Militantes petistas podem levar o Brasil à guerra civil?

Militantes petistas podem levar o Brasil à guerra civilNão é sensacionalismo, mas este quadro, o de uma possível guerra civil, não é para ser desprezado pelo cidadão de bom senso. Momentos como o que foi presenciado ontem podem voltar a acontecer e cada vez com mais frequência. Lembrem-se que outras lideranças pró-governo já ameaçaram “colocar fogo” no país se o impeachment de Dilma ocorresse.

Ontem manifestantes contra e a favor de Lula entraram em confronto em São Paulo em frente ao fórum de São Paulo, onde o ex-presidente e sua esposa deveriam depor.

Tudo começou quando o grupo de manifestantes contrários ao ex-presidente Lula resolveu inflar o “Pixuleco”, um boneco com uma caricatura de Lula já tão conhecido em todas as manifestações contrárias aos governos petistas e seus líderes.

Irados, os militantes do PT partiram para cima do grupo, decididos a não deixar que se inflasse o Pixuleco, conseguindo rasgar um pedaço boneco. A Polícia Militar teve de reagir com violência, desferindo golpes de cassetetes e bombas de gás lacrimogêneo. Na briga, uma câmera da TV Globo chegou a ser quebrada.

Não é este o primeiro confronto entre militantes petistas e contrários ao PT, onde o boneco Pixuleco é o alvo principal de ações. Em outras ocasiões o boneco já foi rasgado a golpes de facas por militantes petistas, que se prepararam para este intento. Isto não é mais manifestação política, isto é uma absurda forma de violência, praticada por bandidos armados. (Veja matéria aqui)

Será esta a democracia que os petistas e seus militantes conhecem?

Todos os cidadãos têm o direito de protestar. Isto é constitucional. Mas para os militantes petistas, este direito fica suprimido quando seu líder, juntamente com sua esposa, são convocados a prestar depoimento em uma investigação policial onde há, cada dia mais, evidências de que estão mentindo. Se for provado que Lula e Marisa mentiram e forem condenados à cadeia, seus militantes começarão uma guerra civil pelo país todo? Precisamos ficar atentos a esta odiosa forma de fundamentalismo político e de distorção do exercício da democracia em nosso país.

Clique aqui e veja a matéria do Jornal da Globo a respeito.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

10 thoughts on “Militantes petistas podem levar o Brasil à guerra civil?

  1. Amílcar de França Bezerra disse:

    Nós não podemos dizer que houve “confronto” entre os grupos pró e contra o ex-presidente Lula. Pelo que vi nas imagens publicadas pela imprensa em geral, inicialmente, ocorreu troca de insultos entre os grupos. Após a tentativa de inflar o pixuleco, os manifestantes pró Lula partiram, literalmente, para a agressão, sendo repreendidos, de forma exemplar, pela Polícia Militar.
    Nota-se nessas manifestações, que sempre quem começa as agressões são os “defensores” do atual regime lulopetista, para, então, após apanharem, se fazerem de vítimas. Eles partem para cima, provocam a polícia que é obrigada a agir.
    Estamos vivendo no país o momento muito perigoso. Vemos que quem participa das manifestações pro regime lulopetista são pessoas desocupadas (sem trabalho), posto que ocorrem sempre em dias úteis. Vimos, também, recentemente, notícias de pessoas ligadas a esses movimentos presas por contrabando e posse de material bélico – armas de fogo, lunetas para tiro de precisão, foices, entre outras. Do outro lado vemos uma população desarmada, proibida de adquirir e de portar armas de fogo. Vimos notícia divulgada no plenário de uma das casas do povo (CN) de que a Bolívia está fabricando armas de uso militar (rifles de assalto), com anuência da Rússía – país que financia ditaduras comunistas.
    O que podemos esperar, já que as instituições, de por si, estão se mostrando incapazes de na busca por um país melhor. Nossos políticos ficam se amparando mutuamente para não caírem todos. O Poder Judiciário, representado pelo seu Órgão Supremo tem se mostrado ineficiente, usurpando suas atribuições e legislando positivamente?
    A bem da verdade, temo sim, que esses marginais travestidos de militantes nos leve a um período de violência sem controle e, talvez, a uma guerra fraterna, na qual a maioria das vítimas serão trabalhadores honestos, cidadãos de bem que se preocupam com o país que querem deixar para seus filhos e netos.
    Boa tarde.

  2. Miga Tado disse:

    Entendam que quem defende Lula é um cara que acredita que roupas, comida, material de construção e o dinheiro que compra essas coisas brota do coração de Lulas, Kichners e Maduros da vida. O cara não percebe que o discurso de que é necessário destruir a “maldita elite produtiva desse país” é absurdo. Não percebe que populistas adoram criar inimigos que não sejam eles mesmos para que o povo não saiba onde está o problema, quem está de fato roubando seu dinheiro. Não entende que o problema está na política ‪clientelista‬ e ‪‎autocrática‬ do próprio governo populista.
    Quem vota no PT e outros partidos desse tipo, não percebe que ao sobrecarregar quem trabalha e produz, acaba fazendo com que comida, roupas, material de construção para fazer moradias acabem diminuindo no sistema. E aí acontece o que aconteceu lá na Venezuela. E agora ficam se perguntando lá, em Cuba e outros países vermelhos onde os recursos escassearam depois de um tempo: “O que deu errado?” Estranho né?
    Quando os produtivos se sentem injustiçados e roubados pelos parasitas esquerdistas, eles se cansam e cruzam os braços. Viram eles próprios parasitas e bolsistas. E, esquerdista não sabe porque, ninguém mais produz coisa alguma além do mínimo necessário para si mesmo. As coisas param de brotar do nada. E nesse ponto as vagas de emprego somem nos “malditos empreendimentos burgueses que assolam o proletariado”. E aqueles que antes viviam do sonho alheio porque não queriam ou não sabiam como construir sua própria empreitada agora morrem de fome. Mas o que deu errado se os políticos que “representam” os proletários fizeram exatamente aquilo que Marx dizia? Não ensinaram nas escolas públicas que dar fim àqueles que fazem mais que o mínimo, aqueles que lucram para poder viver com mais que o básico estão errados? Se os “vilões burgueses” estão sumindo como o PT tanto queria, por que os pobres não estão ficando ricos? O que está dando errado?

  3. PAULO MARINHO disse:

    Não estranho e nem coloco nas dimensões da matéria jornalística, a situação ocorrida no dia de ontem em São Paulo. Tenho que não estamos a avaliar, pelo menos, da parte dos ditos militantes petistas, de manifestação política, mas sim de grupo organizado de criminosos; se não vejamos: qual a diferença de tais grupos petistas com a situação vista, principalmente na periferia e morros do Rio de Janeiro, quando dominados pelo narcotráfico; onde morria um chefão da área ou ocorria uma ação policial contra os mesmo e o comando do trafico forçava a população a parar as atividades da área e formarem verdadeiras barreiras humanas a manifestarem-se contra o poder constituído? Só existe uma diferença! Nos casos ocorridos nos morros e periferia carioca os manifestantes, parte da população local, atuavam por força de coação e intimidação da organização criminosa, por total omissão do Estado no atendimento aos direitos básicos do cidadão. Já no segundo caso, dos “militantes” ligados aos petistas, temos uma organização criminosa que recruta pessoas, hoje já claramente identificado, como “grupo da mortadela e recebimento de diárias” para poderem atuar, sendo que, parte do Estado e o partido que os alimenta e financia, apoiam tal atividade criminosa.
    Há seis meses, o presidente da CUT, em pleno palácio do Planalto e na presidente da republica, exortou a plateia dizendo que defenderia tanto a presidente como o ex-presidente Lula – das acusações de crime cometido pelos mesmos, em apuração por órgãos competentes -, com armas na mão! Qual as providencia tomadas efetivamente pelas autoridades competentes? É nesta hora que identifico, no mínimo, omissão do Estado Brasileiro.
    Só espero que nos Estados Brasileiros, onde os governadores possuam compromisso com a democracia brasileira, utilize-se de suas organizações de segurança, de forma previa e se necessário quando da realização de manifestação, reprima com os rigores da lei e exija do Poder Judiciário decisões céleres sobre os delitos cometidos.

