Lista fechada só serve para garantir a reeleição dos corruptos

Os políticos brasileiros, morrendo de medo da Lava Jato e de perderem o foro privilegiado nas próximas eleições, e aí serem julgado por Sérgio Moro, estão articulando um golpe ao eleitorado brasileiro, propondo uma medida que privilegia a reeleição dos atuais deputados e dificulta a renovação dos quadros políticos.

A indecente proposta dos presidentes do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), e da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é aprovar uma reforma política que altere completamente o sistema eleitoral para que os deputados passem a ser eleitos por meio da chamada lista fechada. A medida, que apenas não teria efeito no caso da eleição para o Senado, cuja eleição é majoritária, foi debatida numa reunião com o presidente Michel Temer e o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilmar Mendes, na última quarta-feira (15/3), no Palácio do Planalto.

Apesar da argumentação de que a lista fechada seria a solução para a questão do financiamento de campanhas, a verdade é que seu objetivo é outro: é o de garantir a impunidade aos políticos corruptos. O presidente Temer disse que não fará nenhuma proposta neste sentido e que deixará a cargo do Congresso Nacional a discussão e a decisão final

De acordo com técnicos do TSE, o sistema de votação por lista fechada reduziria os custos de campanha, pois a propaganda política deixa de ser individualizada e passa a ser do partido. Assim, o eleitor vota no partido, que define previamente os candidatos que serão eleitos em ordem de prioridade, ou seja, o eleitor não terá como escolher seus representantes, que serão escolhidos pelos caciques dos partidos.

Quanto à ordem na lista fechada dos partidos para a eleição dos deputados e vereadores estará a última votação que cada político teve na eleição anterior. Assim, os mesmos que lá estão permanecerão, não havendo praticamente a chance de renovação nos cargos. Mas já há resistência a este critério, pois ele tira do eleitor a capacidade de escolher em quem ele deseja de fato votar.

É, de novo, o corporativismo da corrupção se fazendo presente em nossa política nacional. O Brasil, definitivamente, é uma pátria nas mãos de corruptos.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

3 thoughts on “Lista fechada só serve para garantir a reeleição dos corruptos

  1. Tá tudo contaminado na política nacional. Fechar o Congresso é o mínimo que deveria ser feito. E depois marcar novas eleições sem a presença de nenhum atual ou ex-político. Os partidos políticos não nos representam mais. Deveria ser adotada a candidatura avulsa sem vinculação partidária, bem como o voto distrital puro – cuja campanha política é mais barata, menos candidatos, e o político terá que prestar contas ao eleitor.

  2. Rui Carvallio disse:

    Essa medida, se aprovada pelo Congresso e o Senado (graças à covardia inerente do “presidente” Temer, o Rábula..)vai ser a maior excrecência da vida política do País. Tem tanta coisa para ser feita, e essa corja de bandidos, ladrões, lesa Pátria que já alçaram ao poder, se locupletam num grande botim aos interesses próprios e o povo que se f….! Cambada de corruptos! Só a força para esses bandidos largarem do osso da vida nababesca que levam, e que não basta…querem sempre mais! Chega!! Não vamos permitir isso…não podemos permitir isso!

  3. Doroti Aparecida Honório disse:

    Realmente os políticos brasileiros não querem entender que os brasileiros cansaram de tanto desrespeito.
    Temos um país que tem tudo para ser grande com infinitas riquezas naturais mas com políticos que não cresceram como pessoas e preferem extorquir e manipular o povo mesmo que pra isso transforme o Brasil numa colônia de qualquer país que pretenda compra lo.
    É realmente estarrece dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *