Início » Ricardo Ernesto Rose » Mente e percepção

Mente e percepção

As sensações, as impressões, as emoções e as idéias; tudo é uma complexa reação químico-biológica que ocorre na mente. Em última instância é uma ilusão (no sentido de ser uma percepção individual), já que não tem uma realidade objetiva. Assim como o filme não tem uma realidade objetiva.

A música, a literatura, as diversões, idem. São constructos que na realidade não existem. Isso também se aplica à noção de “ego”, individualidade, permanência. Em outras palavras, é como Shakespeare dizia: “o material de que são feitos os sonhos”. E Calderón de la Barca: “a vida é sonho”.

Efetivamente, a própria literatura e a música descrevem o que acontece no cérebro: as contradições que chamamos de sensações, que se constituem de interações químico-biológicas e não representam a realidade objetiva – que nunca conheceremos, só interpretaremos.

(O que não quer dizer que ela não exista, já que não há um padrão de julgamento absoluto).

*Ricardo Ernesto Rose é consultor em inteligência de mercado, desenvolve atividades de marketing, transferência tecnológica e consultoria comercial na área da sustentabilidade. Jornalista, autor, com especialização em gestão ambiental e sociologia. Graduado e pós-graduado em filosofia. Coordenou o lançamento de diversas publicações sobre os setores de meio ambiente e energia e escreve regularmente para sites, jornais e revistas. É editor do blog “Da natureza e da cultura” (www.danaturezaedacultura.blogspot.com.br) e autor dos livros “Como está a questão ambiental – 100 artigos sobre a relação do meio ambiente com a economia e o clima”, “Os recursos e a cidade” e “A religião e o riso e outros textos de filosofia e sociologia”. Contatos através do site www.ricardorose.com.br

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*