Principal » Livros: Ficção

Livros: Ficção

TRÊS DIAS PARA SEMPRE
Janda Montenegro – Editora Novas Páginas

TRÊS DIAS PARA SEMPRE

Começar o expediente às seis da manhã do dia 1º de janeiro: ninguém merece. Mas, apesar da chateação, o Ano-Novo foi generoso com Line e acabou lhe trazendo de presente o homem mais lindo, mais charmoso e mais romântico que ela já conheceu. Daqueles que têm o poder de mudar o nosso humor com um simples oi .

Os namoros de verão não são feitos para durar, por isso ela quer aproveitar cada momento ao lado dele como se fosse o último. Quando se dá conta, no entanto, Line está desejando ardentemente que esta história tenha outro final.

PRÍNCIPE DA NOITE
Germano Pereira – Editora Novas Páginas

PRÍNCIPE DA NOITE

Toda manhã, o psicanalista Gabriel se surpreende ao acordar: sempre encontra uma mulher diferente dormindo ao seu lado. Ele nunca se lembra do seu nome, nem da maneira como a conheceu. A única coisa que resta de suas aventuras noturnas é um lapso de memória. Mas esta noite tudo se repetirá: quando cruzar com uma bela mulher, na noite seguinte, perderá o controle de quem é, porque o seu outro “;eu”; é capaz de tudo para satisfazer seus desejos mais primitivos.

Mantendo esse segredo somente para si, Gabriel leva uma vida aparentemente normal na grande Londres, ouvindo diariamente os problemas de seus pacientes, enquanto tenta fugir das loucuras de sua ex-namorada. Mas nada é verdadeiramente normal para um homem que pode ser controlado pelo Príncipe da Noite.

A CEIA SECRETA
Javier Sierra – Editora Planeta

A ceia secreta

Janeiro de 1497. Durante semanas, uma série de cartas anônimas enviadas à corte do papa Alexandre VI adverte que em Milão o controvertido Leonardo da Vinci está executando uma obra diabólica: um mural da Última Ceia, no qual não só pintou os apóstolos sem seu preceptivo halo de santidade, como também o próprio artista se retratou entre eles, dando as costas a Jesus Cristo.

Frei Agustín Leyre, inquisidor dominicano especialista na interpretação de mensagens cifradas, é enviado à corte dos Sforza para supervisionar essa pintura e tentar decifrar o segredo que protege a identidade do remetente das cartas.

UMA LOJA EM PARIS
Màxim Huerta – Editora Essência

Uma loja em Paris

Num dia qualquer, quando andava sem rumo pelas ruas de Madri, Teresa, uma órfã rica que vive sob o rígido controle de sua tia Brígida, se vê impelida a entrar em um antiquário, atraída por uma tabuleta de uma antiga loja parisiense de tecidos.

De volta ao seu apartamento, após fixar a tabuleta em seu escritório — que compra sem saber muito o porquê —, a jovem é atormentada por uma série de sensações, percepções e visões que, ao que tudo indica, fazem referência à dona da tal loja, Alice Humbert, que viveu na Paris dos anos 1920.

Quem terá sido essa mulher e por que a sua história agora lhe bate à porta de uma maneira tão intensa, Teresa se pergunta. Sem perder tempo, ela parte em busca das respostas na mágica, romântica e colorida capital francesa, para onde se muda.

Inspirado pelos “anos loucos” vividos na Paris de Hemingway, Modigliani, Coco Chanel e Paul Poiret, o jornalista espanhol Màxim Huerta apresenta uma história de amor que resistiu ao tempo e transpassou décadas até atingir em cheio o coração de Teresa.

O LORDE SUPREMO
Trudi Canavan – Editora Novo Conceito

O LORDE SUPREMO

Na cidade de Imardin, onde aqueles que têm magia têm poder, uma jovem garota de rua, adotada pelo Clã dos Magos, se encontra no centro de uma terrível trama que pode destruir o mundo todo.

Sonea aprendeu muito no Clã, e os outros aprendizes agora a tratam com um respeito relutante. No entanto, ela não pode esquecer o que viu na sala subterrânea do Lorde Supremo — ou seu aviso de que o antigo inimigo do reino está crescendo em poder novamente. Conforme Sonea evolui no aprendizado, começa a duvidar da palavra do mestre de seu clã. Poderia a verdade ser tão aterrorizante quanto Akkarin afirma? Ou ele está tentando enganá-la para que Sonea o ajude em algum terrível esquema sombrio?

RIO EM SEIS TEMPOS
Alexandre Kostolias – Editora Jaguatirica

Rio em seis tempos

Cenários, personagens e impressões de um Rio do passado, do presente e do futuro, em seis contos de Alexandre Kostolias

No ano em que a cidade do Rio de Janeiro comemora 450 anos, o escritor carioca Alexandre Kostolias lança Rio em seis tempos (Ed. Jaguatirica), que reúne seis contos em celebração ao estilo carioca de viver e sentir. Com um humor sarcástico e crítico, Kostolias revela um Rio através de “tempos”, com histórias que retratam a cidade e personagens que nela vivem ou viveram. O lançamento será dia 26 de março, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo (Rua Voluntários da Pátria 97). O livro traz o selo oficial comemorativo dos 450 anos.

As maravilhas e infortúnios de um mesmo Rio, em diferentes épocas, compõem as narrativas. Em 1785, em pleno período colonial, o alfaiate Alexandre Bartholomeu Gusmão de Sá, personagem do primeiro conto, tenta a sorte de ser atendido pelo vice-rei, à quem pretende solicitar autorização para abrir uma pequena indústria de confecção. Embora parecesse improvável, de fato essa foi uma atividade proibida em todo o território nacional pela rainha Dona Maria, “a Louca”.

O segundo e terceiro contos, entrelaçam histórias de dois personagens que se apaixonam pela cidade e pelo jeito carioca de ser. Depois de receber ajuda da Princesa Isabel, que permanecia exilada do Brasil na Normandia, Colette, uma francesa em fuga da Primeira Guerra Mundial, resolve conhecer o país de onde vinha gente tão generosa. Para o maestro italiano Giacomo, que ocupou durante anos o cargo de primeiro violoncelista da Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal, a escolha pelo Rio era simples: aqui era o único lugar no mundo onde se podia andar de bermuda!

Graça, a heroína feminista do Cordovil, que não se rende aos assédios do patrão enfeitiçado por sua beleza suburbana, é protagonista do quarto conto. Morena de corpo escultural e valente, a moça enfrenta situações perigosas na cidade que cresceu e se tornou refém da violência.

Como muitos outros portugueses que vieram para o Brasil, Manuel Gonçalves das Neves, camponês do Minho, passou a vida inteira trabalhando em sua singela padaria no bairro de São Cristovão. O que nínguem imaginava, nem muito menos Apolinário das Neves, seu único herdeiro e nascido no Rio, era que, embora tivessem vivido como pobres, o pai escondida um enorme patrimônio.

O autor antevê um Rio futurístico como cenário de seu primeiro sci-fi, ambientado no Rio de 2065, ano do Quinto Centenário da cidade. O Aeroporto Internacional e Estação Espacial Tom Jobim (EETJ) terá como destino principal o planeta Marte, já habitado e “desenvolvido”, e São Paulo e Rio de Janeiro serão uma única megalópole – Riosp –, ligadas por um trem de altíssima velocidade que fará o trajeto em exatos 34 minutos.

A maioria dos contos foram baseados em fatos reais, que o próprio autor presenciou e personagens que teve a sorte de conhecer, e outros inspirados em histórias compartilhadas por sua mãe, à quem dedica o livro.

FINGINDO
Cora Carmack – Editora Novo Conceito

Fingindo

Com seus cabelos coloridos, tatuagens e um namorado que combina com tudo isso, Max tem exatamente o estilo que seus pais mais desprezam… E eles nem sonham que a filha vive assim.

