Dicas de Livros: Ficção


O OURO DE MEFISTO
Eric Frattini – Editora Jangada

O OURO DE MEFISTO

Em uma Europa devastada pela II Guerra Mundial e com o pano de fundo da Alemanha nazista, o jovem e ambicioso seminarista August Lienart e a misteriosa guerrilheira Elisabetta Darazzo estão envolvidos em uma missão: impedir o futuro surgimento do Quarto Reich. Um thriller histórico que traz algumas inquietantes incógnitas: que papel desempenhou o Vaticano na fuga dos criminosos de guerra? Hitler e Eva Braum se suicidaram mesmo no bunker? Os banqueiros suíços realmente guardaram o ouro dos nazistas que estava no Banco do Reich, produto de suas criminosas pilhagens? O que havia nas enigmáticas caixas enterradas sob as águas escuras e frias do lago Toplitz? Existiu realmente a temida Organização Odessa e sua determinação em criar o futuro Quarto Reich? Quem se escondia por trás do codinome “O Escolhido”?

O MERCADOR DE LIVROS MALDITOS
Marcello Simoni – Editora Jangada

O mercador de livros malditos

No ano de 1205, um monge foge de um esquadrão de cavaleiros com algo muito precioso, que não está disposto a entregar a seus perseguidores. Treze anos mais tarde, Ignazio de Toledo, um mercador de relíquias, recebe de um nobre veneziano o encargo de procurar um livro raríssimo, que supostamente contém antigos preceitos da cultura talismânica oriental com os quais é possível evocar os anjos e sua divina sabedoria. Assim começa a arriscada viagem de Ignazio, à procura de um manuscrito que alguém desmembrou em quatro partes e escondeu cuidadosamente, protegendo-o com intricados enigmas. Mas o mercador não é o único a querê-lo. Quem descobrirá primeiro onde ele se encontra? E até que ponto aqueles que o buscam estarão dispostos a se arriscar para desvendar seus mistérios?

DIAS PERFEITOS
Raphael Montes – Editora Cia. das Letras

Dias perfeitos

Aos 20 anos, o carioca Raphael Montes impressionou crítica e público com Suicidas, um caudaloso romance policial que lhe garantiu vaga entre os dez finalistas do prêmio São Paulo de Literatura na categoria autor estreante.

Após ler seu primeiro livro, Scott Turow, um dos autores policiais de maior prestígio no mundo, disse que Raphael está “entre os mais brilhantes ficcionistas jovens” da atualidade. “Ele certamente redefinirá a literatura policial brasileira e vai surgir como uma figura da cena literária mundial.”. Agora, aos 23 anos, ele lança seu segundo livro, Dias perfeitos, romance que confirma seu talento e certamente vai expandir sua já considerável cota de fãs.

O protagonista do livro é Téo, um jovem e solitário estudante de medicina que divide seu tempo entre cuidar da mãe paraplégica e dissecar cadáveres nas aulas de anatomia. Num churrasco a que vai com a mãe contrariado, Téo conhece Clarice, uma jovem de espírito livre que sonha tornar-se roteirista de cinema.

Clarice está escrevendo um road movie de nome “Dias perfeitos”. O texto ainda está cru, mas ela já sabe a história que quer contar: as desventuras de três amigas que viajam de carro pelo país em busca de experiências amorosas.

Téo fica viciado em Clarice: quer desvendar aquela menina diferente de todas que conheceu. Começa, então, a se aproximar de forma insistente. Diante das seguidas negativas, opta por uma atitude extrema: desfere um golpe na cabeça dela e, ato contínuo, sequestra a garota.

Elabora então um plano para conquistá-la: coloca-a sedada no banco carona de seu carro e inicia uma viagem pelas estradas do Rio de Janeiro – a mesma viagem feita pelas personagens do roteiro de Clarice.

Passando por cenários oníricos, entre os quais um chalé em Teresópolis administrado por anões e uma praia deserta e paradisíaca em Ilha Grande, o casal estabelece uma rotina insólita: Téo a obriga a escrever a seu lado e está pronto para sedá-la ou prendê-la à menor tentativa de resistência. Clarice oscila entre momentos de desespero e resignação, nos quais corresponde aos delírios conjugais de seu sequestrador.

O efeito é tão mais perturbador quanto maior a naturalidade de Téo. Ele fala com calma, planeja os atos com frieza e justifica suas decisões com lógica impecável. A capacidade do autor de explorar uma psique doentia é impressionante – e o mergulho psicológico não impede que o livro siga um ritmo eletrizante, digno dos melhores thrillers da atualidade.

Dias perfeitos tem clima sombrio e claustrofóbico, personagens em tensão permanente e diálogos afiados. Angustiante e repleto de reviravoltas, o livro é uma história de amor obsessivo e paranoico que consolida Raphael Montes como uma das mais gratas surpresas da literatura brasileira.

O INVENTÁRIO DAS COISAS AUSENTES
Carola Saavedra – Editora Cia. das Letras

O INVENTÁRIO DAS COISAS AUSENTES

Como começa o amor? À primeira vista, num encontro casual, depois de anos de convivência? Qual é a distância entre dizer “eu te amo” e amar alguém? O que resta quando o tempo passa, as pessoas mudam e o amor acaba?

Nina tem vinte e três anos quando ela e o narrador se conhecem na faculdade. Os dois têm um envolvimento amoroso, mas certo dia ela desaparece sem deixar notícias. A partir da reconstrução ficcional dos diários deixados por Nina, o narrador conta a história de seus antepassados e assim vai delineando seus contornos, numa tentativa de recriar a mulher amada. Mas como falar do outro sem falar de si? E como falar de si quando a sua própria vida é marcada pelo abandono, pelo impalpável?

Essas são algumas das questões que O inventário das coisas ausentes lança ao leitor e à sua própria estrutura narrativa. Com uma abundância de tramas paralelas que por vezes se entrelaçam e por vezes seguem independentes, o romance de Carola Saavedra investiga o fazer literário, a memória, o amor e as marcas deixadas pela ausência do outro.

A ESTRELA DE STRINDBERG
Jan Wallentin – Editora Paralela

A ESTRELA DE STRINDBERG

Uma ansata desaparecida por mais de meio século é encontrada junto com um cadáver. Don Titelman, psicólogo e especialista em símbolos religiosos, parte em busca dessa ansata e os mistérios que ela esconde. Rapidamente, começa a ser perseguido, sem realmente saber o motivo. Aos poucos, descobre que duas sociedades secretas estão em busca da ansata e de uma estrela, objetos poderosos que revelam um segredo mantido por séculos. Com a ajuda de sua irmã hacker, Don desvenda símbolos nazistas e da mitologia nórdica para chegar a um local no Círculo Ártico que é a chave desse mistério. Mas precisa fazê-lo antes de que a ansata e a estrela caiam nas mãos erradas.

BECO DOS MORTOS
Ian Rankin – Editora Cia. das Letras

Beco dos mortos

Um imigrante ilegal é encontrado morto em um cortiço de Edimburgo. Se a primeira suspeita é de um ataque racista, logo a situação se prova mais complicada. É o que o departamento de polícia precisa para arrastar o inspetor John Rebus para o caso. Não que a vida no trabalho ande fácil, com seus novos chefes em campanha por uma aposentadoria precoce do investigador. Mas o teimoso e obstinado Rebus seguirá novamente a trilha de um morto, numa viagem que o levará a centros de detenção, a comunidades de imigrantes políticos e ao coração do submundo de Edimburgo. Enquanto isso, sua amiga e pupila Siobhan precisará lidar sozinha com os próprios problemas. O desaparecimento de uma adolescente a deixará perigosamente próxima às armadilhas de um maníaco sexual, conforme ela também tenta resolver o assassinato de um jornalista curdo. E há a história dos dois esqueletos encontrados debaixo de um movimentado beco da cidade. No encontro desses casos aparentemente sem conexão, Rebus e Siobhan logo serão atraídos para uma teia de ganância, traições e violência.

AMIGAS PARA SEMPRE
Kristin Hannah – Editora Arqueiro

AMIGAS PARA SEMPRE

Tully Hart tinha 14 anos, era linda, alegre, popular e invejada por todos. O que ninguém poderia imaginar era o sofrimento que ela vivia dentro de casa: nunca conhecera o pai, e a mãe, viciada em drogas costumava desaparecer por longos períodos, deixando a menina aos cuidados da avó.

Mas a vida de Tully se transformou quando ela se mudou para a alameda dos Vaga-lumes e conheceu a garota mais legal do mundo. Kate Mularkey era inteligente, compreensiva e tão amorosa que logo fez Tully sentir-se parte de sua família.

Ao longo de mais de trinta anos de amizade, uma se tornou o porto seguro da outra. Tully ajudou Kate a descobrir a própria beleza e a encorajou a enfrentar seus medos. Kate, por sua vez, a ensinou a enxergar além das aparências e a fez entender que certos riscos não valem a pena.

As duas juraram que seriam amigas para sempre. Essa promessa resistiu ao frenesi dos anos 1970, às reviravoltas políticas das décadas de 1980 e 1990 e às promessas do novo milênio. Até que algo acontece para abalar a confiança entre elas.

Será possível perdoar uma traição de sua melhor amiga? Neste livro, Kristin Hannah nos conta uma linda história sobre duas pessoas que sabem tudo a respeito uma da outra – e que por isso mesmo podem tanto ferir quanto salvar.

AS MENTIRAS DE LOCKE LAMORA
Scott Lynch – Editora Arqueiro

AS MENTIRAS DE LOCKE LAMORA

O Espinho é uma figura lendária: um espadachim imbatível, um especialista em roubos vultosos, um fantasma que atravessa paredes. Metade da excêntrica cidade de Camorr acredita que ele seja um defensor dos pobres, enquanto o restante o considera apenas uma invencionice ridícula.

Franzino, azarado no amor e sem nenhuma habilidade com a espada, Locke Lamora é o homem por trás do fabuloso Espinho, cujas façanhas alcançaram uma fama indesejada. Ele de fato rouba dos ricos (de quem mais valeria a pena roubar?), mas os pobres não veem nem a cor do dinheiro conquistado com os golpes, que vai todo para os bolsos de Locke e de seus comparsas: os Nobres Vigaristas.

O único lar do astuto grupo é o submundo da antiquíssima Camorr, que começa a ser assolado por um misterioso assassino com poder de superar até mesmo o Espinho. Matando líderes de gangues, ele instaura uma guerra clandestina e ameaça mergulhar a cidade em um banho de sangue. Preso em uma armadilha sinistra, Locke e seus amigos terão sua lealdade e inteligência testadas ao máximo e precisarão lutar para sobreviver.

O GENERAL EM SEU LABIRINTO
Gabriel García Márquez – Editora Record

O general em seu labirinto

Gabriel García-Márquez tece este belo romance inspirado na vida de Simón Bolívar, El Libertador. Impregnado das doutrinas de Rousseau, Montesquieu e Voltaire, Bolívar dedicou a vida a “romper a cadeia com que nos oprime o poder espanhol”. Fascinado pelo general que um dia sonhou com uma América Latina unificada e livre, desde o México à Terra do Fogo, García Márquez retraça o percurso de Bolívar tanto no plano físico quanto no espiritual, estabelecendo um paralelo entre sua viagem até Cartagena das Índias, de onde ele partiria rumo ao exílio, e sua jornada inevitável à morte.

A PROMESSA DE FELICIDADE
Justin Cartwright – Editora Record

A promessa de felicidade

Quando Ju-Ju Judd finalmente é libertada após cumprir uma pena de quase três anos em uma penitenciária nos Estados Unidos, sua família tenta retomar a vida normal. Mas, enquanto ela empreende sua jornada de volta ao lar na Inglaterra, seu pai continua remoendo o próprio fracasso profissional, sua mãe desconta toda a frustração na culinária, sua irmã Sophie tenta retomar o controle de sua vida e seu irmão Charlie tem dúvidas sobre se deve se casar ou não. O retorno de Ju-Ju expõe as feridas abertas, os sentimentos conflituosos que os Judds nutrem uns pelos outros e os dilemas morais que os envolvem.

A IMPORTÂNCIA DE SER PRUDENTE
Oscar Wilde – Editora L&PM

A IMPORTÂNCIA DE SER PRUDENTE

Poucos nomes da literatura rivalizam com a combinação de humor, perspicácia, ironia e espirituosidade que são a marca registrada de Oscar Wilde (1854-1900).

Nesta comédia farsesca que estreou nos palcos londrinos em 1895, os personagens, pessoas distintas da sociedade vitoriana, mantêm disfarces e nomes fictícios como válvula de escape para uma realidade em que as aparências contam mais que a verdade. O título original, The Importance of Being Earnest: A Trivial Comedy for Serious People, já traz o tom satírico da peça: “earnest” significa sério e, por extensão de sentido, honesto, e é um termo homófono a “Ernest”, ou Prudente, o nome do protagonista, um dândi da rica sociedade londrina, que no entanto tem muito a esconder.

Alguns dos melhores aforismos de Wilde estão aqui, e a crítica, tanto na época da estreia da peça como hoje, não hesitou em qualificá-la como o ápice da carreira do autor, razão pela qual é relida e reencenada no mundo todo.

AGENTE 6
Tom Rob Smith – Editora Record

Liev Demidov é ex-agente de segurança da União Soviética. Quando Raíssa Demidova, sua esposa, que trabalha como professora, é convidada, em plena Guerra Fria, a ir aos Estados Unidos acompanhando os alunos em uma apresentação na sede da ONU, ele desconfia de que algo esteja sendo planejado. Após um incidente que acarreta uma tragédia na família, Liev não mede esforços para buscar o responsável pelo assassinato. Assim segue atrás das poucas pistas que possui, atravessando fronteiras e infringindo leis soviéticas em busca da única pessoa que parece capaz de responder suas perguntas: o Agente 6.

A GAROTA SILENCIOSA
Tess Gerritsen – Editora Record

Capa A Garota Silênciosa V3 RB.ai

CIÊNCIA E MITOS MILENARES EM UM THRILLER DA “RAINHA DO SUSPENSE MÉDICO”

Uma mão ensanguentada é descoberta em um beco na Chinatown de Boston. Agora a detetive Jane Rizzoli, sua equipe e a patologista Maura Isles precisam localizar o restante do corpo – e identificar o cruel assassino. Mas a investigação toma rumos inesperados quando dois pelos de origem não identificada são encontrados junto ao cadáver. A dupla Rizzoli e Isles se vê diante de um novo desafio e alguém — ou algo — põe em xeque tudo em que acreditam.

MATEM E DEVOREM!
Jean Teulé – Editora L&PM

Matem e devorem!

Matem e devorem! é um livro impressionante.

Jean Teulé resgata um episódio tenebroso da história da França e, passo a passo, reconstitui uma tragédia ocorrida em 16 de agosto de 1870, cuja repugnante bestialidade compromete – como exemplo – a humanidade como um todo. Leia e veja, neste livro admirável, como em questão de minutos homens podem se transformar em animais…

O horror. Ninguém está imune a cometer atos abomináveis. Somos todos capazes do pior.

Numa terça-feira, 16 de agosto de 1870, Alain de Monéys, jovem inteligente e amável que vivia na região do Périgord, sai da casa dos pais para ir à feira de Hautefaye, na aldeia vizinha. Chega ao destino às catorze horas. Duas horas depois, começa a tragédia.

Jean Teulé reconstituiu com assustadora precisão um dos episódios mais vergonhosos da história da França.

VIAGEM SENTIMENTAL AO JAPÃO
Paula Bajer Fernandes – Editora Apicuri

Viagem sentimental ao Japão

Há quem fale de livros sem nunca tê-los lido. Há quem fale de viagens sem nunca tê-las feito. A mentira é o alimento das relações humanas, e não poderia ser diferente com a personagem deste intrigante romance de formação: Anette é uma fugitiva obstinada – não das autoridades policiais, mas de algo bem mais severo. Ela viaja para fugir de si mesma. Faz isso sem nunca levantar da sua mesa, em uma agência de viagens. Mente com perfeição e se exibe como uma viajante verossímil. Nova York, Paris, Roma, não importa. Ela inventa e convence que já visitou inúmeros lugares possíveis e imagináveis, fornecendo seus detalhes operacionais e turísticos, tranquilizando qualquer cliente. Nômade unicamente na fantasia, a protagonista terá suas estruturas abaladas com a chegada de um inusitado cliente que deseja viajar ao Japão, região pela qual ela nutre grande admiração e à qual evidentemente jamais ousou ir.

A SÉTIMA PORTA
Richard Zimler – Editora Record

A SÉTIMA PORTA

No início de sua jornada heroica, Sophie é apenas mais uma adolescente que está perdida de amor por um rapaz e mora em Berlim com a sua zelosa mãe, seu pai com tendências comunistas e seu calado irmão mais novo. No entanto, conforme cresce o poder de Herr Hitler tudo ao seu redor começa a se transformar numa realidade bem atípica, repleta de enigmas e, claro, perigos.

Sonhadora e curiosa, não é de se espantar que Sophie se encante tanto ao conhecer um grupo de pessoas tão excêntricas como um senhor judeu estudioso da cabala, um casal de anões, uma trupe circense e outras personagens implacavelmente perseguidas pelo fato de não se encaixarem no ideal da raça pura almejado pelos nazistas. É um choque para Sophie se dar conta de que há uma esquizofrenia coletiva que assola todo o povo alemão, inclusive seus entes mais próximos: seu amado está cada dia mais encantado com as palavras do Führer, seu pai de repente decide mudar de lado e se filiar ao partido de Hitler e seu quieto irmão, que nunca fez mal a ninguém, corre grande risco simplesmente por ser autista em pleno regime nazista.

Com tudo tão fora do eixo, Sophie se agarra à estimulante ideia de decifrar os segredos da cabala ao lado de seu sábio amigo judeu, Isaac Zarco, na esperança de encontrar alguma saída para tanto sofrimento. O Sr. Zarco é descendente de Berequias Zarco, o narrador do best seller O Último Cabalista de Lisboa, e Isaac está em busca dos manuscritos que herdou de Berequias por acreditar que há neles uma chave possível de ajudar na luta contra Hitler. E quando Sophie se depara com esses tais manuscritos do século XVI parece que portas de luz se abrem em meio ao caos…

Embora as dores causadas pelo nazismo seja recorrentemente abordada em obras literárias em todo o mundo, este romance se destaca ao não focar somente a perseguição aos judeus, como também acompanhar as questões enfrentadas por minorias bem menos retratadas apesar de terem sido igualmente alvo de dura perseguição.

MORTO OU VIVO
Tom Clancy e Grant Blackwood – Editora Record

MORTO OU VIVO

Quando Emir, o maior terrorista do mundo, líder do Comitê Revolucionário Omíada, prepara um ataque massivo ao coração dos Estados Unidos, resta ao Campus — uma agência secreta de Inteligência cujo único objetivo é caçar, localizar e eliminar terroristas — entrar em ação. Falhar não é uma opção para Jack Ryan Jr., filho do ex-presidente, e os outros experientes integrantes da agência. Qualquer erro pode significar a ruína dos Estados Unidos e de todo o Ocidente.

A FESTA DE DIVÓRCIO
Laura Dave – Editora Bertrand Brasil

A festa de divórcio

Ainda inédita no Brasil, Laura Dave estreia com o engraçado e diferente A festa de divórcio. Pelo tema abordado, o livro foi assunto de debate em vários fóruns literários, tornando-se sucesso de vendas. A autora está sendo considerada pela crítica especializada uma das possíveis sucessoras de Marian Keyes no gênero chick-lit. A festa de divórcio conduz o leitor à vida de duas mulheres que se encontram nos extremos opostos do casamento, uma se divorciando e outra no momento de confirmação do relacionamento dos sonhos. Apesar de todas as diferenças – distância, condição financeira, idade – Gwyn e Maggie têm uma coisa em comum: ambas estão em uma encruzilhada e enfrentam as mesmas perguntas: até que ponto você deve se esforçar para ficar com a pessoa que ama? Quando é hora de desistir? O best-seller de Laura Dave apresenta um costume cada vez mais comum nos Estados Unidos: a celebração do rompimento amoroso. Talvez para os brasileiros isso seja estranho, mas para o povo do país norte-americano, este momento, quando consensual, deve ser celebrado. Isso porque os envolvidos foram corajosos pela decisão e porque agora os dois poderão ser finalmente felizes, mesmo que com outras pessoas. Laura chega à raiz das questões mais importantes e faz o leitor acreditar em todas as faces do amor, até a do divórcio.

DINHEIRO SUJO
Lee Child – Editora Bertrand Brasil

Dinheiro sujo

Dinheiro Sujo, de Lee Child, é o romance que apresenta o durão Jack Reacher – filho de um soldado, ex-policial militar –, protagonista de uma série de livros, elogiados por gente como Stephen King, sucesso em todo o mundo e cujos direitos de filmagem estão sendo disputados pelos maiores estúdios de Hollywood. É um thriller envolvente, no qual Reacher, preso por engano, mostra que a justiça escolheu brincar com a pessoa errada.

“O início deste fascinante thriller é clássico”, publicou o Manchester Evening News. “O forasteiro Jack Reacher chega a Margrave, e em cinco minutos os tiras da cidade já estão tentando incrimina-lo por um assassinato, sem sequer lhe dar tempo de terminar o café da manhã.”. A partir daí, Lee Child, com muita propriedade e ousadia, leva ao extremo um tipo criado por grandes nomes da literatura policial, como Dashiell Hammett e seu protagonista: o justiceiro de sangue frio e duro na queda. Nesta sua primeira aventura, Reacher verá uma cidade-modelo na Geórgia revelar toda a sua podridão, ao mesmo tempo em que é iniciada uma brutal e surpreendente contagem de cadáveres… e de milhares de notas de dólares falsificadas.

Dinheiro Sujo, além de ser o primeiro exemplar de uma série de livros de sucesso (que será publicada pela Bertrand Brasil), rendeu a Lee Child, em 1998, o Barry Award de melhor romance de estréia, concedido pela revista Deadly Pleasures, especializada em literatura policial.

MAIGRET SE IRRITA
Georges Simenon – Editora L&PM

Maigret se irrita

A sra. Maigret, que descascava ervilhas numa sombra quente onde o azul do seu avental e o verde das vagens formavam manchas suntuosas; a sra. Maigret, cujas mãos nunca ficavam inativas, mesmo às duas da tarde do mais tórrido dia de um mês de agosto sufocante, a sra. Maigret, que vigiava o marido como a um bebê, preocupou-se:

– Aposto que já vai se levantar…

No entanto, a espreguiçadeira na qual Maigret estava estendido não havia estalado. O ex-comissário da P.J. não dera o mais leve suspiro.

Por certo, habituada que estava com ele, ela captara um tremor imperceptível no seu rosto banhado de suor. Pois era verdade que ele estava a ponto de se levantar. Mas, por uma espécie de falso pudor, obrigou-se a permanecer deitado.

DESUMANO E DEGRADANTE
Patricia Cornwell – Editora Cia das Letras

DESUMANO E DEGRADANTE

Em Richmond, no centro-leste dos Estados Unidos, os dias que precedem o Natal são curtos e cinzentos. Nas ruas a neve se mistura com a lama. Em 13 de dezembro, um homem é executado na cadeira elétrica, inculpado pela mutilação de uma jovem apresentadora de TV. No mesmo dia, um garoto de treze anos é encontrado também mutilado. Dias depois, um novo crime assusta a cidade. Fala-se em bruxaria. Algo terrível parece estar à solta. Os fatos descobertos pela dra. Kay Scarpetta, legista-chefe do estado de Virginia, apontam para uma solução absurda. Mortos não cometem crimes.

MAZE RUNNER: ORDEM DE EXTERMÍNIO
James Dashner – V&R Editoras

MAZE RUNNER

Antes de o CRUEL existir, antes que houvesse o Labirinto e muito antes que Thomas ingressasse na Clareira, as chamas solares assolaram a Terra e destruíram o mundo que a humanidade considerava salvo… Mark e Trina estavam lá quando tudo aconteceu, e sobreviveram. Mas sobreviver às chamas foi fácil se comparado ao que viria depois. Agora, um vírus que toma conta da mente com violência e dor se espalha por todo lugar e existe algo muito suspeito sobre sua origem. Pior ainda: ele está em mutação e as evidências sugerem que a humanidade se ajoelhará diante do caos, prevendo uma morte inevitável e assustadora. Mark e Trina estão convencidos de que existe uma maneira de salvar os poucos que restaram. E estão certos de que podem encontrá-los. Porque neste novo e devastado mundo, cada vida tem um preço. A sua também. E para alguns, você vale muito mais morto do que vivo. Ordem de Extermínio é a origem da trilogia Maze Runner, best-seller do New York Times, sucesso internacional em vários idiomas. Aqui encontraremos a história da destruição do mundo e da civilização, e de como o Fulgor fez com que alguns planejassem soluções drásticas e cruéis para a sobrevivência dos seres humanos… e do planeta à beira do caos e da extinção.

LADRÕES DE PLANETA
Dan Krokos – V&R Editoras

LADRÕES DE PLANETA

Num futuro distante, a Terra está em perigo. O motivo: a conquista de um planeta recém-descoberto chamado Nori-Azul. Aquele era o lugar perfeito para uma raça que não cabia mais no próprio planeta. Tão perfeito que também estava nos planos de dominação dos Tremistas, civilização alienígena dona de avançada tecnologia de guerra. Mason Stark, um garoto de treze anos, é um dos cadetes da Academia do Comando Espacial Terrestre, centro de controle das tropas estelares. A rotina de treinamentos no espaço era tranquila até o violento ataque tremista que muda completamente o destino de Mason e dos dezessete cadetes a bordo da nave SS Egito.

UM BREVE SUICÍDIO EM VIENA
Alexandre Kostolias – Editora Oito e Meio

Um breve suicídio em Viena

Uma história de ascensão, queda e (tentativa de) superação.

Eugenio, o anti-herói do livro, é um celebrado empresário do mundo da moda e apreciador das artes e da boa vida, que vê o seu sonho de fama e fortuna desmoronar. Ele vai mal: sua firma quebrou, sua mulher pediu o divórcio, suas filhas o desprezam, seus amigos o evitam. Paranoico como ele só, sente-se vítima de um complô armado por inimigos invisíveis. Dorme de menos e bebe demais. Desvairado, tendo perdido quase tudo na vida, até a esperança, elabora uma lista dos locais mais atraentes em todo o mundo para cometer um suicídio em grande estilo. Sem ter pelo que viver, decide que usará os resultados da pesquisa para se autoaniquilar: está convencido de que este ato será a sua manifestação derradeira de revolta, a evocação suprema da liberdade de escolha. Só que na hora que tenta acabar com tudo, é atropelado por um anjo azul que vai, com muita dificuldade, tentar trazer o aspirante a suicida de volta ao mundo dos vivos. Será que consegue?

AS PRIMEIRAS PESSOAS
Cesar Cardoso – Editora Oito e Meio

As primeiras pessoas

Há alguma vantagem em se narrar na primeira pessoa? Talvez. Uma delas é que a história parece ter sido escrita por alguém que não o próprio autor. Quando usamos a terceira pessoa, nos tornamos os únicos responsáveis pelo estilo, acertos e erros da história narrada.

Cesar Cardoso, de larga experiência, certamente não pensou nessa questão quando decidiu escrever os vinte e cinco contos de As primeiras pessoas. Se a escolha aconteceu ao acaso, foi seu primeiro acerto. Cada conto é uma voz narrativa diferente, tornando o livro uma polifonia vocal, que o leitor escuta enquanto lê.

Alguns esperam dos livros de contos que possuam uma atmosfera única, um mesmo diapasão narrativo da primeira à última página. Não esperem isso de As primeiras pessoas. Cesar Cardoso surpreende a cada história que narra, ou melhor dizendo, que os personagens narram por ele.

A BIBLIOTECÁRIA
Logan Belle – Editora Record

A jovem Regina Finch acaba de chegar a Manhattan para trabalhar na Biblioteca Pública de Nova York. Mas o que parecia ser a promessa de uma rotina tranquila em meio a clássicos da literatura logo se revela um irresistível jogo de sedução quando ela conhece o envolvente Sebastian Barnes, investidor da instituição e um dos homens mais cobiçados da cidade, que fica obcecado pela beleza da bibliotecária. A até então ingênua Regina se entrega a um crescente e selvagem desejo que parece consumi-la mais a cada dia, uma paixão que despertará na jovem sensações jamais imaginadas.

A BAILARINA DA LOJA DE TAPETES
Ana Corujo – Editora Oito e Meio

A bailarina da loja de tapetes

Ana Beatriz Leão, ou Bia, é uma mulher de 30 anos, nascida na cidade de São Paulo, cheia de dúvidas, conflitos, perguntas sem respostas e questões internas. No auge de sua carreira como advogada, profissão que abraçou meio sem saber o porquê, ela é transferida para o Rio de Janeiro e, dois anos depois, demitida. Seu mundo cai e ela se vê diante da possibilidade de, enfim, tomar as rédeas de sua própria vida. Embarca, então, numa jornada existencial, repleta de fatos, dados, acontecimentos e importantes encontros pessoais que marcarão sua vida. Esse é o enredo de “A bailarina da loja de tapetes”, estreia no romance da carioca Ana Corujo, e lançado pelo selo Átame, da Editora Oito e meio.

AME O QUE É SEU
Tammy Luciano – Editora Novas Páginas

Claro que te amo!

Piera tem certeza: está cometendo a maior loucura da sua vida ao assistir, escondida, ao casamento de seu ex-noivo. Depois de seis anos de relacionamento, entrar de penetra na comemoração foi tudo que André deixou para ela. E olhar a cena não a faz feliz, mas encerra uma fase de sua vida. Hora de recomeçar. Mas como recomeçar se seu coração está cheio de dor? Envolver-se com a história de Piera é como descobrir que sempre há um lado muito bom a ser revelado… Mesmo que tudo pareça tão difícil.

AME O QUE É SEU
Emily Giffin – Editora Novo Conceito

Ame o que é seu

Esta é uma história para quem algum dia já se perguntou: “Como amar de verdade a pessoa que está comigo, se não consigo esquecer alguém que ficou no passado?”.

O casamento de Ellen e Andy não parece perfeito, ele é perfeito. São inegáveis a profundidade da devoção mútua e o quanto cada um desperta o melhor no outro. Mas por obra do destino, certa tarde, Ellen revê Leo pela primeira vez em oito anos. Leo, o que revelou o pior nela. Leo, o que partiu seu coração sem se explicar.

Leo, o que ela não conseguiu esquecer. O reaparecimento de Leo desperta sentimentos há muito adormecidos, e Ellen se põe a questionar se sua vida atual é de fato como ela queria que fosse.

INSÍGNIA: A ARMA SECRETA
S. J. Kincaid – V&R Editoras

Insígnia

“Você não vai conseguir parar de ler.” Veronica Roth, autora de Divergente, best-seller do New York Times. É a Terceira Guerra Mundial. O inimigo está vencendo. E se a arma para virar o jogo fosse você? Mais do que qualquer outra coisa, Tom Raines quer ser alguém importante. Aos 14 anos, com uma aparência pouco digna de atenção e uma vida cheia de incertezas, ele está bem longe de realizar o seu desejo. Exceto por sua habilidade com games, Tom não tem muito com o que contribuir. Um zero à esquerda. Durante anos, o garoto perambulou de cassino em cassino com seu pai, um jogador completamente sem sorte e que fazia de seu vício um meio de sobrevivência. A cada dia, iniciava-se uma nova jornada em busca de um “lar”, mesmo que isso significasse um quarto qualquer pago com o pouco dinheiro ganho em apostas. as, certo dia, o que parecia ser uma existência fadada ao fracasso, muda radicalmente. Da noite para o dia, Tom é convidado para integrar a elite do Exército e utilizar seu talento como jogador para ajudar seu país a vencer a Terceira Guerra Mundial. Tom, então, tem a oportunidade de se tornar alguém importante: uma supermáquina de guerra com habilidades tecnológicas jamais imaginadas. E de quebra, ganha a chance de conquistar tudo aquilo que parecia reservado aos outros: sucesso, amigos, um amor de verdade. Mas o acesso a tudo isso tem um custo. Será que vai valer a pena? Com personagens fascinantes e um enredo de tirar o fôlego, Insígnia faz uma eletrizante viagem ao futuro e revela um mundo onde as fronteiras entre humanos e máquinas não podem mais ser distinguidas.

A CAIXA DA MALDADE
Martin Langfield – Editora Record

Capa A Caixa da Maldade V2 RB.indd

Sete dias separam o Ocidente da destruição completa. Um artefato baseado nos experimentos de Isaac Newton está programado para explodir… em Nova York. O objetivo da operação: purgar a civilização judaico-cristã dos pecados e preparar o mundo para uma nova ordem. Agora, apenas Robert Reckliss pode desarmar essa caixa da maldade. Ele deve encontrar as sete chaves escondidas no coração da Big Apple. Cada uma é um dígito a mais na combinação capaz de parar esta loucura. Em uma desesperada corrida contra o tempo e sob o olhar constante de um sinistro vigilante, ele conta apenas com a ajuda da misteriosa médium Terri. Será o suficiente?

GÉLIDO
Tess Gerritsen – Editora Record

Capa Gélido V1 RB.ai

Quando a médica-legista Maura Isles reencontra um antigo amigo de faculdade durante um congresso, parte em uma viagem com ele e seu grupo. Porém, um acidente com o carro em meio a uma nevasca os leva ao inóspito vilarejo de Kingdom Come, onde algo terrível parece ter ocorrido. Enquanto isso, a detetive Jane Rizzoli recebe a notícia do desaparecimento da amiga e decide investigar seu destino. Assim, enquanto tenta descobrir o que houve com Maura, embrenha-se em uma trama envolvendo uma misteriosa seita e segredos do passado.

MEU AMIGO MAIGRET
Georges Simenon – Editora LP&M

Meu amigo Maigret

Maigret está recebendo a visita de um inspetor da Scotland Yard que veio para estudar os métodos franceses de investigação. Sua rotina é interrompida por uma ligação telefônica vinda da ilha mediterrânea de Porquerolles. Um velho mendigo Marcellin foi assassinado lá e, na noite anterior, escutaram ele falando a pessoas sobre “seu amigo Maigret”.

