Início » Políbio Braga » Governo Temer endurece restrições sobre o grupo JBS

Governo Temer endurece restrições sobre o grupo JBS

A Petrobrás cancelou antecipadamente um contrato de fornecimento de gás natural com a empresa âmbar, do grupo J&F, para a UTE Mário Covas (UTE Cuiabá). O motivo, informou a petroleira em comunicado ao mercado, foi a violação de cláusula contratual que trata da lei anticorrupção.

A J&F, dona da JBS, também recebeu outro castigo, ontem, do governo Temer:

– Feita sob medida para punir a JBS, a medida provisória endurece a punição dada pelo Banco Central e pela CVM, aumentando o poder de implementação de medidas por parte das autarquias.

A MP aumenta as sanções que poderão ser adotadas em caso de fraudes e irregularidades e que prevê, entre outros, multa de até dois bilhões de reais a instituições financeiras e o fechamento de acordo de leniência.

*Políbio Braga é um jornalista e escritor brasileiro. Nascido em Santa Catarina, foi para o Rio Grande do Sul aos vinte anos. Foi presidente da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas entre 1962 e 1963. Foi secretário da Indústria e Comércio e da Fazenda de Porto Alegre, além de secretário de Relações Internacionais e chefe da Casa Civil do governo do estado do Rio Grande do Sul. Foi preso duas vezes durante o regime militar brasileiro, em 1962 e 1972. Publicou um livro sobre esta experiência, chamado Ahú, diário de uma prisão política. Trabalhou nos jornais Diário Catarinense, Correio da Manhã, Última Hora, Gazeta Mercantil, Zero Hora, Correio do Povo e Jornal do Comércio, e nas revistas nas Veja e Exame. Também apresentou e participou de programas de televisão na RBS, Band, TV Pampa e TV Guaíba além de programas de rádio. Blog do Políbio Braga

Comentários

comentários

Comentários

  1. Alfredo Santos disse:

    Todos intelectuais do pais da suas opinião,só que continuamos na mesmice.alguns tem argumentos mirabolantes,mas nós brasileiros continuamos na mesmice.
    Vamos esperar o caso BNDES.
    Vamos ter inúmeras postagens,criticas, etc……a nossa querida Patria vai continuar na mesmice.
    Nós que não vamos trabalhar para pagar impostos para fomentar a corrupção,pois estes milhões,bilhões saiu do nossos impostos,vamos trabalha que ganhamos mais,em quem podemos confiar?,alguns delapida o pais e vejamos o que acontece,são todos santos,vejamos o episodio de temer, o ministro da justiça tinha que acabar com tse,stf, salários astronômicos despesas,está a vista toda delapidação da nossa patria,não pode prender,não pode isso,aquilo,foro privilegiado,se fosse um ladrão de galinha,alimentos, já estava condenado e até cabeça raspada,já de Rodrigo Rocha Loures não pode,não pode porque,é um prisioneiro como qualquer um,quantas pessoas morrem por dia na nas filas dos hospitais,enquanto os que obstrui a justiça,delapida o pais está numa boa,e de dentro da cadeia continua na corrupção,porque sabe que nada acontece,jbs foi bilhões,saiu do pais como nada aconteceu.
    Vamos largar disso vamos trabalhar,para gerar mais impostos.Pois não estão se contentando com milhão querem e bilhões,veja o ex deputado Rodrigo Rocha Loures da mala de 500.000, ia receber esse valor mensal só por 20 anos,legal,legal maravilhoso,essa misseira dos 500.000 , onde querem tirar direitos do povo.
    Mas não combate a corrupção.
    Nós falamos da Venezuela, mas um dia vamos chegar igual a ela,o que acham
    Parabens, jbs, engevix, utc ,oas, Odebrecht, camargo correia e políticos,por terem colocado o povo brasileiro a passar fome,desempregado e humilhado.
    legal o debate do tse, onde o mais humilde sabe desta corrupção e parece que só o tse não sabe vai ser de 4X3.
    Querido temer fica ok,vão dormir para levantar mais cedo para que possamos gerar mais impostos,pois vamos aposentar mais tarde,e logico mais dinheiro vai sobrar.Legal meu…………………não é

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*