Início » Políbio Braga » Mercado mais otimista quanto à inflação

Mercado mais otimista quanto à inflação

Mercado ajustou para baixo sua expectativa para inflação do IPCA deste ano

Após a surpresa baixista com o resultado do IPCA de fevereiro, o mercado revisou para baixo sua expectativa para a inflação deste ano, de acordo com as estimativas coletadas até o dia 10 de março e divulgadas hoje pelo Relatório Focus do Banco Central.

Inflação – As expectativas para o IPCA caíram de 4,36% para 4,19% para 2017 e foram mantidas em 4,50% para o final de 2018. A mediana da taxa Selic passou de 9,25% para 9,00% para o final deste ano e de 9,00% para 8,75% para o final do ano que vem.

PIB – Já a mediana das projeções para o crescimento do PIB deste ano mostrou redução marginal, de 0,49% para 0,48%, ao passo que a expectativa para 2018 avançou de 2,39% para 2,40%.

Câmbio – Por fim, a mediana das expectativas para a taxa de câmbio permaneceu em US$/R$ 3,30 e em R$/US$ 3,40 para o final deste e do próximo ano, respectivamente.

Fed deverá optar pela subida da taxa de juros na reunião desta semana

A decisão interferirá nas decisões sobre investimentos estrangeiros no mercado de capitais do Brasil.

Ao longo das últimas semanas, os mercados globais vêm ganhando convicção de que o Fed antecipará a normalização de sua política monetária. Espera-se, assim, elevação da taxa de juros do país em decisão a ser anunciada nesta quarta-feira.

A antecipação, já discutida por diversos membros do Fed, será pautada pela indicação de que a atividade econômica continua se fortalecendo no início deste ano e de que a inflação está acelerando gradualmente.

*Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em Santa Catarina, foi para o Rio Grande do Sul aos vinte anos. Foi presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas entre 1962 e 1963. Foi secretário da Indústria e Comércio e da Fazenda de Porto Alegre, além de secretário de Relações Internacionais e chefe da Casa Civil do governo do estado do Rio Grande do Sul. Foi preso duas vezes durante o regime militar brasileiro, em 1962 e 1972. Publicou um livro sobre esta experiência, chamado Ahú, diário de uma prisão política. Trabalhou nos jornais Diário Catarinense, Correio da Manhã, Última Hora, Gazeta Mercantil, Zero Hora, Correio do Povo e Jornal do Comércio, e nas revistas nas Veja e Exame. Também apresentou e participou de programas de televisão na RBS, Band, TV Pampa e TV Guaíba além de programas de rádio. Blog do Políbio Braga

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*