O Violino e sua história.

Por em 14/09/2009

Tamanho da fonte: Aumentar o tamanho da letraDiminuir o tamanho da letra

tocando_violino

Olá caros leitores, hoje vim falar sobre o instrumento que eu tenho dedicado a minha vida até então, apesar de não ser um especialista no assunto tenho um certo conhecimento e pretendo compartilha-lo com vocês.

O Violino é um instrumento de cordas friccionadas, ou cordofones friccionados, com sua afinação em intervalos de quintas justas (Sol, Ré, Lá e Mi).

Os primeiros instrumentos de cordas com arco surgiram nas sociedades equestres da Asia Central, como o Morin khuur. Acredita-se que esses instrumentos se espalharam pela China, Índia, Império Bizantino e Oriente Médio onde se desenvolveram instrumentos como ehru na China, a rebab no Oriente Médio, a lira bizantina no Império Bizantino e o esraj na Índia.

O violino europeu moderno tem suas origens em vários instrumentos de corda que foram trazidos do Oriente médio e Império Bizantino, como o rebec (derivado do rebab), Vielle e lira da braccio, Uma das primeiras descrições explícitas do instrumento, incluindo a sua afinação, foi no Epitome musical de Jambe de Fer, publicado em Lyon no ano de 1556. A partir desta data o violino já estava se espalhando pela Europa.

O violino mais antigo a ser documentado é datado do ano de 1555 e foi construído por Andrea Amati porém esta data é duvidosa. O violino se tornou um instrumento muito popular, tanto entre os músicos de rua quanto pela nobreza, isso é ilustrado pelo fato do rei francês Charles IX ter ordenado Amati a construir 24 violinos para ele no ano de 1560.

Os construtores mais famosos são:

Escola de Brescia, no início do século 16.

A Família Amati que atuou entre 1500-1740 em Cremona – Itália.

A Família Guarnieri que atuou entre 1626-1744 em Cremona – Itália.

A Familía Stradivarius que atuou entre 1644-1737 também em Cremona – Itália.

Ocorreram mudanças significativas na construção do violino no SEC. XVIII, particularmente no tamanho e angulação do braço do violino e como também na grossura da barra harmônica.

Atualmente estes instrumentos fabricados entre os anos de 1600 e 1700 são considerados da “Era de Ouro” da fabricação de violinos, principalmente os fabricados por Stradivarius e Guarnieri del Gesu. Estes instrumentos são muito visados por colecionadores e grandes artistas. O recorde de preço pago em um violino foi o valor de US$ 3.544.000,00, aproximadamente é R$ 7.000.000,00, em um leilão realizado em 2006.






Por Moabe Vettore, em 14/09/2009.

Comente!

Busca

Colunistas