  4. Renato disse:

    Faço votos prá que comece logo essa guerra, pois só assim poderemos dar uma surra e tirar esses bandalhos do poder! engana-se quem acha que com passeatas e cartazes vão provocar algo nessa quadrilha além de risadas de escárnio.

  5. Matéria tendenciosa e vil!
    O que vi foi a Polícia tucana espantando os militantes pró Lula e protegendo os coxinhas chorões!

  6. ====www.salvacaodobrasil.com.br – nova república ===== =MEU POVO UNAMONOS URGENTE = onde estão os generais que não prendem essa máfia em 64 depuseram Jango que queria as reformas de bases – atualmente um comunista manda nos generais = ME CHAMEM AÍ NO COMANDO DAS FORÇAS ARMADAS QUE EM TRÊS DIAS O CONGRESSO ESTARÁ FECHADO, A DILMA E LULA PRESOS – ELEIÇÕES GERAIS EM 2018 PARA UM SÓ SENADOR E 5 DEP-FEDERAIS CADA ESTADO, SOMENTE 5 PARTIDOS O RESTO TODOS FECHADOS = PRESOS CONSTRUINDO FERROVIAS, MENOS MARGINAIS DE 12 AO 18 INTERNADOS NAS ESCOLAS AGRÍCOLAS REGIONAIS, TRABALHANDO E ESTUDANDO – SÓ BANCO DO BRASIL E CEF – O RETO FECHADOS SUMARIAMENTE – 3o SGT PM-REFORMADO-SC ===== PROIBIDO QUALQUER MANIFESTAÇÃO QUE SE REFIRA AO PT E PARTIDOS COMUNISTAS – KADEIA NA HORA ====

  7. Edson disse:

    A guerra social será cada vez mais intensa.
    Os golpistas terão que derrubar a sociedade civil organizada.

  8. Marcelo Santos disse:

    Não haverá guerra civil. Todos os que participam de arruaças e badernas para proteger esses criminosos petistas e esse governo corrupto e ladrão são pagos, eles não vão as ruas por acreditarem ou para proteger um governo limpo e justo, vão as ruas a troco de grana, como tudo neste governo canalha é movido a troca-troca e dinheiro. quando lularápio for preso e dilmanta cair acabarão os recursos, e vcs não verão mais nenhum militante movido a pão com mortadela nas ruas.
    É preciso ainda levar em consideração que mesmo uma força estrangeira teria muita dificuldade para enfrentar 800.000 mil PMs, e mais 400.000 homens das forças armadas num território tão grande> A derrota e o fim do comunismo de forma permanente é fato consumado.

  9. Pitbul disse:

    Se tiver que acontecer, que aconteça, o povo já esta de saco cheio de pagar novos impostos, quando na verdade é só diminuir pela metade, esse monte de políticos que em todo o país chega ao absurdo de 65.519 políticos e com eles levam cada um de 5 a 10 assessores. Existem cidades no Nordeste onde a população é de no máximo 6.000 habitantes, e lá possui 9 vereadores, apenas 2 policiais e 1 médico. Agora eu pergunto para quer nove vereadores nessas cidades, onde deveriam ser 9 médicos, 9 policiais, e apenas 1 vereador. Chega dessa putaria em nosso país. Gerra civil já.

  10. Nei Teixeira disse:

    Não haverá guerra civil. Não houve disputa nacional de pró-PT contra demais brasileiros. A questão toda é uma ideologia militante e barulhenta protegendo as safadezas (a troco de ninharia) das atuais elites no poder do Estado contra um povo apático e egoísta que na melhor das hipóteses só se movimenta quando a água começa a molhar a bunda. Os poucos de nós – diante de uma nação de 200 milhões de brasileiros – que se indignam, manifestam e vão as ruas ainda não são suficientes para mudar este estado de coisas. A guerra é ideológica e essa sim, já existe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *