Revogada a absurda anulação do impeachment de Dilma

Revogada a absurda anulacao do impeachment de DilmaO presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), revogou no fim da noite desta segunda-feira, a decisão, que num ato de extrema estupidez, havia tomado na parte da manhã de, unilateralmente, anular a votação da Câmara no processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Waldir Maranhão (Foto) tomou esta decisão após seu partido, o PP, ameaçá-lo de expulsão. A decisão foi um verdadeiros terremoto político, agitando Brasília o dia todo. Maranhão chegou a enviar ao presidente do Senado, Renan Calheiros um ofício comunicando a revogação da anulação do impeachment na Câmara, mas não dá nenhuma explicação sobre o porquê da decisão.

O texto da revogação, que nem estava datado, diz o seguinte: “Revoguei a decisão por mim proferida em 9 de maio de 2016 por meio da qual foram anuladas as sessões do plenário da Câmara dos Deputados ocorridas dias 15, 16 e 17 de abril de 2016, nas quais se deliberou sobre a Denúncia por Crime de Responsabilidade n.1/2015”.

RevogaçãoRenan Calheiros, presidente de Senado, por sua vez, ignorou por completo tal anulação e manteve o cronograma de votação para essa quarta-feira provocando uma reação irada dos senadores governistas, que usariam o pedido de anulação do presidente interino da Câmara como argumento para entrar com recurso no Supremo Tribunal Federal para tentar suspender o impeachment. Com a revogação da anulação por Maranhão, certamente ocorrerá todo uma nova onde de ações junto ao STF pela anulação do impeachment. A própria AGU já disse que recorrerá ao STF.

A queda de Waldir Maranhão é tão evidente que alguns senadores e deputados já se manifestaram a respeito. O senador Roberto Requião (PMDB-PR) pôs em seu Twitter: “Vamos em frente. O melhor é esquecer que existiu este tal de Waldir Maranhão. Deletar da memória Nacional.”

Renan Calheiros, até já confirmou que será nesta quarta-feira a sessão para a votação da abertura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

O veterano jornalista político Carlos Newton declarou que “A revogação do tresloucado ato por Maranhão, como se pode ver, nem está datada, mostrando o tipo de imbecil irresponsável que ocupa a presidência da Câmara. Vamos esperar que na próxima eleição interna, em fevereiro, os partidos indiquem deputados de maior nível intelectual e moral para integrar os importantes cargos da Mesa Diretora, cujos ocupantes atuais se reúnem hoje para estudar a possibilidade de destituir Maranhão e substituí-lo pelo deputado Beto Mansur (PRB-SP), ex-prefeito de Santos.”

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

One thought on “Revogada a absurda anulação do impeachment de Dilma

  1. RUI ISMAEL CARVALLIO disse:

    É….um imbecil levado à substituição do Cunha com quase 84% de aprovação pelos “inteligentes”deputados do Congresso Nacional…será que os 16% restantes agora, terão a capacidade de escolher alguem mais “sagaz”pelo menos, para não repetir a merda que esse tal de … ” Maranhão”conseguiu? Com um Congresso formado de mais de 400 deputados não eleitos por votos, mas sim aprovados pelo “voto proporcional”, não acredito muito na capacidade do próximo…dá para ser preocupante…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *