Início » João Antônio Pagliosa » Medo de morrer?

Medo de morrer?

Não são poucos aqueles que vivem com medo de morrer. Tais pessoas, pelo medo exagerado de morrer, não vivem a plenitude da vida. E sofrem demasiado, sem qualquer razão lógica.

Em 2 Timóteo 2:4 a 6, o apóstolo Paulo prevê o seu martírio e escreve a seu discípulo: “Quanto a mim, estou sendo já oferecido em libação, e o tempo de minha partida é chegado. Combati o bom combate, completei a carreira, guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim, mas também a todos quantos amam a sua vinda.”

O apóstolo Paulo compara-se a um cordeiro que é ofertado em sacrifício ao Senhor. Uma oferta agradável a Deus!

Queridos, nós também precisamos estar prontos para partir. Considero que desenvolver este sentimento, é assaz importante porque jamais podemos olvidar que somos seres espirituais. Seres espirituais são eternos, não há, portanto, nenhuma lógica em ter medo de morrer.

Paulo estava seguro que cumprira muito bem o seu papel, e isso lhe garantia a coroa da justiça, por ocasião de sua partida deste mundo. Ele seria julgado por um reto juiz. A coroa da vida lhe seria outorgada, porque fizera por merecer!

Na carta aos Filipenses, Paulo diz no versículo 21 do capítulo 1, que para ele, o seu viver é Cristo e o seu morrer é lucro. Nos versículos seguintes ele explica que a sua vida terrena é levar apalavra de Deus, e isso é o fruto de seu trabalho. Mas, ele sabe que ao morrer estará para sempre com Cristo, no paraíso. Ora, isso é infinitamente melhor. Por isso é LUCRO!

Mas, nenhum de nós quer morrer, não é? Nós nos envolvemos e nos apegamos com as coisas deste mundo. Desenvolvemos amor por pessoas. Desenvolvemos amor por muitas coisas do mundo. E quando amamos, não queremos deixá-las.

Mas, será preciso. Nós não fomos criados para este mundo.

Há os que temem a morte. E há muitos homens e mulheres que desejam a morte.

E a desejam porque estão perdidos, desesperançados, desiludidos, desencantados com tudo e com todos. São pessoas fracassadas. E são fracassados porque vivem longe de Deus!

Este não era o caso de Paulo que via a morte como puro lucro. Paulo, desde que conhecera Jesus, era um homem sempre muito entusiasmado. Ele trabalhava incansavelmente para levar a todos a Palavra de Deus.

Prezado leitor, nós não temos ideia do que é o céu! O que Deus preparou para os seus eleitos, irá superar em muito as nossas expectativas.

Palavras não conseguem traduzir todas as maravilhas que Deusreservou. Porque Ele é bom demais!

Precisamos estar prontos para partir. O estar pronto, obviamente é ter coisas importantes para apresentar a Deus. As ações é que contam!

E precisamos viver crescendo e amadurecendo em fé. O reino de Deus é conquistado também na força, na guerra, na violência. Afinal, tudo é guerra espiritual. E o campo de batalha é a nossa mente.

O próprio Jesus disse estas coisas aos seus discípulos. Urge, pois, que estejamos preparados para sermos tomados por Deus. Sem nenhum temor, sem nenhum medo, sem traumas. A passagem precisa ser suave. Tranquila!

Como temer a morte se um mundo de maravilhas nos aguarda?

Deus é muito bom. E nos ama demais. ALELUIA!

*João Antônio Pagliosa é engenheiro agrônomo.

Comentários

comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*