Ela fica em apuros quando seus pais a visitam na faculdade e exigem conhecer o futuro genro . A solução que Max encontra para não ser desmascarada é pedir para um desconhecido se passar por seu namorado.

Para Cade, a proposta veio em boa hora: é a chance que ele esperava para acabar com a sua fama de bom moço, que até hoje só serviu para atrapalhar sua vida.

Um faz de conta com data marcada para terminar… E um casal por quem a gente vai adorar torcer. Fingindo vai seduzir você.

QUANDO UM HOMEM AMA UMA MULHER
Bella Andre – Editora Novo Conceito

QUANDO UM HOMEM AMA UMA MULHER

Os olhos de Jack estavam mais negros, até mesmo mais intensos, do que ela se lembrava conforme ele caminhava em sua direção. Ela se esforçou para suas pernas não tremerem, e para não sair correndo direto para os braços dele.

Para Mary Sullivan, reunir-se com os oito filhos, genros, noras e netos no chalé do Lago Tahoe é sempre um motivo de alegria. Cada um dos objetos que decoram a casa traz consigo um turbilhão de lembranças, todas elas guardadas com muito carinho em seu coração.

Ao acender a lareira em mais uma noite de inverno, Mary imediatamente volta aos dias do início do seu tórrido romance com Jack, vivenciando novamente o amor que mudaria a sua vida para sempre.

HISTÓRIAS CLÁSSICAS DA BÍBLIA
Vários – Editora Sociedade Bíblica do Brasil

Histórias clássicas da Bíblia

As mais fantásticas e conhecidas histórias bíblicas estão reunidas neste lançamento da Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), que tem como alvo o público adolescente. Com ilustrações realistas e repletas de dramaticidade, que transportam o leitor a cada uma das narrativas, Histórias Clássicas da Bíblia reúne 24 passagens do Antigo Testamento e 19 do Novo Testamento. Impresso em papel cuchê e com texto bíblico na Nova Tradução na linguagem de hoje, este livro tem um texto de fácil compreensão e uma linguagem visual surpreendente, que despertará no jovem leitor mais interesse pela mensagem bíblica e pelos propósitos de Deus para a sua vida.

UM LUGAR PERIGOSO
Luiz Alfredo Garcia-Roza – Editora Cia das Letras

Um lugar perigoso

São muitos os lugares perigosos deste livro. O primeiro é o próprio Rio de Janeiro, onde a história se desenrola. Como de costume nos romances de Garcia-Roza, a cidade é protagonista e sua geografia se torna parte indissociável da trama.

Outro lugar de perigos insondáveis é a memória do professor Vicente, figura central neste enredo. Afastado da universidade em razão de problemas de saúde, ele passa os dias em casa e ganha a vida como tradutor, numa rotina aparentemente tranquila. Até que se depara com uma lista cheia de nomes de mulheres.

Quem são elas? Foram suas colegas na universidade? Alunas? Por que ele as reuniu numa lista e que relação manteve com elas? São questões que ele não tem como desvendar, pois sofre de uma síndrome em que as lembranças se apagam e a imaginação toma o lugar dos fatos.

Vicente busca a ajuda do delegado Espinosa para descobrir o paradeiro das mulheres listadas. Mas a investigação traz à tona os cantos obscuros de sua mente e pode revelar a origem de crimes que nada têm de imaginários.

Na décima primeira aventura do delegado Espinosa, Garcia-Roza mostra por que é um dos renovadores do gênero policial no Brasil e um de seus artífices mais talentosos.

O IRMÃO ALEMÃO
Chico Buarque – Editora Cia das Letras

O irmão alemão

Sergio Buarque de Holanda morou em Berlim entre 1929 e 1930, como correspondente de O Jornal, órgão dos Diários Associados. A cidade vivia o fervor da República de Weimar, o auge criativo de Alfred Döblin, Fritz Lang e Kurt Weill, o frenesi dos cabarés. Era um ambiente cultural estimulante e mundano – embora a barbárie e as trevas estivessem logo ali, à espreita.

O período berlinense foi de grande importância para a formação do jovem crítico. Na cidade travou contato com nomes relevantes da intelligentsia local, como Thomas Mann – a quem entrevistou nos elegantes salões do Hotel Adlon, no bulevar Unter den Linden – e o historiador Friedrich Meinecke – a cujas aulas assistiu. A experiência no estrangeiro e o distanciamento serviram ainda de incentivo para a reflexão sobre o país natal. Datam da estadia na capital alemã os apontamentos para “Corpo e alma do Brasil”, artigo publicado em 1935 na revista Espelho, e que seria a base de Raízes do Brasil, lançado no ano seguinte.

Essa Berlim brechtiana foi também cenário de uma aventura amorosa entre o brasileiro e certa Anne Ernst, da qual resultou um filho, Sergio Ernst, que o pai jamais conheceu. De volta ao Brasil, Sergio Buarque daria largos passos rumo ao ensaísmo acadêmico, se tornaria professor universitário e diretor de museu, logo um dos maiores intelectuais do país. Casou-se, teve sete filhos, entre os quais Chico Buarque. Seu “mau passo juvenil” não era exatamente um tabu, porém estava longe de ser assunto na família. Chico só soube da história em 1967, aos 22 anos. Estava na casa de Manuel Bandeira em companhia de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, e o poeta pernambucano deixou escapar algo sobre aquele “filho alemão do seu pai”.

Quando se preparava para escrever um novo romance, o autor pediu a Luiz Schwarcz – como costuma fazer ao fim dos períodos de entressafra literária – que lhe enviasse livros de que gostara nos últimos tempos. No pacote foram Austerlitz, de W. G. Sebald, cruciante investigação ficcional da memória e da história pessoal, e Paris, a festa continuou, de Alan Riding, uma história narrativa das manifestações culturais na Paris ocupada pelos nazistas (a bem da verdade um relato da acomodação de grande parte dos artistas e empresários da cultura franceses às forças de ocupação). A leitura de Austerlitz despertou em Chico Buarque a angústia pelo destino incerto desse irmão que jamais conhecera – e que bem poderia ter sucumbido aos anos de terror numa “cidade bombardeada e partida ao meio”, ou mesmo cerrado fileiras com a juventude hitlerista. Transcorridas quase cinco décadas, decidiu então tomar o assunto como matéria para um novo livro. Logo assomou a necessidade de saber o que se passara com Sergio Ernst, por motivos afetivos mas agora também literários. Afinal, como desatar os nós da narrativa sem conhecer o fim da história real? Por sua vez, um pianista salvo do nazismo pelo mítico benemérito americano Varian Fry, citado em Paris, a festa continuou, evocou lembranças da infância paulistana do autor -, e deu-lhe o mote para uma figura central do romance. Começava-se assim a desenrolar o novelo.

Chico Buarque já enfrentava as primeiras páginas quando tomou conhecimento de uma correspondência – preservada por sua mãe, Maria Amelia Buarque de Holanda – entre autoridades do governo alemão e seu pai, ali chamado de Sergio de Hollander. Já no poder, os nazistas queriam se certificar de que a criança, então sob a guarda do Estado, não tinha antepassados judeus, a fim de liberá-la para adoção. Ao tomar ciência do teor dos documentos, Chico deu início a uma pesquisa exaustiva sobre a vida e o paradeiro do garoto. Por intermédio do historiador brasileiro Sidney Chalhoub, acionado pela editora enquanto passava um período acadêmico em Berlim, os pesquisadores João Klug (historiador) e Dieter Lange (museólogo) embarcaram num trabalho verdadeiramente detetivesco, conseguindo afinal traçar o destino do “irmão alemão”, com descobertas surpreendentes. O irmão alemão reproduz ficcionalmente essa pesquisa real, mas não é um relato histórico. O autor usa a realidade como fonte da ficção.

A narrativa se estrutura numa constante tensão entre o que de fato aconteceu, o que poderia ter sido e a mais pura imaginação. Na São Paulo dos anos 1960, o adolescente Francisco de Hollander, ou Ciccio, encontra uma carta em alemão dentro de um volume na vasta biblioteca paterna, a segunda maior da cidade. Em meio a porres, roubos recreativos de carros e jornadas nem sempre lícitas a livros empoeirados, surgem pistas que detonam uma missão de vida inteira. Ao tentar traçar o destino de seu irmão alemão, parece também estar em jogo para o narrador ganhar o respeito do pai, que, apesar dos arroubos intelectuais de Ciccio, tem mais afinidade com Domingos, ou Mimmo, seu outro filho, galanteador contumaz, leitor da Playboy e da Luluzinha, e sempre a par das novas sobre Brigitte Bardot. A despeito das tentativas de mediação da mãe, Assunta – italiana doce e enérgica, justa e com todos compreensiva -, a relação dos irmãos é quase feita só de silêncio, competição e ressentimento.

Num decurso temporal que chega à Berlim dos dias presentes, e que tem no horror da ditadura militar brasileira e nos ecos do Holocausto seus centros de força, O irmão alemão conduz o leitor por caminhos vertiginosos através dessa busca pela verdade e pelos afetos.

O JOGO DE RIPPER
Isabel Allende – Editora Bertrand Brasil

Capa_O jogo de ripper

O PRIMEIRO E AGUARDADO ROMANCE POLICIAL DE ISABEL ALLENDE.

Ripper é um inocente jogo de RPG que envolve cinco participantes de diferentes países, reunidos via Skype, para desvendar enigmas criminais. Amanda, filha de um policial da divisão de homicídios de São Francisco, é viciada em crimes sinistros e neste jogo de mistério online.

Quando o vigia de uma escola é assassinado e uma série de mortes misteriosas começa a acontecer em São Francisco, os cinco jogadores de Ripper se envolvem com os casos. Afinal, eles logo se dão conta de que os crimes parecem ter sido cometidos por um mesmo assassino.

Mas o que deveria ser apenas um entretenimento vira questão de vida ou morte quanto Amanda percebe que o cerco do serial killer se fecha em torno de alguém que ela ama. Um plano perverso, premeditado até o último detalhe, está prestes a se tornar realidade.

A escritora chilena Isabel Allende faz sua estreia no gênero policial em um romance repleto de intrigas, humor e ironia.

embuscadoamor.com
Emma Garcia – Editora Bertrand Brasil

embuscadoamor.com

UMA HISTÓRIA HONESTA E SURPREENDENTEMENTE DIVERTIDA SOBRE AMIZADES, SEPARAÇÕES E RELACIONAMENTOS.

Quando seu noivo, Rob, rompe o noivado pela terceira vez, Viv faz o que qualquer garota faria: procura as respostas para suas mazelas no Google. Ao se deparar com inúmeras histórias de abandono e sofrimento, ela decide criar seu próprio site de autoajuda para pessoas que tiveram o coração partido. Contudo, depois de passar pelos três estágios essenciais do rompimento, a heroína começa a acreditar que ainda não é tarde demais para tentar – e conseguir – dar uma virada.

O OURO DE MEFISTO
Eric Frattini – Editora Jangada

O OURO DE MEFISTO

Em uma Europa devastada pela II Guerra Mundial e com o pano de fundo da Alemanha nazista, o jovem e ambicioso seminarista August Lienart e a misteriosa guerrilheira Elisabetta Darazzo estão envolvidos em uma missão: impedir o futuro surgimento do Quarto Reich. Um thriller histórico que traz algumas inquietantes incógnitas: que papel desempenhou o Vaticano na fuga dos criminosos de guerra? Hitler e Eva Braum se suicidaram mesmo no bunker? Os banqueiros suíços realmente guardaram o ouro dos nazistas que estava no Banco do Reich, produto de suas criminosas pilhagens? O que havia nas enigmáticas caixas enterradas sob as águas escuras e frias do lago Toplitz? Existiu realmente a temida Organização Odessa e sua determinação em criar o futuro Quarto Reich? Quem se escondia por trás do codinome “O Escolhido”?

O MERCADOR DE LIVROS MALDITOS
Marcello Simoni – Editora Jangada

O mercador de livros malditos

No ano de 1205, um monge foge de um esquadrão de cavaleiros com algo muito precioso, que não está disposto a entregar a seus perseguidores. Treze anos mais tarde, Ignazio de Toledo, um mercador de relíquias, recebe de um nobre veneziano o encargo de procurar um livro raríssimo, que supostamente contém antigos preceitos da cultura talismânica oriental com os quais é possível evocar os anjos e sua divina sabedoria. Assim começa a arriscada viagem de Ignazio, à procura de um manuscrito que alguém desmembrou em quatro partes e escondeu cuidadosamente, protegendo-o com intricados enigmas. Mas o mercador não é o único a querê-lo. Quem descobrirá primeiro onde ele se encontra? E até que ponto aqueles que o buscam estarão dispostos a se arriscar para desvendar seus mistérios?

DIAS PERFEITOS
Raphael Montes – Editora Cia. das Letras

Dias perfeitos

Aos 20 anos, o carioca Raphael Montes impressionou crítica e público com Suicidas, um caudaloso romance policial que lhe garantiu vaga entre os dez finalistas do prêmio São Paulo de Literatura na categoria autor estreante.

Após ler seu primeiro livro, Scott Turow, um dos autores policiais de maior prestígio no mundo, disse que Raphael está “entre os mais brilhantes ficcionistas jovens” da atualidade. “Ele certamente redefinirá a literatura policial brasileira e vai surgir como uma figura da cena literária mundial.”. Agora, aos 23 anos, ele lança seu segundo livro, Dias perfeitos, romance que confirma seu talento e certamente vai expandir sua já considerável cota de fãs.

O protagonista do livro é Téo, um jovem e solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e dissecar cadáveres nas aulas de anatomia. Num churrasco a que vai com a mãe contrariado, Téo conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema.

Clarice está escrevendo um road movie de nome “Dias perfeitos”. O texto ainda está cru, mas ela já sabe a história que quer contar: as desventuras de três amigas que viajam de carro pelo país em busca de experiências amorosas.

Téo fica viciado em Clarice: quer desvendar aquela menina diferente de todas que conheceu. Começa, então, a se aproximar de forma insistente. Diante das seguidas negativas, opta por uma atitude extrema: desfere um golpe na cabeça dela e, ato contínuo, sequestra a garota.

Elabora então um plano para conquistá-la: coloca-a sedada no banco carona de seu carro e inicia uma viagem pelas estradas do Rio de Janeiro – a mesma viagem feita pelas personagens do roteiro de Clarice.

Passando por cenários oníricos, entre os quais um chalé em Teresópolis administrado por anões e uma praia deserta e paradisíaca em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita: Téo a obriga a escrever a seu lado e está pronto para sedá-la ou prendê-la à menor tentativa de resistência. Clarice oscila entre momentos de desespero e resignação, nos quais corresponde aos delírios conjugais de seu sequestrador.

O efeito é tão mais perturbador quanto maior a naturalidade de Téo. Ele fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas decisões com lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, digno dos melhores thrillers da atualidade.

Dias perfeitos tem clima sombrio e claustrofóbico, personagens em tensão permanente e diálogos afiados. Angustiante e repleto de reviravoltas, o livro é uma história de amor obsessivo e paranoico que consolida Raphael Montes como uma das mais gratas surpresas da literatura brasileira.

O INVENTÁRIO DAS COISAS AUSENTES
Carola Saavedra – Editora Cia. das Letras

O INVENTÁRIO DAS COISAS AUSENTES

Como começa o amor? À primeira vista, num encontro casual, depois de anos de convivência? Qual é a distância entre dizer “eu te amo” e amar alguém? O que resta quando o tempo passa, as pessoas mudam e o amor acaba?

Nina tem vinte e três anos quando ela e o narrador se conhecem na faculdade. Os dois têm um envolvimento amoroso, mas certo dia ela desaparece sem deixar notícias. A partir da reconstrução ficcional dos diários deixados por Nina, o narrador conta a história de seus antepassados e assim vai delineando seus contornos, numa tentativa de recriar a mulher amada. Mas como falar do outro sem falar de si? E como falar de si quando a sua própria vida é marcada pelo abandono, pelo impalpável?

Essas são algumas das questões que O inventário das coisas ausentes lança ao leitor e à sua própria estrutura narrativa. Com uma abundância de tramas paralelas que por vezes se entrelaçam e por vezes seguem independentes, o romance de Carola Saavedra investiga o fazer literário, a memória, o amor e as marcas deixadas pela ausência do outro.

A ESTRELA DE STRINDBERG
Jan Wallentin – Editora Paralela

A ESTRELA DE STRINDBERG

Uma ansata desaparecida por mais de meio século é encontrada junto com um cadáver. Don Titelman, psicólogo e especialista em símbolos religiosos, parte em busca dessa ansata e os mistérios que ela esconde. Rapidamente, começa a ser perseguido, sem realmente saber o motivo. Aos poucos, descobre que duas sociedades secretas estão em busca da ansata e de uma estrela, objetos poderosos que revelam um segredo mantido por séculos. Com a ajuda de sua irmã hacker, Don desvenda símbolos nazistas e da mitologia nórdica para chegar a um local no Círculo Ártico que é a chave desse mistério. Mas precisa fazê-lo antes de que a ansata e a estrela caiam nas mãos erradas.

BECO DOS MORTOS
Ian Rankin – Editora Cia. das Letras

Beco dos mortos

Um imigrante ilegal é encontrado morto em um cortiço de Edimburgo. Se a primeira suspeita é de um ataque racista, logo a situação se prova mais complicada. É o que o departamento de polícia precisa para arrastar o inspetor John Rebus para o caso. Não que a vida no trabalho ande fácil, com seus novos chefes em campanha por uma aposentadoria precoce do investigador. Mas o teimoso e obstinado Rebus seguirá novamente a trilha de um morto, numa viagem que o levará a centros de detenção, a comunidades de imigrantes políticos e ao coração do submundo de Edimburgo. Enquanto isso, sua amiga e pupila Siobhan precisará lidar sozinha com os próprios problemas. O desaparecimento de uma adolescente a deixará perigosamente próxima às armadilhas de um maníaco sexual, conforme ela também tenta resolver o assassinato de um jornalista curdo. E há a história dos dois esqueletos encontrados debaixo de um movimentado beco da cidade. No encontro desses casos aparentemente sem conexão, Rebus e Siobhan logo serão atraídos para uma teia de ganância, traições e violência.

AMIGAS PARA SEMPRE
Kristin Hannah – Editora Arqueiro

AMIGAS PARA SEMPRE

Tully Hart tinha 14 anos, era linda, alegre, popular e invejada por todos. O que ninguém poderia imaginar era o sofrimento que ela vivia dentro de casa: nunca conhecera o pai, e a mãe, viciada em drogas costumava desaparecer por longos períodos, deixando a menina aos cuidados da avó.

Mas a vida de Tully se transformou quando ela se mudou para a alameda dos Vaga-lumes e conheceu a garota mais legal do mundo. Kate Mularkey era inteligente, compreensiva e tão amorosa que logo fez Tully sentir-se parte de sua família.

Ao longo de mais de trinta anos de amizade, uma se tornou o porto seguro da outra. Tully ajudou Kate a descobrir a própria beleza e a encorajou a enfrentar seus medos. Kate, por sua vez, a ensinou a enxergar além das aparências e a fez entender que certos riscos não valem a pena.

As duas juraram que seriam amigas para sempre. Essa promessa resistiu ao frenesi dos anos 1970, às reviravoltas políticas das décadas de 1980 e 1990 e às promessas do novo milênio. Até que algo acontece para abalar a confiança entre elas.

Será possível perdoar uma traição de sua melhor amiga? Neste livro, Kristin Hannah nos conta uma linda história sobre duas pessoas que sabem tudo a respeito uma da outra – e que por isso mesmo podem tanto ferir quanto salvar.

AS MENTIRAS DE LOCKE LAMORA
Scott Lynch – Editora Arqueiro

AS MENTIRAS DE LOCKE LAMORA

O Espinho é uma figura lendária: um espadachim imbatível, um especialista em roubos vultosos, um fantasma que atravessa paredes. Metade da excêntrica cidade de Camorr acredita que ele seja um defensor dos pobres, enquanto o restante o considera apenas uma invencionice ridícula.

Franzino, azarado no amor e sem nenhuma habilidade com a espada, Locke Lamora é o homem por trás do fabuloso Espinho, cujas façanhas alcançaram uma fama indesejada. Ele de fato rouba dos ricos (de quem mais valeria a pena roubar?), mas os pobres não veem nem a cor do dinheiro conquistado com os golpes, que vai todo para os bolsos de Locke e de seus comparsas: os Nobres Vigaristas.

O único lar do astuto grupo é o submundo da antiquíssima Camorr, que começa a ser assolado por um misterioso assassino com poder de superar até mesmo o Espinho. Matando líderes de gangues, ele instaura uma guerra clandestina e ameaça mergulhar a cidade em um banho de sangue. Preso em uma armadilha sinistra, Locke e seus amigos terão sua lealdade e inteligência testadas ao máximo e precisarão lutar para sobreviver.

O GENERAL EM SEU LABIRINTO
Gabriel García Márquez – Editora Record

O general em seu labirinto

Gabriel García-Márquez tece este belo romance inspirado na vida de Simón Bolívar, El Libertador. Impregnado das doutrinas de Rousseau, Montesquieu e Voltaire, Bolívar dedicou a vida a “romper a cadeia com que nos oprime o poder espanhol”. Fascinado pelo general que um dia sonhou com uma América Latina unificada e livre, desde o México à Terra do Fogo, García Márquez retraça o percurso de Bolívar tanto no plano físico quanto no espiritual, estabelecendo um paralelo entre sua viagem até Cartagena das Índias, de onde ele partiria rumo ao exílio, e sua jornada inevitável à morte.

A PROMESSA DE FELICIDADE
Justin Cartwright – Editora Record

A promessa de felicidade

Quando Ju-Ju Judd finalmente é libertada após cumprir uma pena de quase três anos em uma penitenciária nos Estados Unidos, sua família tenta retomar a vida normal. Mas, enquanto ela empreende sua jornada de volta ao lar na Inglaterra, seu pai continua remoendo o próprio fracasso profissional, sua mãe desconta toda a frustração na culinária, sua irmã Sophie tenta retomar o controle de sua vida e seu irmão Charlie tem dúvidas sobre se deve se casar ou não. O retorno de Ju-Ju expõe as feridas abertas, os sentimentos conflituosos que os Judds nutrem uns pelos outros e os dilemas morais que os envolvem.

A IMPORTÂNCIA DE SER PRUDENTE
Oscar Wilde – Editora L&PM

A IMPORTÂNCIA DE SER PRUDENTE

Poucos nomes da literatura rivalizam com a combinação de humor, perspicácia, ironia e espirituosidade que são a marca registrada de Oscar Wilde (1854-1900).

Nesta comédia farsesca que estreou nos palcos londrinos em 1895, os personagens, pessoas distintas da sociedade vitoriana, mantêm disfarces e nomes fictícios como válvula de escape para uma realidade em que as aparências contam mais que a verdade. O título original, The Importance of Being Earnest: A Trivial Comedy for Serious People, já traz o tom satírico da peça: “earnest” significa sério e, por extensão de sentido, honesto, e é um termo homófono a “Ernest”, ou Prudente, o nome do protagonista, um dândi da rica sociedade londrina, que no entanto tem muito a esconder.

Alguns dos melhores aforismos de Wilde estão aqui, e a crítica, tanto na época da estreia da peça como hoje, não hesitou em qualificá-la como o ápice da carreira do autor, razão pela qual é relida e reencenada no mundo todo.

AGENTE 6
Tom Rob Smith – Editora Record

Liev Demidov é ex-agente de segurança da União Soviética. Quando Raíssa Demidova, sua esposa, que trabalha como professora, é convidada, em plena Guerra Fria, a ir aos Estados Unidos acompanhando os alunos em uma apresentação na sede da ONU, ele desconfia de que algo esteja sendo planejado. Após um incidente que acarreta uma tragédia na família, Liev não mede esforços para buscar o responsável pelo assassinato. Assim segue atrás das poucas pistas que possui, atravessando fronteiras e infringindo leis soviéticas em busca da única pessoa que parece capaz de responder suas perguntas: o Agente 6.

A GAROTA SILENCIOSA
Tess Gerritsen – Editora Record

Capa A Garota Silênciosa V3 RB.ai

CIÊNCIA E MITOS MILENARES EM UM THRILLER DA “RAINHA DO SUSPENSE MÉDICO”

Uma mão ensanguentada é descoberta em um beco na Chinatown de Boston. Agora a detetive Jane Rizzoli, sua equipe e a patologista Maura Isles precisam localizar o restante do corpo – e identificar o cruel assassino. Mas a investigação toma rumos inesperados quando dois pelos de origem não identificada são encontrados junto ao cadáver. A dupla Rizzoli e Isles se vê diante de um novo desafio e alguém — ou algo — põe em xeque tudo em que acreditam.

MATEM E DEVOREM!
Jean Teulé – Editora L&PM

Matem e devorem!

Matem e devorem! é um livro impressionante.

Jean Teulé resgata um episódio tenebroso da história da França e, passo a passo, reconstitui uma tragédia ocorrida em 16 de agosto de 1870, cuja repugnante bestialidade compromete – como exemplo – a humanidade como um todo. Leia e veja, neste livro admirável, como em questão de minutos homens podem se transformar em animais…

O horror. Ninguém está imune a cometer atos abomináveis. Somos todos capazes do pior.

Numa terça-feira, 16 de agosto de 1870, Alain de Monéys, jovem inteligente e amável que vivia na região do Périgord, sai da casa dos pais para ir à feira de Hautefaye, na aldeia vizinha. Chega ao destino às catorze horas. Duas horas depois, começa a tragédia.

Jean Teulé reconstituiu com assustadora precisão um dos episódios mais vergonhosos da história da França.

VIAGEM SENTIMENTAL AO JAPÃO
Paula Bajer Fernandes – Editora Apicuri

Viagem sentimental ao Japão

Há quem fale de livros sem nunca tê-los lido. Há quem fale de viagens sem nunca tê-las feito. A mentira é o alimento das relações humanas, e não poderia ser diferente com a personagem deste intrigante romance de formação: Anette é uma fugitiva obstinada – não das autoridades policiais, mas de algo bem mais severo. Ela viaja para fugir de si mesma. Faz isso sem nunca levantar da sua mesa, em uma agência de viagens. Mente com perfeição e se exibe como uma viajante verossímil. Nova York, Paris, Roma, não importa. Ela inventa e convence que já visitou inúmeros lugares possíveis e imagináveis, fornecendo seus detalhes operacionais e turísticos, tranquilizando qualquer cliente. Nômade unicamente na fantasia, a protagonista terá suas estruturas abaladas com a chegada de um inusitado cliente que deseja viajar ao Japão, região pela qual ela nutre grande admiração e à qual evidentemente jamais ousou ir.

A SÉTIMA PORTA
Richard Zimler – Editora Record

A SÉTIMA PORTA

No início de sua jornada heroica, Sophie é apenas mais uma adolescente que está perdida de amor por um rapaz e mora em Berlim com a sua zelosa mãe, seu pai com tendências comunistas e seu calado irmão mais novo. No entanto, conforme cresce o poder de Herr Hitler tudo ao seu redor começa a se transformar numa realidade bem atípica, repleta de enigmas e, claro, perigos.

Sonhadora e curiosa, não é de se espantar que Sophie se encante tanto ao conhecer um grupo de pessoas tão excêntricas como um senhor judeu estudioso da cabala, um casal de anões, uma trupe circense e outras personagens implacavelmente perseguidas pelo fato de não se encaixarem no ideal da raça pura almejado pelos nazistas. É um choque para Sophie se dar conta de que há uma esquizofrenia coletiva que assola todo o povo alemão, inclusive seus entes mais próximos: seu amado está cada dia mais encantado com as palavras do Führer, seu pai de repente decide mudar de lado e se filiar ao partido de Hitler e seu quieto irmão, que nunca fez mal a ninguém, corre grande risco simplesmente por ser autista em pleno regime nazista.

Com tudo tão fora do eixo, Sophie se agarra à estimulante ideia de decifrar os segredos da cabala ao lado de seu sábio amigo judeu, Isaac Zarco, na esperança de encontrar alguma saída para tanto sofrimento. O Sr. Zarco é descendente de Berequias Zarco, o narrador do best seller O Último Cabalista de Lisboa, e Isaac está em busca dos manuscritos que herdou de Berequias por acreditar que há neles uma chave possível de ajudar na luta contra Hitler. E quando Sophie se depara com esses tais manuscritos do século XVI parece que portas de luz se abrem em meio ao caos…

Embora as dores causadas pelo nazismo seja recorrentemente abordada em obras literárias em todo o mundo, este romance se destaca ao não focar somente a perseguição aos judeus, como também acompanhar as questões enfrentadas por minorias bem menos retratadas apesar de terem sido igualmente alvo de dura perseguição.

MORTO OU VIVO
Tom Clancy e Grant Blackwood – Editora Record

MORTO OU VIVO

Quando Emir, o maior terrorista do mundo, líder do Comitê Revolucionário Omíada, prepara um ataque massivo ao coração dos Estados Unidos, resta ao Campus — uma agência secreta de Inteligência cujo único objetivo é caçar, localizar e eliminar terroristas — entrar em ação. Falhar não é uma opção para Jack Ryan Jr., filho do ex-presidente, e os outros experientes integrantes da agência. Qualquer erro pode significar a ruína dos Estados Unidos e de todo o Ocidente.

A FESTA DE DIVÓRCIO
Laura Dave – Editora Bertrand Brasil

A festa de divórcio

Ainda inédita no Brasil, Laura Dave estreia com o engraçado e diferente A festa de divórcio. Pelo tema abordado, o livro foi assunto de debate em vários fóruns literários, tornando-se sucesso de vendas. A autora está sendo considerada pela crítica especializada uma das possíveis sucessoras de Marian Keyes no gênero chick-lit. A festa de divórcio conduz o leitor à vida de duas mulheres que se encontram nos extremos opostos do casamento, uma se divorciando e outra no momento de confirmação do relacionamento dos sonhos. Apesar de todas as diferenças – distância, condição financeira, idade – Gwyn e Maggie têm uma coisa em comum: ambas estão em uma encruzilhada e enfrentam as mesmas perguntas: até que ponto você deve se esforçar para ficar com a pessoa que ama? Quando é hora de desistir? O best-seller de Laura Dave apresenta um costume cada vez mais comum nos Estados Unidos: a celebração do rompimento amoroso. Talvez para os brasileiros isso seja estranho, mas para o povo do país norte-americano, este momento, quando consensual, deve ser celebrado. Isso porque os envolvidos foram corajosos pela decisão e porque agora os dois poderão ser finalmente felizes, mesmo que com outras pessoas. Laura chega à raiz das questões mais importantes e faz o leitor acreditar em todas as faces do amor, até a do divórcio.

DINHEIRO SUJO
Lee Child – Editora Bertrand Brasil

Dinheiro sujo

Dinheiro Sujo, de Lee Child, é o romance que apresenta o durão Jack Reacher – filho de um soldado, ex-policial militar –, protagonista de uma série de livros, elogiados por gente como Stephen King, sucesso em todo o mundo e cujos direitos de filmagem estão sendo disputados pelos maiores estúdios de Hollywood. É um thriller envolvente, no qual Reacher, preso por engano, mostra que a justiça escolheu brincar com a pessoa errada.

“O início deste fascinante thriller é clássico”, publicou o Manchester Evening News. “O forasteiro Jack Reacher chega a Margrave, e em cinco minutos os tiras da cidade já estão tentando incrimina-lo por um assassinato, sem sequer lhe dar tempo de terminar o café da manhã.”. A partir daí, Lee Child, com muita propriedade e ousadia, leva ao extremo um tipo criado por grandes nomes da literatura policial, como Dashiell Hammett e seu protagonista: o justiceiro de sangue frio e duro na queda. Nesta sua primeira aventura, Reacher verá uma cidade-modelo na Geórgia revelar toda a sua podridão, ao mesmo tempo em que é iniciada uma brutal e surpreendente contagem de cadáveres… e de milhares de notas de dólares falsificadas.

Dinheiro Sujo, além de ser o primeiro exemplar de uma série de livros de sucesso (que será publicada pela Bertrand Brasil), rendeu a Lee Child, em 1998, o Barry Award de melhor romance de estréia, concedido pela revista Deadly Pleasures, especializada em literatura policial.

MAIGRET SE IRRITA
Georges Simenon – Editora L&PM

Maigret se irrita

A sra. Maigret, que descascava ervilhas numa sombra quente onde o azul do seu avental e o verde das vagens formavam manchas suntuosas; a sra. Maigret, cujas mãos nunca ficavam inativas, mesmo às duas da tarde do mais tórrido dia de um mês de agosto sufocante, a sra. Maigret, que vigiava o marido como a um bebê, preocupou-se:

– Aposto que já vai se levantar…

No entanto, a espreguiçadeira na qual Maigret estava estendido não havia estalado. O ex-comissário da P.J. não dera o mais leve suspiro.

Por certo, habituada que estava com ele, ela captara um tremor imperceptível no seu rosto banhado de suor. Pois era verdade que ele estava a ponto de se levantar. Mas, por uma espécie de falso pudor, obrigou-se a permanecer deitado.

DESUMANO E DEGRADANTE
Patricia Cornwell – Editora Cia das Letras

DESUMANO E DEGRADANTE

Em Richmond, no centro-leste dos Estados Unidos, os dias que precedem o Natal são curtos e cinzentos. Nas ruas a neve se mistura com a lama. Em 13 de dezembro, um homem é executado na cadeira elétrica, inculpado pela mutilação de uma jovem apresentadora de TV. No mesmo dia, um garoto de treze anos é encontrado também mutilado. Dias depois, um novo crime assusta a cidade. Fala-se em bruxaria. Algo terrível parece estar à solta. Os fatos descobertos pela dra. Kay Scarpetta, legista-chefe do estado de Virginia, apontam para uma solução absurda. Mortos não cometem crimes.

MAZE RUNNER: ORDEM DE EXTERMÍNIO
James Dashner – V&R Editoras

MAZE RUNNER

Antes de o CRUEL existir, antes que houvesse o Labirinto e muito antes que Thomas ingressasse na Clareira, as chamas solares assolaram a Terra e destruíram o mundo que a humanidade considerava salvo… Mark e Trina estavam lá quando tudo aconteceu, e sobreviveram. Mas sobreviver às chamas foi fácil se comparado ao que viria depois. Agora, um vírus que toma conta da mente com violência e dor se espalha por todo lugar e existe algo muito suspeito sobre sua origem. Pior ainda: ele está em mutação e as evidências sugerem que a humanidade se ajoelhará diante do caos, prevendo uma morte inevitável e assustadora. Mark e Trina estão convencidos de que existe uma maneira de salvar os poucos que restaram. E estão certos de que podem encontrá-los. Porque neste novo e devastado mundo, cada vida tem um preço. A sua também. E para alguns, você vale muito mais morto do que vivo. Ordem de Extermínio é a origem da trilogia Maze Runner, best-seller do New York Times, sucesso internacional em vários idiomas. Aqui encontraremos a história da destruição do mundo e da civilização, e de como o Fulgor fez com que alguns planejassem soluções drásticas e cruéis para a sobrevivência dos seres humanos… e do planeta à beira do caos e da extinção.

LADRÕES DE PLANETA
Dan Krokos – V&R Editoras

LADRÕES DE PLANETA

Num futuro distante, a Terra está em perigo. O motivo: a conquista de um planeta recém-descoberto chamado Nori-Azul. Aquele era o lugar perfeito para uma raça que não cabia mais no próprio planeta. Tão perfeito que também estava nos planos de dominação dos Tremistas, civilização alienígena dona de avançada tecnologia de guerra. Mason Stark, um garoto de treze anos, é um dos cadetes da Academia do Comando Espacial Terrestre, centro de controle das tropas estelares. A rotina de treinamentos no espaço era tranquila até o violento ataque tremista que muda completamente o destino de Mason e dos dezessete cadetes a bordo da nave SS Egito.

UM BREVE SUICÍDIO EM VIENA
Alexandre Kostolias – Editora Oito e Meio

Um breve suicídio em Viena

Uma história de ascensão, queda e (tentativa de) superação.

Eugenio, o anti-herói do livro, é um celebrado empresário do mundo da moda e apreciador das artes e da boa vida, que vê o seu sonho de fama e fortuna desmoronar. Ele vai mal: sua firma quebrou, sua mulher pediu o divórcio, suas filhas o desprezam, seus amigos o evitam. Paranoico como ele só, sente-se vítima de um complô armado por inimigos invisíveis. Dorme de menos e bebe demais. Desvairado, tendo perdido quase tudo na vida, até a esperança, elabora uma lista dos locais mais atraentes em todo o mundo para cometer um suicídio em grande estilo. Sem ter pelo que viver, decide que usará os resultados da pesquisa para se autoaniquilar: está convencido de que este ato será a sua manifestação derradeira de revolta, a evocação suprema da liberdade de escolha. Só que na hora que tenta acabar com tudo, é atropelado por um anjo azul que vai, com muita dificuldade, tentar trazer o aspirante a suicida de volta ao mundo dos vivos. Será que consegue?

AS PRIMEIRAS PESSOAS
Cesar Cardoso – Editora Oito e Meio

As primeiras pessoas

Há alguma vantagem em se narrar na primeira pessoa? Talvez. Uma delas é que a história parece ter sido escrita por alguém que não o próprio autor. Quando usamos a terceira pessoa, nos tornamos os únicos responsáveis pelo estilo, acertos e erros da história narrada.

Cesar Cardoso, de larga experiência, certamente não pensou nessa questão quando decidiu escrever os vinte e cinco contos de As primeiras pessoas. Se a escolha aconteceu ao acaso, foi seu primeiro acerto. Cada conto é uma voz narrativa diferente, tornando o livro uma polifonia vocal, que o leitor escuta enquanto lê.

Alguns esperam dos livros de contos que possuam uma atmosfera única, um mesmo diapasão narrativo da primeira à última página. Não esperem isso de As primeiras pessoas. Cesar Cardoso surpreende a cada história que narra, ou melhor dizendo, que os personagens narram por ele.

A BIBLIOTECÁRIA
Logan Belle – Editora Record

A jovem Regina Finch acaba de chegar a Manhattan para trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila em meio a clássicos da literatura logo se revela um irresistível jogo de sedução quando ela conhece o envolvente Sebastian Barnes, investidor da instituição e um dos homens mais cobiçados da cidade, que fica obcecado pela beleza da bibliotecária. A até então ingênua Regina se entrega a um crescente e selvagem desejo que parece consumi-la mais a cada dia, uma paixão que despertará na jovem sensações jamais imaginadas.

A BAILARINA DA LOJA DE TAPETES
Ana Corujo – Editora Oito e Meio

A bailarina da loja de tapetes

Ana Beatriz Leão, ou Bia, é uma mulher de 30 anos, nascida na cidade de São Paulo, cheia de dúvidas, conflitos, perguntas sem respostas e questões internas. No auge de sua carreira como advogada, profissão que abraçou meio sem saber o porquê, ela é transferida para o Rio de Janeiro e, dois anos depois, demitida. Seu mundo cai e ela se vê diante da possibilidade de, enfim, tomar as rédeas de sua própria vida. Embarca, então, numa jornada existencial, repleta de fatos, dados, acontecimentos e importantes encontros pessoais que marcarão sua vida. Esse é o enredo de “A bailarina da loja de tapetes”, estreia no romance da carioca Ana Corujo, e lançado pelo selo Átame, da Editora Oito e meio.

AME O QUE É SEU
Tammy Luciano – Editora Novas Páginas

Claro que te amo!

Piera tem certeza: está cometendo a maior loucura da sua vida ao assistir, escondida, ao casamento de seu ex-noivo. Depois de seis anos de relacionamento, entrar de penetra na comemoração foi tudo que André deixou para ela. E olhar a cena não a faz feliz, mas encerra uma fase de sua vida. Hora de recomeçar. Mas como recomeçar se seu coração está cheio de dor? Envolver-se com a história de Piera é como descobrir que sempre há um lado muito bom a ser revelado… Mesmo que tudo pareça tão difícil.

AME O QUE É SEU
Emily Giffin – Editora Novo Conceito

Ame o que é seu

Esta é uma história para quem algum dia já se perguntou: “Como amar de verdade a pessoa que está comigo, se não consigo esquecer alguém que ficou no passado?”.

O casamento de Ellen e Andy não parece perfeito, ele é perfeito. São inegáveis a profundidade da devoção mútua e o quanto cada um desperta o melhor no outro. Mas por obra do destino, certa tarde, Ellen revê Leo pela primeira vez em oito anos. Leo, o que revelou o pior nela. Leo, o que partiu seu coração sem se explicar.

Leo, o que ela não conseguiu esquecer. O reaparecimento de Leo desperta sentimentos há muito adormecidos, e Ellen se põe a questionar se sua vida atual é de fato como ela queria que fosse.

INSÍGNIA: A ARMA SECRETA
S. J. Kincaid – V&R Editoras

Insígnia

“Você não vai conseguir parar de ler.” Veronica Roth, autora de Divergente, best-seller do New York Times. É a Terceira Guerra Mundial. O inimigo está vencendo. E se a arma para virar o jogo fosse você? Mais do que qualquer outra coisa, Tom Raines quer ser alguém importante. Aos 14 anos, com uma aparência pouco digna de atenção e uma vida cheia de incertezas, ele está bem longe de realizar o seu desejo. Exceto por sua habilidade com games, Tom não tem muito com o que contribuir. Um zero à esquerda. Durante anos, o garoto perambulou de cassino em cassino com seu pai, um jogador completamente sem sorte e que fazia de seu vício um meio de sobrevivência. A cada dia, iniciava-se uma nova jornada em busca de um “lar”, mesmo que isso significasse um quarto qualquer pago com o pouco dinheiro ganho em apostas. as, certo dia, o que parecia ser uma existência fadada ao fracasso, muda radicalmente. Da noite para o dia, Tom é convidado para integrar a elite do Exército e utilizar seu talento como jogador para ajudar seu país a vencer a Terceira Guerra Mundial. Tom, então, tem a oportunidade de se tornar alguém importante: uma supermáquina de guerra com habilidades tecnológicas jamais imaginadas. E de quebra, ganha a chance de conquistar tudo aquilo que parecia reservado aos outros: sucesso, amigos, um amor de verdade. Mas o acesso a tudo isso tem um custo. Será que vai valer a pena? Com personagens fascinantes e um enredo de tirar o fôlego, Insígnia faz uma eletrizante viagem ao futuro e revela um mundo onde as fronteiras entre humanos e máquinas não podem mais ser distinguidas.

A CAIXA DA MALDADE
Martin Langfield – Editora Record

Capa A Caixa da Maldade V2 RB.indd

Sete dias separam o Ocidente da destruição completa. Um artefato baseado nos experimentos de Isaac Newton está programado para explodir… em Nova York. O objetivo da operação: purgar a civilização judaico-cristã dos pecados e preparar o mundo para uma nova ordem. Agora, apenas Robert Reckliss pode desarmar essa caixa da maldade. Ele deve encontrar as sete chaves escondidas no coração da Big Apple. Cada uma é um dígito a mais na combinação capaz de parar esta loucura. Em uma desesperada corrida contra o tempo e sob o olhar constante de um sinistro vigilante, ele conta apenas com a ajuda da misteriosa médium Terri. Será o suficiente?

GÉLIDO
Tess Gerritsen – Editora Record

Capa Gélido V1 RB.ai

Quando a médica-legista Maura Isles reencontra um antigo amigo de faculdade durante um congresso, parte em uma viagem com ele e seu grupo. Porém, um acidente com o carro em meio a uma nevasca os leva ao inóspito vilarejo de Kingdom Come, onde algo terrível parece ter ocorrido. Enquanto isso, a detetive Jane Rizzoli recebe a notícia do desaparecimento da amiga e decide investigar seu destino. Assim, enquanto tenta descobrir o que houve com Maura, embrenha-se em uma trama envolvendo uma misteriosa seita e segredos do passado.

MEU AMIGO MAIGRET
Georges Simenon – Editora LP&M

Meu amigo Maigret

Maigret está recebendo a visita de um inspetor da Scotland Yard que veio para estudar os métodos franceses de investigação. Sua rotina é interrompida por uma ligação telefônica vinda da ilha mediterrânea de Porquerolles. Um velho mendigo Marcellin foi assassinado lá e, na noite anterior, escutaram ele falando a pessoas sobre “seu amigo Maigret”.

– Estava sozinho na entrada do estabelecimento?

– Sim, meu comissário.

Era inútil corrigi-lo. Quatro ou cinco vezes, Maigret tentara fazê-lo dizer “senhor comissário”.

Que importância tinha? Aliás, que importância tinha tudo aquilo?

– Um carro esporte cinza parou por um instante e um homem saltou dele, quase como um acrobata de circo, foi o que você declarou, não foi?

– Sim, meu comissário.

– Para entrar na boate, ele teve de passar bem perto e chegou inclusive a esbarrar ligeiramente em você. Ora, acima da porta existe um letreiro luminoso em neon.

– Ele é violeta, meu comissário.

– E então?

– Então, nada.

MAIGRET NA PENSÃO
Georges Simenon – Editora LP&M

Maigret na pensão

– Por que não vem jantar conosco, uma comidinha simples lá em casa?

E o bravo Lucas acrescentou:

– Garanto-lhe que minha mulher ficaria encantada.

Pobre velho Lucas! Não era verdade, pois sua mulher, que se irritava por qualquer coisa e para quem era um martírio ter alguém para jantar, certamente ficaria furiosa com ele.

Os dois tinham deixado o Quai des Orfèvres por volta das sete horas, quando o sol ainda brilhava, tinham ido até a Brasserie Dauphine e se instalado num canto. Beberam um primeiro aperitivo olhando o vazio, à maneira das pessoas ao fim do dia. Depois, sem notar o que fazia, Maigret batera no copo com uma moeda para chamar o garçom e pedir mais uma dose.

TRÊS É DEMAIS
Ali Cronin – Editora Seguinte

TRÊS É DEMAIS

Cass está entre as mais inteligentes da classe. Tem uma família carinhosa, amigos incríveis, um namorado lindo, um futuro brilhante. Sua vida é perfeita – ou pelo menos é o que parece.

Seus amigos sempre deixaram claro que não aprovam seu namorado. Para piorar, seu melhor amigo se declarou para ela – e Cass não sabe como dizer não sem machucá-lo. Na escola, ela está uma pilha de nervos desde que fez a entrevista para tentar uma vaga em Cambridge. Sua confiança vai por água abaixo quando ela tira nota C num trabalho de política do colégio.

Pouco a pouco, a vida de conto de fadas de Cass vai desmoronando, e ela terá que se esforçar muito para administrar os “pequenos” percalços que vão surgindo pelo caminho e ao mesmo tempo resolver seus grandes dilemas.

O FATOR SCARPETTA
Patricia Cornwell – Editora Cia. das Letras

O FATOR SCARPETTA

Falta uma semana para o Natal. A economia americana do pós­crise custa a se recuperar. Diante de um cenário tão desalentador, a dra. Kay Scarpetta – apesar de sua agenda apertada e do trabalho como analista de medicina forense na CNN – resolve oferecer seus serviços pro bono ao Instituto Médico Legal de Nova York.

Mas sua crescente exposição na mídia parece antecipar uma série de eventos inesperados e perturbadores. Ao vivo na CNN, ela é questionada sobre o estranho caso de Hannah Starr, uma bela milionária desaparecida desde a véspera do Dia de Ação de Graças. Durante a mesma transmissão, Scarpetta recebe uma ligação de uma antiga paciente psiquiátrica de Benton Wesley, que parece estar obcecada pelo casal. No mesmo dia, ao voltar para casa depois do programa, um pacote suspeito – possivelmente contendo uma bomba – é deixado aos cuidados seus.

Rapidamente, a suposta ameaça à vida de Scarpetta a envolve numa rede surreal de acontecimentos em que se encontram um famoso ator acusado de um crime sexual inacreditável e o desaparecimento de uma ricaça que parece partilhar um passado secreto com Lucy, a sobrinha preferida de Kay.

Complicando ainda mais a trama, o produtor de Scarpetta na CNN tenta persuadi-la a estrear um programa de TV chamado “O fator Scarpetta”. Diante de tantos acontecimentos bizarros, ela teme que sua fama resulte na ilusão de que ela realmente tem um “fator especial”, uma habilidade mística que a auxilia na resolução dos casos.

Em O fator Scarpetta, o décimo sétimo livro da série, Kay e sua velha equipe estão novamente reunidos em Nova York – e serão obrigados a lidar com alguns dos piores fantasmas de seu passado se quiserem sobreviver.

AMOR
Isabel Allende – Editora Bertrand Brasil

Amor_Isabel Allende

A grande narradora chilena escreve abertamente sobre suas experiências e emociona os leitores.

O novo livro de Isabel Allende, Amor, é uma antologia que reúne as melhores cenas de amor dos seus romances e contos, selecionadas pela própria autora. A ideia inicial partiu de seu editor e Allende logo ficou entusiasmada com o projeto. Para alguns trechos, inspirou-se nas próprias experiências amorosas ou nas de conhecidos.

Ao longo da introdução do livro, a autora faz um desabafo honesto e emocionante a respeito da sua vida. Narra como foi a passagem pela infância e pela adolescência e o papel da sexualidade nessa época, além de histórias de sua fase hippie e de como foi o escândalo na sua primeira reportagem em uma revista feminina. Um dos pontos altos é quando ela descobre, aos 33 anos, a sensualidade.

Em Amor, Isabel conta também como a escrita foi fundamental em sua vida, pois, segundo relata, é onde ela pode viver todas as aventuras que seriam impossíveis na vida real. Ainda na introdução, aborda a infidelidade, a vida em Beirute, no Líbano, e o encontro com seu marido atual, William Gordon.

O livro é dividido por temas e, em cada um deles, há uma seleção de textos que abrange vários títulos, entre eles: A ilha sob o mar, Filha da fortuna, A soma dos dias e A casa dos espíritos. Para tornar essa escolha mais especial, antes dos capítulos, Allende explica o motivo da escolha dos trechos.

Se existe alguém capaz de descrever com maestria, humor e personalidade a natureza caprichosa do amor, esse alguém é Isabel Allende.

AS JOIAS DE MANHATTAN
Carmen Reid – Editora Bertrand Brasil

As joias de Manhattan

Famosa por seus romances chick-lits, Carmen Reid apresenta seu terceiro título do gênero no Brasil: As joias de Manhattan. Criado a partir da frase de uma história contada por sua filha de sete anos – “Três garotas lindas decidem roubar uma joalheria” –, o livro proporciona cenas de humor, de emoção e, principalmente, de muitas surpresas.

Três irmãs, um destino: se tornarem milionárias.
Como conseguir: vendendo joias roubadas.
Sua experiência no assunto: zero.
Chance de o plano virar de pernas pro ar: 100%.

As joias de Manhattan traz a história de três jovens que se mudam de um rancho no interior do Texas para a imprevisível Nova York, desejando fama e riqueza. Um chick-lit com todos os ingredientes necessários: romance, personagens cativantes e engraçados, um final imprevisível e situações que farão os leitores se emocionarem.

Com um ritmo dinâmico, muita confusão e aventura, além de descrições perfeitas das cenas, o livro parece um roteiro de cinema. No fim, os leitores estarão apaixonados pelas confusões que as protagonistas conseguem atrair.

Carmen Reid arrancará risadas dos leitores, mas os fará refletir: é possível, com um roubo, alcançar a vida perfeita?

COISAS QUE NINGUÉM SABE
Alessandro D’Avenia – Editora Bertrand Brasil

capa_coisas_que_ninguem_sabe.indd

Após conquistar jovens de todo o mundo com Branca como o leite, vermelha como o sangue, Alessandro D’Avenia apresenta Coisas que ninguém sabe, um livro sensível, erudito e repleto de citações literárias. Uma história que retrata o ensino médio, a adolescência e os valores do amadurecimento.

Margherita tem 14 anos e está prestes a transpor um limiar mágico e assustador: o início do liceu. Os corredores da nova escola são cheios de fascínio, mas também de ameaças. Sozinha em seu quarto, com o sol de verão ainda sobre a pele, Margherita se sente como qualquer adolescente: uma equilibrista na corda bamba. Somente o amor dos pais, da extraordinária avó, Teresa, e do irmãozinho lhe permite tentar crescer com suas próprias forças. No entanto, um dia, Margherita ouve uma mensagem na secretária eletrônica. É de seu pai, anunciando que não voltará mais para casa. O vazio se abre sob seus pés.

Por ser professor e estar sempre em contato com os jovens, umas das principais características de D’Avenia é saber explorar ao máximo as dificuldades enfrentadas pelos jovens em uma fase tão difícil de suas vidas. Assim, com a habilidade de escrita que caracteriza o autor, o romance toca o leitor no fundo do coração.

Na contramão do que faz em seu primeiro livro, no qual aborda quase que exclusivamente a realidade juvenil, agora D’Avenia não só traz à mente do público a idade mágica da adolescência, em que tudo parece possível, apesar das dificuldades, como também pinta o mundo dos adultos que lutam com seus erros e mal-entendidos. Segundo ele, “como os protagonistas, todos nós estamos procurando alguém ou alguma coisa”.

Coisas que ninguém sabe tem o passo longo de uma grande história: a de todos que sabem encarar os próprios fantasmas e realizar a viagem aventurosa que os levará de volta para casa.

Sobre

One thought on “Livros: Ficção

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>