Início » Wilson de Oliveira » Se Cunha não fizer delação vai mofar na cadeia

Se Cunha não fizer delação vai mofar na cadeia

O juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a uma pena de quinze anos e quatro meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas, em regime fechado. E ainda determinou que o ex-deputado fique preso cautelarmente, mesmo nesta fase onde ainda cabem recursos. Moro lembrou que um dos motivos para determinar a prisão preventiva de Cunha foi que mesmo com a perda do mandato de deputado federal o indiciado e agora condenado continuava influente, podendo ainda articular atos de corrupção, extorsões e intimidações, conforme se apurou que estava acontecendo. Mesmo preso Cunha ainda tentou intimidar até mesmo o presidente Michel Temer.

O único modo de Cunha se livrar de ficar preso por muitos anos é fazer um acordo de delação premiada. Porém, a força-tarefa só se interessa em acordo se ele conseguir entregar peixes grandes, e isto é o que muitos políticos influentes não querem de jeito nenhum. Mas é assim que funciona esse tipo de acordo e os procuradores não abrem exceção. Ou Cunha cede e conta tudo o que sabe, ou vai mofar na cadeia. A escolha é dele. Cunha deveria se lembrar que seus advogados já tentaram alguns habeas corpus e não conseguiram e que poucas sentenças de Sérgio Moro foram modificadas nas instâncias superiores.

Por conta dessa condição é que o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, continua preso.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*