Início » Wilson de Oliveira » Governo, com o suposto apoio do ministro Marco Aurélio Mello do STF, quer o impeachment de Temer

Governo, com o suposto apoio do ministro Marco Aurélio Mello do STF, quer o impeachment de Temer

Governo com o suposto apoio do ministro Marco Aurelio Mello do STF quer o impeachment de TemerJá estão pipocando pedidos de impeachment de Michel Temer na Câmara dos Deputados e até um desses, por não ter sido aceito, foi parar no Supremo Tribunal Federal, aos cuidados de Marco Aurélio Mello. O referido pedido foi feito pelo advogado Mariel Márley Marra propôs o processo de impeachment contra Temer na Câmara. Porém, Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados, arquivou o caso porque entender que não haveria qualquer indício de que o vice-presidente cometeu crime de responsabilidade. Como o advogado recorreu ao STF, o ministro Marco Aurélio Mello está agora analisando e na próxima segunda-feira se pronunciará sobre a questão.

O fato é que a assessoria de imprensa do STF chegou a afirmar que o ministro já havia determinando que a Câmara dos Deputados inicie processo de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer, e logo após voltou atrás, afirmando que tal decisão ainda não havia sido tomada e que.

O ex-governador do Ceará (irmão do aliado governista e também ex-governador do Ceará, Ciro Gomes), Cid Gomes (PDT), também protocolou, nesta sexta-feira, um novo pedido de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer na Câmara dos Deputados. De acordo com Cid Gomes o vice-presidente teria cometido crime de responsabilidade fiscal, apesar de não ter incluído na denúncia a assinatura de decretos orçamentários sem autorização do Congresso, o que ficou conhecido como “pedaladas fiscais”, e que é base do pedido de impeachment de Dilma Rousseff que está sendo discutido no momento.

Cid Gomes ainda pede que, por haver no documento citações diretas ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), este processo seja analisado então pelo vice-presidente da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA).

Com este pedido de Cid Gomes já são quatro pedidos de impeachment de Michel Temer apresentados à Câmara dos Deputados. Dois já foram arquivados e um, peticionado pelo deputado Cabo Daciolo (PTdoB-RJ), está em processo de análise.

A questão é que agora o governo e seus aliados não mais estão lutando apenas para salvar Dilma Rousseff do impeachment, e sim atacando Michel Temer. No entanto, estes pedidos incriminam mais ainda a presidente Dilma porque reconhecem que a presidente realmente cometeu crime de responsabilidade ao assinar decretos ilegais. Já Temer, que também assinou, o TCU entende que ele o fez na interinidade, sem ter qualquer compromisso com a elaboração de tais decretos e com a decisão anterior de que fossem baixados, ou seja, apenas o assinou por estar ocupando provisoriamente a presidência da república.

A expectativa é quanto à postura de Marco Aurélio Mello diante de tal situação. O ministro sabe que estes pedidos são uma mera retaliação de aliados do governo ao rompimento do PMDB e que apenas tentam desviar o foco das atenções para o andamento dos trabalhos da Comissão de Impeachment da Câmara dos Deputados. Como agirá o ministro é que todos queremos saber.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Comentários

  1. JORGE OSCAR MURIAS disse:

    SERA QUE ESSE MINISTRO NÃO PERDE A VERGONHA ???? ELE ESTA AGINDO FORA DA LEI,ACUSOU AS FORÇAS ARMADAS DE GOLPISTAS E NADA ACONTECE ???? ESSES MINISTROS SÃO DEUSES INTOCAVEIS ??? SÓ ELES TEM A ULTIMA PALAVRA ?? O PAIS ESTA NAS MÃOS DE ALGUNS POUCOS QUE NEM PENSAM NA PATRIA ?? ATE QUANDO ????

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*