Jesse Rodrigues

A origem cósmica do DNA

A maioria dos intelectuais e pesquisadores realmente interessados na busca do conhecimento e dos mistérios da humanidade concorda que uma prova científica que comprove a vida extraterrestre é só uma questão de tempo, embora já haja uma ampla gama de indícios e até provas que deixam os cientistas sem respostas que não os façam ter que mudar radicalmente seu modo de ver e entender a realidade.
Bruno Peron Loureiro

Machu Picchu e as letras.

Ecos dos países vizinhos do Brasil chegam historicamente deturpados. A prerrogativa é do vencedor de conflitos ideológicos e guerras que conta a história do seu ponto de vista ou dos poderosos que oprimem os feitos dos mais fracos. Por isso, pouco se comenta sobre os esforços de combate à pobreza na Venezuela, o sistema de saúde pública exemplar em Cuba, o modelo de Estado plurinacional na Bolívia ou o passado glorioso do Paraguai como potência sul-americana.
Gustavo Barreto

Ataque à liberdade da Internet na Itália

Conforme a sentença do juiz Oscar Magi, do Tribunal de Milão, os três executivos, David Drummond, George De Los Reyes e Peter Fleitcher, foram condenados a 6 meses de prisão, no primeiro processo penal envolvendo o Google por publicação de conteúdo na internet. O filme, divulgado em 2006, mostra um menino menor de idade, portador de Síndrome de Down, sendo maltratado e agredido por colegas de classe, enquanto outros olham sem fazer nada.
Andrea Gouvêa Vieira

A Fada do Dente existe?

Você acredita em Papai Noel? E na Fada do Dente? E você acredita que alguém trabalha de graça? O ex-prefeito Cesar Maia acredita. Ele se orgulha de ter abolido, nos 16 anos de seu governo, uma coisa chamada BDI. O BDI, Benefício e Despesas Indiretas, é usado em todo o Brasil, em obras públicas. É um percentual que incide sobre os custos diretos da obra para remunerar o lucro e os custos indiretos da empresa que faz o serviço.
Plínio Montagner

Cadê as visitas?

As visitas eram geralmente no finalzinho da tarde e começo da noite. As casas não tinham grades nem nas janelas nem na rua. Na frente, um portão, uma portinhola, marcava o limite da privacidade.0 Poucas casas tinham garagem. Não havia droga nem tanta infelicidade nem medos. Ninguém fazia seguro de nada. Agora, bem - como tudo que é bom traz alguma desvantagem - temos modernidade, tecnologia, internet, computador, remédios milagrosos - e vida mais longa.
Lygya Maya

O carnaval passou e agora?

Já pensou se todos os carnavalescos fizessem da sua alegria e felicidade durante o Carnaval uma rotina? Digamos que essa força viria de seu “interior” fazendo parte do dia a dia, que fantástico seria! Estou me referindo à alegria de um sorriso contagiante vindo da profundidade da alma. Assim como cumprimentar um estranho sem medo de rejeição, pois nossa felicidade é contagiante. E o sentimento de gratidão por estarmos vivos e respirando, possuindo o poder de imaginar o inimaginável em qualquer momento que resolvemos assim fazer.
Lasana Lukata

Pastores sem encanto: vai no tapa!

Mas tenho observado muita gente frustrada que procura se realizar na igreja, fazendo do púlpito um palco, um palanque, um comércio, business... e a igreja tem sido usada como escada para muitos espertalhões. Ora, o pastor existe para servir à igreja e não a igreja para servir ao pastor. Não foi Jesus, que os chamando para junto de si, disse? Bem sabeis que pelos príncipes dos gentios são estes dominados, e que os grandes exercem autoridade sobre eles.
Sérgio Russo

Um pacto sinistro que ameaça a Terra!

Entre os anos de 1947 e 1952, pelo menos 16 naves voadoras não-terrestres caíram no nosso planeta. Desses acidentes resultaram os resgates dos corpos de 56 alienígenas, sendo que um deles foi capturado VIVO. As manobras de acobertamento e sigilo impediram que esses eventos transpirassem para o exterior do círculo militar de informações, o que não impediu, contudo, que algo viesse posteriormente a vazar.
Marcelo de Oliveira Souza

Presente de grego!

A influência que um jogador de futebol exerce hoje nos adolescentes é inimaginável, imagine uma pessoa que vem de classes desfavorecidas e de uma hora para outra consegue mudar sua vida, a dos seus familiares e de todos que o rodeia, como se fosse o sol iluminando todos os planetas do sistema solar. Muitas vezes eles não têm a dimensão de quanto e são importantes para os jovens, que mudam de comportamento ao sabor do vendo, mas o gosto pela marca, penteado, brinco e correntes são perenes, fazendo com que muitos encarem o esporte como uma verdadeira tábua de salvação, abandonando os estudos e mesmo assim encontrar o seu lugar na sociedade brasileira e até mundial.
Bira Câmara

De onde vem a palavra “SEBO”?

Existem algumas versões a respeito da origem do termo sebo, uma delas diz que no tempo em que não havia luz elétrica as pessoas liam à luz de velas. As velas, naquele tempo, eram feitas de gordura, de sebo. Conforme iam derretendo, acabavam sujando os livros, que ficavam engordurados. Outros dizem que os estudantes e leitores vorazes por irem a todos os lugares com um livro embaixo do braço acabavam por torná-lo sujo, ensebado. Por isso, os alfarrabistas, vendedores de livros velhos, ficaram conhecidos no Brasil como caga-sebos, e com o tempo a livraria que negocia usados ganhou o nome de sebo, que não era lá muito elogioso. Dizem que um livreiro de Pernambuco foi o primeiro a assumir esse nome e colocá-lo na porta de entrada da sua livraria, nos anos 50.
Liliana F. Verde

Questões pertinentes acerca da Educação Sexual em Portugal

A Lei que estabelece o regime de aplicação da educação sexual em meio escolar (Lei n.º 60/2009 de 6 de Agosto) é uma lei recente. A Educação Sexual passa, assim, a ser de carácter obrigatório para «estabelecimentos do ensino básico e do ensino secundário», «aplicando-se a todos os estabelecimentos da rede pública, bem como aos estabelecimentos da rede privada e cooperativa com contrato de associação, de todo o território nacional.».
Kadu Santoro

O despertar – a verdadeira união com Deus!

O despertar é a realização da nossa humanidade, ele significa que a nossa busca espiritual não é uma tarefa que apenas as pessoas dotadas podem atingir. Ao contrário, as pessoas que para o mundo são consideradas altamente espiritualizadas, geralmente são tão ligadas às suas próprias convicções, dogmas e crenças que são como moscas presas numa teia. Todos nós temos o potencial inato para experimentar o despertar.
Gustavo Barreto

Salada sérvia

O jogador Dejan Petkovic, cuja origem eu não me atrevo a dizer antes de uma boa pesquisa, deu uma bela entrevista na Ana Maria Braga. Destaca-se, entre outras declarações, o “desmentido” à apresentadora, que sugeriu que seu país passava por dificuldades quando Pet estava por lá (leia aqui artigo de Altamiro Borges). Reproduzo o diálogo sem edição de fala:
Marisa Bueloni

A sétima estrela

A você, que me faz tantas perguntas, dedico o texto desta semana. A você, que me escreve tão lindamente, por favor, não pergunte o porquê deste título - “A sétima estrela”. Eu não sei. Surgiu, assim, de pronto, um título profético, mais ou menos como “O segundo sol”, uma música de Nando Reis. Com o título desta crônica, estou também homenageando um dos meus autores preferidos, Rubem Alves, quando cita “A terceira margem do rio”, um conto de Guimarães Rosa. Não existe a “terceira margem do rio”, Rubem argumenta. Só conhecemos duas, a direita e a esquerda; a de cá e a de lá. E qual é a terceira? Seria a da palavra? A da literatura?
Plínio Montagner

Gente e bicho

“O que diferencia o homem de outros seres é a capacidade de ser consciente de si, do outro e da vida”, diz o psicólogo Carlos Alberto de Oliveira Carvalho. O gato, o cachorro, a cobra, a borboleta, não sabem que existem. A castanheira de 500 anos não sabe que é majestosa. O papagaio reconhece o dono, mas não sabe que existe o hoje e o amanhã. Se o burro soubesse de sua força ele não puxaria carroça. Se o rouxinol reconhecesse sua fraqueza não atacaria o gavião que ameaça seu ninho. A tartaruga que tem um membro decepado por uma hélice, ignora sua mutilação. O gatinho que perdeu as patas dianteiras leva a vida numa boa; e seus amigos e parentes não ficam olhando para ele com desdém...
Rosane Almeida dos Santos

Filantropia, trabalhar pelo que acredita.

Há algumas décadas a filantropia era totalmente voltada para a chamada “caridade”, pelo fato de significar “sentimento que leva os homens a ajudar os outros”, porém, com o passar dos anos à esse significado foram sendo acrescentados vários interesses. E desde então ela tomou corpo profissional, ganhou visibilidade política e passou a ter secretaria nos governos sob o nome de Assistência Social. Passou a um patamar mais sério exigindo discussões importantes, mas estéreis, pelo caráter político que tomaram.
Aristóteles Drummond

Uma vida fascinante

Quem gosta de uma boa leitura, de conhecer a história dos homens que a fazem, deve aproveitar o carnaval e comprar o livro de Sebastião Nery, Nuvem (Objetiva). É a narrativa do baiano do interior que vai para Salvador, ao Seminário Diocesano, ingressa na política e no jornalismo, vira um comunista que nunca deixou de ser católico e consegue a proeza de ser vereador em Belo Horizonte, deputado estadual na Bahia e federal no Rio.
Gabriel Viviani

O mistério de Márai

Saio da leitura de Sándor Márai como quem acaba de sair de um processo de purificação. O romance do escritor húngaro se chama De Verdade, e é impossível para o leitor percorrê-lo sem se perceber confrontado por verdades que o autor vai expondo através de uma linguagem precisa. São raríssimos os autores que conseguem deixar tal impressão: aquilo que você um dia pensou ou sentiu, redigido com as palavras mais adequadas. Trechos como aquele que transcrevo a seguir, por exemplo, suspendem a nossa respiração, obrigando o leitor a confessar, numa mistura de encanto e perplexidade: É verdade!
Julio Severo

Supremo Tribunal da Itália defende crucifixos e soberania nacional contra Tribunal de Direitos Humanos da Europa.

O Tribunal Constitucional da Itália deu uma decisão declarando a supremacia das leis e costumes italianos sobre as ordens do Tribunal de Direitos Humanos da Europa (TDHE). Em novembro, uma ordem do TDHE sediado em Estrasburgo para que todos os crucifixos fossem retirados das escolas públicas italianas provocou revolta na Itália. Especialistas legais avisaram que a decisão minaria as liberdades religiosas e a soberania nacional em todos os países membros da União Européia.
Wagner Siqueira

Organizações: coletividades sociais de trabalho?

Downsizings e reengenharias, busca permanente do número mínimo necessário à realização do trabalho, contenção de despesas, pressão crescente na redução de quadros, empurrando os empregados à demissão, individualização das remunerações mesmo para cargos idênticos, papel cada vez mais pífio da representação sindical, avaliações subjetivas de desempenho, intensificação da carga de trabalho, multiplicação de constrangimentos à execução das tarefas e atividades, supressão dos ditos tempos improdutivos por aumento de responsabilidades e ampliação do conteúdo ocupacional,
Sérgio Russo

Nem todos os OVNIs são invulneráveis!

Os UFO´s, OVNI, Discos Voadores ou como quer que possam ser denominados, apesar de serem máquinas fantásticas e extremamente avançadas, assim como nos indicam as irrefutáveis evidências, não estariam totalmente isentos das falhas técnicas e dos acidentes delas decorrentes. A despeito dos negadores esses fenômeno contínuo que se manifesta em escala mundial, nos demonstra que diversas raças estariam por aqui, tripulando veículos (ou se preferirmos, vetores) dotados de um formato quase padronizado, porém de tipologias bastante variadas.
Marisa Bueloni

A glória do mundo

Michael Jackson a quis e a teve. Ninguém a mereceu tanto quanto ele. É que ela foi feita para ele e vice-versa. Era um casamento perfeito de glórias mútuas, sem acordos de nenhuma das partes. Comunhão total de talentos. Não dá para entender Michael Jackson sem esta glória, que é brilho in natura - a glória em seu estado mais puro, elevada à milésima potência pela jactância da genialidade, a dança hipnotizadora, a imagem incandescente andando para trás.
Plínio Montagner

Carnaval, liberdade em excesso!

Ser livre é não ter patrão. Ser livre é viver num lugar onde não existe polícia, nem padre, nem pai, nem mãe, nem marido, nem esposa... Ser livre é não ser obrigado a fazer nada, não precisar obedecer à regra nenhuma; ir e voltar a qualquer hora, andar como quiser, não ter horários; poder dormir e levantar à vontade. Onde existe isso? No céu? No inferno? Na casa da sogra? Ah! Se livre é não ter sogra também...
Lygya Maya

O impacto da influência de nossas crenças no sucesso.

Uma das coisas mais influentes sobre o comportamento humano é nosso sistema de crenças. Todos nós temos um conjunto de crenças e valores que fomos adquirindo ao longo da vida e que são determinantes do nosso comportamento. Em geral, as pessoas não analisam os impactos de suas crenças sobre suas vidas e não sabem que podem mudá-las. Boas notícias, você pode!
Jesse Rodrigues

Aquário: a era do espírito santo

O Grande Ano Cósmico para ser compreendido deve ser comparado a nossa realidade de um ano comum, só que no sentido inverso, ou retrógrado, como é o sentido da eclíptica ou faixa zodiacal. O Grande Ano é composto, portanto, pelos 12 signos do zodíaco, dividindo por 3 conjuntos de quatro signos, temos: a Idade do Pai , que inicia a queda do Homem, que no atual Grande Ano compreende as Eras de Libra (15.079 a.c a 12.927 a.c) , Virgem (12.927 a.c a 10.775 a.c), Leão (10.775 a.c a 8.622 a.c) e Câncer (8.622 a.c a 6.471 a.c); a Idade do Filho que aprofunda a queda do Homem e faz renascer a busca da Reintegração, que compreende as Eras de Gêmeos (6.471 a.c a 4.319 a.c), de Touro (4.319 a.c a 2.167 a.c), de Áries (2.167 a.c a 15 a.c) e Peixes (15 a.c a 2.137 d.c); a Idade do Espírito Santo que levará a Humanidade para a Reintegração, que compreende as Eras de Aquário (2137 d.c a 4.289 d.c); a Era de Capricórnio (4.289 d.c a 6.441 d.c),
Ana Paula Nogueira

Vamos sambar….

Muito, muito legal! É como posso definir um momento inusitado que vivi na semana passada. Nunca tinha imaginado que ir a uma escola de samba seria tão legal. Pois é, pude conhecer um pouco desse mundo do carnaval! Além de ter uma colega porta bandeira de uma escola de samba, ainda entramos e fomos tratados como “reis”, pois ali ninguém está interessado em mostrar quem samba mais, mas sim, estão interessados em demonstrar a alegria e o amor a sua comunidade! A escola a qual fui: Camisa verde e branco.
Marcelo de Oliveira Souza

Carnaval

No Carnaval da modernidade, o que falta de criatividade, sobra em mau gosto, em pornografia e violência; para quem está sorvendo a famosa “loira gelada” protegido nos cordões dos escravos modernos, ou nos imensos camarotes com todo tipo de regalias, podem até achar muito bom mesmo, pois as pornografias e letras chulas, descem incólumes pelo gargalo da cerveja, que chegam a um ponto de nem saberem o que estão cantando, basta a movimentação frenética e erótica para a festa da carne se consolidar; agora para quem está com sua mente em formação, ou quem passou anos e anos sendo “bombardeado” diante dessa expressão musical inútil, toda essa “cultura” tornou-se “normal” sendo passada de “pai” para filho,
Pedro Bondaczuk

Sempre discreta

Há quem confunda a felicidade com a euforia. Esta, porém, é passageira, tão rápida quanto um raio que corta o céu em noite tempestuosa. Esgota todo seu combustível em brevíssimo instante e, quando se esvai, deixa-nos uma sensação de vazio, de insatisfação, de frustração. A felicidade é sempre discreta. Chega-nos de mansinho, silenciosa, quase imperceptível, instala-se em nós sem qualquer alarde e sua discrição é tamanha que só tomamos consciência do quanto éramos felizes (sem que nem ao menos soubéssemos) quando deixamos de sê-lo. Ela é, portanto, rigorosamente o oposto da desgraça. E não apenas nos efeitos, mas na própria maneira de se manifestar. A infelicidade sim é ruidosa, avassaladora, impositiva e, pior, contagiosa.
Leandro de Assis

Protestos antecedem Carnaval de Salvador

Durante anos o carnaval de Salvador e outras festas populares eram vistas como política do pão e do circo realizada por governantes baianos para calar a boca do povo em relação às precariedades da vida social baiana. O grupo de pagode Terra Samba cantava: “Como esse povo que sofre com fome, que passa mal vai batucar na panela vazia e fazer carnaval”...
Marisa Bueloni

Bendita crônica

Durante dez anos, escrevi editoriais para o principal jornal de minha cidade. Foi uma década bem trepidante, de 92 a 2002. Muitos fatos políticos e econômicos importantes transcorreram neste período, sobretudo a consolidação do Plano Real. E para “descansar” do editorial, vez ou outra, publicava uma crônica. Era uma espécie de refúgio, de terapia. No entanto, usar a primeira pessoa doía como um espinho na carne. Ou soava como heresia.
Luciana Couto de Souza

A evasão escolar no Ensino Fundamental

A evasão escolar no Ensino Fundamental nas escolas públicas pode ser evitada ou sensivelmente reduzida, atenuada, desde que haja uma tomada de consciência de decisões técnico-políticas com competência e seriedade pela orientação tanto pedagógica quanto educacional das escolas. Para que a escola resgate seu papel de agente de transformações e se adapte ao seu alunado, faz-se necessário o estabelecimento de uma série de reflexões sobre o papel de cada profissional da escola (professores, diretores, orientadores e supervisores), pois só através de uma prática e de um trabalho sistematizado é que poderá ocorrer de fato mudanças concretas.
Sérgio Russo

Tipologias de um fenômeno

“Houston, aqui é a Discovery... nós ainda temos a espaçonave alienígena sob observação. Câmbio!” Que primor de transmissão! A NASA, após ter classificado dezenas e dezenas de observações efetuadas por outras missões como “lixos espaciais” e outras coisas ainda mais inverossímeis, numa transmissão via rádio reconhece que se tratava de uma espaçonave... E ainda por cima ALIENÍGENA!
Bruno Peron Loureiro

A reforma agrária

Reforma agrária é uma dessas questões que se reservam aos super-heróis das políticas públicas. Ainda que dentro do desejável, possível e necessário para uma sociedade mais justa, as propostas de divisão de terras no Brasil incidem em interesses conflitantes: de um lado, os insatisfeitos com o pouco de que dispõem; de outro, os cães que rosnam com o osso na boca.
Marcelo Alonso Morais

Iemanjá – Senhora das águas salgadas

Símbolo da maternidade, Iemanjá é considerada a mãe de todos os Orixás. Na Umbanda, o Orixá se torna a Senhora das Águas Salgadas que, “purificadoras, lavam o corpo, - o “aparelho” – e o espírito, do influxo das “vibrações negativas”, isto é, da atuação materializada das “forças do mal”, só devendo ser exploradas para o sustento da humanidade. O domínio das águas doces, por sua vez, foi concedido a outro Orixá, Oxum.
Pedro Bondaczuk

A poesia do cotidiano

A crônica, até tempos relativamente recentes, era considerada, por muitos, como gênero literário menor. Alguns chegavam ao extremo de declarar que sequer se tratava de Literatura, mas mero “apêndice” do jornalismo. Para mim, essa visão é um tanto reducionista, para não dizer canhestra e de uma burrice contundente. A crônica, na verdade, não apenas é gênero nobre, como fonte, simultaneamente, de cultura e de informação, de emoção e de razão, tudo em linguagem coloquial e franca, via de regra na primeira pessoa.
Cristovam Buarque

A reinauguração de Brasília

Brasília chega a meio século, construída fisicamente e demolida moralmente. Com a imagem física de seus prédios orgulhando o país e sua imagem política desmoralizada em todo o Brasil. Parte disso é resultado do comportamento do Congresso, do Executivo, do Judiciário federal sediados em Brasília. Uma parte, porém, é responsabilidade nossa: de eleitos e eleitores brasilienses, uns mais outros menos. Por isso, deve partir de nós, brasilienses, fazermos a nossa parte.
César Maia

Brasil-EUA: 120 anos depois!

A ascensão de Floriano Peixoto e em seguida a Revolta da Armada, abriu caminho para o estreitamento dessas relações. Floriano, nacionalista e industrialista, a princípio teria dificuldades para aceitar o Acordo. Mas os países europeus apoiavam os almirantes rebeldes. A frota controlava a Baía da Guanabara e em janeiro de 1894 começou a bombardear o Rio de Janeiro depois de Niterói. O Estado do Rio mudou a capital para Petrópolis e 100 mil pessoas saíram da cidade.
Plínio Montagner

Visita ou novela?

As visitas estão na rabeira da tabela de qualquer compromisso. Está com saudades da vovó? Do cunhado? Telefona, e pronto. Mas, e o contato, a emoção, a etiqueta e o cafezinho que fortalece relações? Então, para quê - aquelas xícaras e talheres maravilhosos? Visitar faz bem. Não é como conversar ao redor de uma mesa de bar, com barulho e presença de outros. É bom conhecer ambientes, a decoração e como vivem seus donos. Isso não é bisbilhotar. É como um abraço social. Visitar parentes próximos, até nossa mãe, a etiqueta ensina: avise, ou não vá, mesmo que seja seu amigo de infância.
Marisa Bueloni

A noite escura

Madre Tereza de Calcutá sentia a escuridão, o frio e o vazio dentro de si. Nada tocava a sua alma. Foi assim que a madre se manifestou nas cartas a um padre confessor. Durante 50 anos, ela carregou a sua cruz, a escuridão sufocante de nada encontrar no fundo do coração. Madre Teresa faleceu em 1997 e, dez anos depois da sua morte, surgiu a revelação de que viveu o tormento íntimo das dúvidas – até mesmo da existência de Deus.
Diego Cotta

Instituto Arco-Íris premia peça teatral

No dia 23 de janeiro, o Coordenador de Pesquisas na Área Cultural do Instituto Arco-Íris, André Sena conferiu ao elenco da peça teatral Vidas Diversas uma Moção Honrosa. A congratulação é um reconhecimento às apresentações do espetáculo no meio LGBT da cidade do Rio de Janeiro, durante todo o ano de 2009. A peça foi apresentada inúmeras vezes em teatros como Posto 6 (Copacabana), Sylvio Monteiro (Nova Iguaçu) e com pico de público de 400 pessoas no Raul Cortez (Duque de Caxias).
Sérgio Russo

Os OVNIs deixam suas marcas!

Um dos argumentos mais fortes praticados pelos tradicionais negadores é aquele que diz respeito à suposta falta de provas tangíveis da realidade física dos chamados Objetos Voadores Não Identificados. Mas será que não existiriam realmente? Sem contar com aquelas que comprovadamente foram confiscadas pelos meios militares e governamentais das grandes potências mundiais, geralmente obtidas nos locais em que ocorreram acidentes com aquelas naves, temos outras evidências sempre encontradas nos sítios em que elas efetuaram seus pousos!
Pedro Bondaczuk

O ideal e o real

O jornalista, no exercício diário da sua função, é forçado a criar um escudo psicológico indevassável, para não se deixar afetar pela matéria-prima da sua profissão: os fatos, as notícias, os acontecimentos, na sua maioria não apenas ruins, mas trágicos. Já tratei, em outras oportunidades, desse assunto, mas nunca é demais voltar a ele, sobretudo em consideração aos futuros profissionais de imprensa, os estudantes de jornalismo, que constituem (ao que presumo) a maior parcela do meu público leitor.
Afonso Guerra-Baião

O caminho das pausas

Nesse livro Werner Keller busca analisar inúmeras informações provenientes das descobertas arqueológicas, comparando-as com as narrativas da Bíblia. A razão da Bíblia, bem como a de mitos da antiguidade e dos povos ditos primitivos, é a mesma razão intuitiva, iluminada, que faz com que os poetas sejam os primeiros a saber. Assim, os dias bíblicos da criação podem ser lidos como metáfora das eras geológicas; assim também, através do mito de Ícaro, a antiguidade clássica antecipou, simbolicamente, a possibilidade da conquista do espaço pelo Homem; da mesma forma, os índios Caiapó, no mito do Buraco do Céu, podem ter figurado a teoria dos universos paralelos.
Marcelo de Oliveira Souza

Favela

Depois da segunda guerra mundial o governo resolveu fazer uma doação de terras justamente nos morros, além de ser uma falta de visão social é uma falta de visão política a longo prazo. As favelas se popularizaram nas capitais, nas cidades grandes do interior e hoje é muito difícil dizer onde não existem favelas nesse imenso Brasil. No inicio esse tipo de habitação era caracterizada por existir em morros, os moradores desse local eram predominantemente imigrantes e moradores de ruas que se aventuraram a invadir instalando-se a todo custo; depois esse tipo de local foi se transformando. Com a dificuldade de moradia as florestas foram cedendo lugar a invasões, empreendimentos imobiliários, obras viárias e outros segmentos.
Adílio Jorge Marques

Educação científica consciente sobre o meio ambiente

A compreensão da importância do meio ambiente para o homem é fundamental desde a mais tenra idade. Nossa missão é preservar nosso planeta da mesma maneira que se preserva da forma mais íntegra possível o nosso ser físico e espiritual. O estudo do meio ambiente abrange não somente as Ciências Biológicas, mas é importante a relação com a Física através da Hidrostática e do entendimento dos fenômenos térmicos, como os aqui descritos.
Jesse Rodrigues

Astrocronologia e a Santíssima Trindade!

Nessa Nova Idade do Espírito Santo podemos enxergar os ecos de místicos dessa última era da Idade do Filho. Podemos refletir sobre a simbologia da Idade do Espírito com o Homem Espírito, a Idade do Pai com o Homem de Desejo e a Idade do Filho com o Homem da Torrente, refletindo a queda e a Reintegração do Ser Humano e da Humanidade através do Tempo e da Simbologia da Santíssima Trindade.
Daniel Archer Duque

O que ensinaremos às nossas crianças?

