do som em forma de arte!

*Lygya Maya é coach, escritora e palestrante. Desenvolveu sua carreira nos Estados Unidos, onde atuou na Companhia do mestre em motivação Anthony Robbins. É autora do e-book Ame as Emoções que Você Odeia (2008), disponível em www.lygyamaya.com.br.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*