Sérgio Cabral finalmente foi preso!

sergio-cabral-finalmente-foi-preso“O Rio de Janeiro amanheceu mais lindo!” Esta é a sensação dos cariocas com a notícia da prisão do ex-governador Sérgio Cabral. Poucos são os cariocas que não associam o nome do ex-governador à corrupção desenfreada. Ontem foi o ex-governador Garotinho, e hoje é a vez de Ségio Cabral.

Nenhum carioca se esquece de Sérgio Cabral com alguns “amigos” em um restaurante de Paris, todos usando guardanapos na cabeça e comemorando sabe-se lá o quê. Daquela foto, pelo menos dois já foram presos.

Sérgio Cabral foi preso hoje pela manhã, numa ação da Lava-Jato, mediante dois mandados de prisão preventiva, acusado de liderar um grupo que desviou R$ 224 milhões em contratos de obras com diversas empreiteiras, dos quais R$ 30 milhões referentes a obras tocadas pela Andrade Gutierrez e a Carioca Engenharia. Estima-se que Cabral tenha recebido mais de sessenta milhões de reais em propinas. Os crimes que Cabral teria cometido são: corrupção, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Os desvios teriam sido feitos em contratos com as já famosas empreiteiras Andrade Gutierrez, Carioca Engenharia, dentre outras, em obras como a reforma do Maracanã para a Copa do Mundo, o Arco Metropoliltano e PAC Favelas em troca de aditivos em contratos públicos.

A evidências contra Sérgio Cabral apareceram com as delações de Clóvis Primo e Rogério Numa, executivos da Andrade Gutierrez, feitas no âmbito do inquérito do caso Eletronuclear. Os dois citados revelaram à força-tarefa da Lava Jato que os executivos das empreiteiras se reuniram no Palácio Guanabara, sede do governo estadual do Rio de Janeiro, para tratar da propina e que houve cobrança nos contratos de grandes obras.

A esposa e ex-primeira-dama de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo, também foi um dos alvos da operação e foi conduzida coercitivamente para depor na sede da Polícia Federal. Adriana Ancelmo chegou a ter sua prisão pedida pelo Ministério Público Federal, mas este foi negado pelo juiz Marcelo Bretas, titular da Sétima Vara Criminal do Rio de Janeiro, que juntamente com o juiz federal Sérgio Moro, está à frente nesta fase da Lava Jato, nomeada como Operação Calicute.

Além de Sérgio Cabral também foram presos Wagner Jordão Garcia, ex-assessor do ex-governador e o ex-secretário de Governo Wilson Carlos, com dois mandados de prisão também (temporária e preventiva), dentre outras pessoas. Também é alvo da “Operação Calicute”, Paulo Magalhães Pinto, que foi quem intermediou a devolução do anel avaliado em R$ 800 mil dado à ex-primeira-dama pelo empreiteiro Fernando Cavendish, empreiteira já preso pela Lava Jato.

Os juízes Sérgio Moro e Marcelo Bretas, numa parceria até então inédita, provam que ainda é possível termos esperança numa política decente. Basta que existam homens realmente comprometidos neste sentido.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

One thought on “Sérgio Cabral finalmente foi preso!

  1. A minha postagem hoje pelas redes sociais foi esta:
    O CERCO ESTÁ FORMADO E OS CORRUPTOS QUE USARAM O DINHEIRO PÚBLICO INDEVIDAMENTE COMEÇARAM A PRESTAR CONTAS COM A JUSTIÇA!
    É o cerco está se formando e todos que contribuíram para que o país chegasse ao estado de calamidade que estamos vendo vão ter de prestar contas com a justiça pelos males que fizeram à nação. Ontem tivemos a prisão do ex-governador Antônio Garotinho, acusado de corrupção por dar cheque cidadão para comprar votos nas eleições Municipais de Campo, se realmente ele for culpado do que está sendo acusado, ele vai ter de acertar as contas com a justiça.
    Hoje, acredito para surpresa de muitos cariocas e até mesmo para o Brasil, tivemos a prisão pela Polícia Federal do ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, acusado por desvio de R$ 224 milhões em contratos de Obras, por sinal, o ex-governador Sérgio Cabral andava meio sumido, será que ele já tinha sido alertado que o seu dia também estava próximo de prestar contas com a justiça?
    O interessante que o ex-governador Antônio Garotinho e o ex-governador Sérgio Cabral, aqui no Rio de Janeiro sempre foram rivais na política e agora os dois são presos quase que no mesmo dia. Será que é mera coincidência do destino ou será que é a justiça de Deus que está sendo feita nas vidas deles? Talvez alguém venha falar sobre este meu comentário, se Deus sabia que eles eram culpados por que não prendeu logo eles, é simples de responder essa indagação. Simplesmente porque o tempo de Deus é diferente do tempo do homem, assim como a justiça de Deus é diferente da justiça do homem.
    Agora uma coisa é certa, dos dois o que está mais tremendo na base é o ex-governador Antônio Garotinho, por ser evangélico e conhecer a palavra de Deus e por isso, como já falei a justiça de Deus é diferente da justiça do homem, enquanto a justiça do homem são trapos de imundices, como diz a palavra de Deus a de Deus, além de ser justa, ela tarda mais não falha.
    Pode ser que alguém venha falar e o Lula, por que ele ainda não foi preso? Calma gente o dia dele também está chegando, até porque ele é o principal responsável por todo este mau que o país está passando economicamente. Foram treze anos de um desgoverno irresponsável deste partido corrupto e comunista do PT, esbanjando os nossos pesados impostos, ao ponto de parar obras importantes para o país para mandar para várias ditaduras africanas e da América Latina, através de obras superfaturadas nos empréstimos secretos feitos pelo BNDES, por isso, as apurações que estão sendo feitas pela Polícia Federal através das investigações da Lava Jato, sobre todo o desgoverno do Lula nos seus dois mandatos. Não está sendo fácil, até porque como todos nós sabemos da sua esperteza, ele usava os seus próprios amigos e até mesmo os seus próprios filhos para esconder as falcatruas e corrupções nos seus dois mandatos, como presidente da República, por isso, o dia dele está mais próximo do que muita gente imagina e quando chegar esse dia o povo irá soltar fogos de Norte ao Sul e de Leste ao Oeste do país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *