Início » Cid Zauli » Orgulho gay

Orgulho gay

Estamos na semana da maior parada gay do mundo, realizada há anos em São Paulo. Junho é o mês de comemoração do orgulho gay. Muitos já estão alterando suas fotos nos perfis das redes sociais adicionando uma barra arco-íris e muitos heterossexuais colam em suas linhas do tempo, depoimentos em favor do combate à homofobia, aceitação e respeito aos conhecidos gays do seu mundo social.

Muitos me perguntam se tenho orgulho em ser gay e digo que tenho orgulho de fazer o que faço para que os homens gays sejam aceitos e respeitados. A frase do Edmund Burke no início deste blog foi o que definitivamente me levou a realizar algumas ações, para me fazer ser aceito e respeitado, assim como todos os homens gays: “O MAL SÓ TRIUNFA QUANDO OS HOMENS DE BEM NADA FAZEM”.

Fico feliz por ter tido a oportunidade de ler a coluna do Nizan Guanaes defendendo os homens gays (clique aqui para ler). E também me alegra ler as colunas do doutor Drauzio Varella, como a que ele cita ser ignorante aquele que não aceita a homossexualidade (clique aqui e leia). E felicidade maior ainda foi ver o Primeiro Ministro de Luxemburgo, Xavier Bettel, apresentar seu Primeiro Cavalheiro na reunião da OTAN com a maior desenvoltura, sendo aceito e respeitado.

Dizem que pais fazem de tudo para que os seus filhos sobrevivam e vençam na vida. Então se olhe no espelho e imagine que o seu reflexo é o “seu filho”. Faça por você tudo que estiver a seu alcance para ser aceito e respeitado, observando sempre os seus limites.

Sou um homem que lutei contra preconceitos, tive pais que me ensinaram conceitos de caráter e honestidade, se esforçaram para me oferecer estudo da melhor qualidade, me dando apoio para que chegasse em São Paulo e vencesse numa cidade de desconhecidos. Uma família que me apoia, que é companheira e com eles compartilho meus momentos de felicidade. Tive companheiros que foram me ensinando a sair do armário, me apresentando a novos amigos tão amados hoje em dia e me ajudando a construir uma família de acordo com a minha orientação sexual. E hoje tenho um companheiro que é a peça chave para completar esse quebra cabeça da vida, com quem construo a minha família, que sempre me recebe com um sorriso no rosto, um abraço apertado (sempre retribuído, claro) e está ali a todo momento, dividindo os bons e os maus momentos da vida.

No ambiente profissional a mesma coisa: respeito, reconhecimento e ajuda ao próximo tanto no serviço público, como na clínica privada. Com o Uroblogay acredito estar fazendo algo que ajude os homens gays, como com esse depoimento por exemplo. Quero que você, homem gay, encontre aqui resposta às suas dúvidas na área de Urologia. Homens que fazem sexo com outro homem já é tema nos maiores congressos de urologia pelo mundo.

Estimulo você a se olhar no espelho, descobrir o “seu filho” e realizar o que estiver ao seu alcance para uma maior aceitação e respeito ao homem gay. Mostre que além de gay, você é um homem com boas atitudes, boas ações e bons ideais. Ajude ao próximo. Combata a homofobia com as suas armas. Hoje há leis que protegem o homem gay contra o preconceito. A mudança começa com ações que a gente pode fazer e aí vamos transformando para melhor o mundo que nos cerca.

*Cid Zauli nasceu em Niterói/RJ e é formado em Medicina pela Universidade Federal Fluminense em Dezembro/ 1983. Fez sua residência médica na especialidade de Urologia na cidade de São Paulo e ao final dela fez uma especialização no Centro Médico Porte de Choisy, Paris- França. É especialista em Urologia pela Sociedade Brasileira de Urologia, faz parte das sociedades Americana e Européia de Urologia. Hoje mora em São Paulo/SP e é diretor da Cid Zauli Clínica Urológica Ltda (www.clinicacz.com). Atua nos hospitais Nove de Julho, Albert Einstein, Oswaldo Cruz e São Luiz.

Por

Comentários

  1. Ricardo Hirata disse:

    Gostei do texto. Estamos juntos. Grande abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*