Nós, brasileiros, costumamos dizer que a origem de todos os problemas de nosso país acaba sempre sendo a carência na educação. De fato, o Brasil tem um enorme potencial de desenvolvimento, o qual poderemos aproveitar se priorizarmos esse setor. Teríamos mão de obra qualificada, produção científica, além de um povo que sabe votar, exigir os seus direitos e cumprir com os seus deveres. Deve-se questionar, porém, não só a importância da educação, que já é amplamente conhecida, mas também a sua estrutura em nosso país. Afinal, o que ensinaremos às nossas crianças? Vamos lhes impor horas a fio de matemática, português, química, física, biologia, sociologia, filosofia, história, geografia e inglês, como tem sido feito ao longo das décadas?
Bruno Peron Loureiro

A UNILA e vizinhos desconhecidos.

A UNILA é uma novidade na categoria porque, apesar do financiamento federal brasileiro e da localização do prédio no lado de cá, as aulas serão em espanhol e português, 50% dos professores serão brasileiros e a outra metade provirá dos países da região, 250 professores serão efetivos e outros 250, visitantes. O reconhecimento das diferenças expande a nossa capacidade de auto-conhecimento e consciência de lugar no mundo. Algum dia a ficha dos nossos governantes teria que cair. Uma ficha que não tivesse inscrito cents, dollars ou euros. Destas já estamos fartos.
Cristovam Buarque

Nós, escravocratas!

Há exatos cem anos, saía da vida para a história um dos maiores brasileiros de todos os tempos: o pernambucano Joaquim Nabuco. Político que ousou pensar, intelectual que não se omitiu em agir, pensador e ativista com causa, principal artífice da abolição do regime escravocrata no Brasil. Apesar da vitória conquistada, Joaquim Nabuco reconhecia: “Acabar com a escravidão não basta. É preciso acabar com a obra da escravidão”, como lembrou na semana passada Marcos Vinicios Vilaça, em solenidade na Academia Brasileira de Letras.
Pedro Bondaczuk

Transformada em virgem

As mesmas palavras que utilizamos para expressar beleza, grandeza e transcendência, entre outras coisas, podem (e são) utilizadas por alguns para manifestar ódio, disseminar preconceitos, caluniar e vilipendiar os outros e para exprimir toda a sorte de desvios morais, vícios e aberrações. O que varia é a sua “combinação”. Esse instrumento de comunicação, portanto, pode tanto construir, quanto destruir. Depende de quem e de como o utiliza. Não é a linguagem, pois, que dissemina e consolida valores. Ela é apenas um instrumento, uma ferramenta, um meio de expressão do que se sabe, se quer e se pensa. Seu uso, portanto, requer extremo cuidado, além de rigorosa perícia no manejo.
Marisa Bueloni

Naquele tempo…

Nasci em 1950. Uau! Nem eu mesma acredito. Os cinquentões que me leem pertencem à geração que conheceu o mundo antes dos Beatles, antes da pílula e da minissaia, antes das viagens à Lua e da tevê a cores, antes da maionese Hellmann´s, antes do computador e da internet, antes da batata Chips, antes do botox e do silicone, antes da VEJA, antes do chinelo Rider, das havaianas e da pipoca de micro-ondas, antes do Big Brother, antes do “ficar”, do funk e do biquini, antes do Brad Pitt, do Silvio Santos e do Lula...
Lasana Lukata

No mundo tereis aviões…

Pastores nas TVs se dizem voltados para o interesse coletivo, mas no meio do caminho trocam o interesse coletivo pelo interesse individual. A compra de jatinhos não é um sintoma? Pastores que montam empresa; formam-se em direito; sociologia, o Diabo a quatro, tudo nas costas da membresia e alguns deles ainda usam as dependências da igreja para advogar para si mesmo.
Uili Bergamin

Literatura marginal

Definir literatura marginal é sempre um complicador, visto que muitos negam sua marginalidade. Mas, como lembra Fernando Paixão, poesia marginal, no caso, é toda aquela produzida/consumida fora dos circuitos de editoras comerciais e leitores convencionais. Quero crer que desde a Grécia Antiga muitos autores percorreram esse caminho. Os poetas franceses do Simbolismo, os russos da Era Stalin, segregados, os fazedores do haicai nas sendas do Oriente de sete, oito anos atrás, os brasileiros Cacaso, Paulo Leminski, Chacal e tantos outros. Na prosa, recentemente houve um movimento organizado de publicação de autores como Ferréz. Em todos os casos, pode-se ver que todos "encontraram" um caminho nas editoras (pequenas ou grandes) e, com isso, sopraram ventos novos no fazer literário.
Aristóteles Drummond

Pinochet eleito depois de morto!

Os diferentes governos de centro-esquerda não mexeram no essencial, assim como no Brasil prevalece até hoje as linhas mestras da abertura econômica implantada no governo Fernando Collor. Pena que o ritmo das realizações na infraestrutura e os critérios de nomeações não tenham seguido, mesmo que parcialmente, a dos militares. O que nos leva a crer que o povo chileno quis mesmo votar, simbolicamente, no seu grande benfeitor do século XX.
Amaury Cardoso

2010 – Ano de expectativas e indagações.

política esta presente em todos os momentos de nossa existência. A realidade está impregnada de situações diversas, e na política não é diferente. O próprio homem, segundo Aristóteles, é um animal político. É de sua natureza o exercício da atividade política partidária ou não. A todo instante nos deparemos com algo inadmissível seja as injustiças sociais, a violência injustificada, as diferenças econômicas gritantes, a exploração do homem pelo homem; para não estendermos o leque a questões mais profundas, nos restringiremos aos problemas que são observáveis a olho nu e capazes de nos fazer sentir maior indignação pelas soluções superficiais e inócuas que a atual política nos oferece.
Julio Severo

Será que Obama é uma fraude cristã?

A ausência cada vez mais notória do envolvimento de Obama, sua esposa e filhas com uma igreja ou participação de eventos cristãos públicos está levando uma organização cristã a questionar o nível de devoção que o presidente Obama realmente sente para com a identidade religiosa que outrora fazia parte do apelo e imagem da sua campanha. Depois de freqüentar regularmente uma igreja cristã durante a campanha presidencial de 2008, Obama não está indo à igreja regularmente desde que foi eleito presidente e ainda não procurou uma igreja para sua família. Obama, em seu feriado no Havaí por causa do Natal, não quis ir a nenhum culto com sua família. Já eleito, ele também não foi a nenhum culto de Natal em 2008.
Pedro Bondaczuk

Questão de anuência

O filósofo e cientista político inglês do século XVI, Thomas Hobbes, constatou, em um ensaio: “Aqueles que concordam com uma opinião chamam-lhe opinião; mas os que discordam chamam-lhe heresia”.. E assim caminha a humanidade... infelizmente...
Cristina Silveira

As mulheres-maravilha na volta às aulas

O início do ano letivo se aproxima e milhares de mães-mulheres-trabalhadoras, assim como eu, estão na maior correria para comprar os livros e os materiais escolares de seus filhotes, além de mochilas, lancheiras, estojos e uniformes, isso tudo sem deixar de dar conta dos afazeres domésticos, como lavar, passar, cozinhar, arrumar... Ao mesmo tempo sendo criativas, pontuais, competentes e dinâmicas nos trabalhos, e ainda sexys, charmosas, elegantes e atraentes para os parceiros. Ufa! Mas será que damos conta de tanta coisa?
Bruno Peron Loureiro

Desastre no Haiti

O terremoto que teve lugar no Haiti em 12 de janeiro de 2010 comoveu o mundo. De país mais pobre e de menor renda per capita da América passou à condição de devastado. A natureza apontou o dedo e escolheu uma vítima geográfica que não teria condições de resistir. Não desta vez. A exatidão do número de mortos não é o foco do debate. Corre-se o risco de cair na frieza das cifras.
Jesse Rodrigues

Astrocronologia

A Astrocronologia pode ser considerada como a parte da Astrologia Primordial que estuda a Cronologia Sagrada ou Tradicional da Humanidade. (...) É interessante perceber que os signos de Ar (Gêmeos,Libra e Aquário) sempre iniciam os Manvantaras e Pralayas, assim como as Idades de Ouro. O signo de Libra é, dentre os signos iniciadores de Idades, o único que as datas se reduzem a unidade, separando as fases pares e ímpares dos Grandes Movimentos de expansão e contração do universo. Existe um ciclo chamado de Fênix ou ciclo Sothíaco, simbolicamente de 500 anos, transformado em mito pelos antigos egípcios que na verdade esconde um grande ciclo maior que chamo aqui de A Grande Fênix que é igual a 60 eras astrológicas ou um manvantara, um pralaya e outro manvantara, ou também 5 Grandes Anos Cósmicos ou Pitagóricos. É nas eras de Aquário que sempre começa um Mahavantara ou Grande Respiração.