– Estava sozinho na entrada do estabelecimento?

– Sim, meu comissário.

Era inútil corrigi-lo. Quatro ou cinco vezes, Maigret tentara fazê-lo dizer “senhor comissário”.

Que importância tinha? Aliás, que importância tinha tudo aquilo?

– Um carro esporte cinza parou por um instante e um homem saltou dele, quase como um acrobata de circo, foi o que você declarou, não foi?

– Sim, meu comissário.

– Para entrar na boate, ele teve de passar bem perto e chegou inclusive a esbarrar ligeiramente em você. Ora, acima da porta existe um letreiro luminoso em neon.

– Ele é violeta, meu comissário.

– E então?

– Então, nada.

MAIGRET NA PENSÃO
Georges Simenon – Editora LP&M

Maigret na pensão

– Por que não vem jantar conosco, uma comidinha simples lá em casa?

E o bravo Lucas acrescentou:

– Garanto-lhe que minha mulher ficaria encantada.

Pobre velho Lucas! Não era verdade, pois sua mulher, que se irritava por qualquer coisa e para quem era um martírio ter alguém para jantar, certamente ficaria furiosa com ele.

Os dois tinham deixado o Quai des Orfèvres por volta das sete horas, quando o sol ainda brilhava, tinham ido até a Brasserie Dauphine e se instalado num canto. Beberam um primeiro aperitivo olhando o vazio, à maneira das pessoas ao fim do dia. Depois, sem notar o que fazia, Maigret batera no copo com uma moeda para chamar o garçom e pedir mais uma dose.

TRÊS É DEMAIS
Ali Cronin – Editora Seguinte

TRÊS É DEMAIS

Cass está entre as mais inteligentes da classe. Tem uma família carinhosa, amigos incríveis, um namorado lindo, um futuro brilhante. Sua vida é perfeita – ou pelo menos é o que parece.

Seus amigos sempre deixaram claro que não aprovam seu namorado. Para piorar, seu melhor amigo se declarou para ela – e Cass não sabe como dizer não sem machucá-lo. Na escola, ela está uma pilha de nervos desde que fez a entrevista para tentar uma vaga em Cambridge. Sua confiança vai por água abaixo quando ela tira nota C num trabalho de política do colégio.

Pouco a pouco, a vida de conto de fadas de Cass vai desmoronando, e ela terá que se esforçar muito para administrar os “pequenos” percalços que vão surgindo pelo caminho e ao mesmo tempo resolver seus grandes dilemas.

O FATOR SCARPETTA
Patricia Cornwell – Editora Cia. das Letras

O FATOR SCARPETTA

Falta uma semana para o Natal. A economia americana do pós­crise custa a se recuperar. Diante de um cenário tão desalentador, a dra. Kay Scarpetta – apesar de sua agenda apertada e do trabalho como analista de medicina forense na CNN – resolve oferecer seus serviços pro bono ao Instituto Médico Legal de Nova York.

Mas sua crescente exposição na mídia parece antecipar uma série de eventos inesperados e perturbadores. Ao vivo na CNN, ela é questionada sobre o estranho caso de Hannah Starr, uma bela milionária desaparecida desde a véspera do Dia de Ação de Graças. Durante a mesma transmissão, Scarpetta recebe uma ligação de uma antiga paciente psiquiátrica de Benton Wesley, que parece estar obcecada pelo casal. No mesmo dia, ao voltar para casa depois do programa, um pacote suspeito – possivelmente contendo uma bomba – é deixado aos cuidados seus.

Rapidamente, a suposta ameaça à vida de Scarpetta a envolve numa rede surreal de acontecimentos em que se encontram um famoso ator acusado de um crime sexual inacreditável e o desaparecimento de uma ricaça que parece partilhar um passado secreto com Lucy, a sobrinha preferida de Kay.

Complicando ainda mais a trama, o produtor de Scarpetta na CNN tenta persuadi-la a estrear um programa de TV chamado “O fator Scarpetta”. Diante de tantos acontecimentos bizarros, ela teme que sua fama resulte na ilusão de que ela realmente tem um “fator especial”, uma habilidade mística que a auxilia na resolução dos casos.

Em O fator Scarpetta, o décimo sétimo livro da série, Kay e sua velha equipe estão novamente reunidos em Nova York – e serão obrigados a lidar com alguns dos piores fantasmas de seu passado se quiserem sobreviver.

AMOR
Isabel Allende – Editora Bertrand Brasil

Amor_Isabel Allende

A grande narradora chilena escreve abertamente sobre suas experiências e emociona os leitores.

O novo livro de Isabel Allende, Amor, é uma antologia que reúne as melhores cenas de amor dos seus romances e contos, selecionadas pela própria autora. A ideia inicial partiu de seu editor e Allende logo ficou entusiasmada com o projeto. Para alguns trechos, inspirou-se nas próprias experiências amorosas ou nas de conhecidos.

Ao longo da introdução do livro, a autora faz um desabafo honesto e emocionante a respeito da sua vida. Narra como foi a passagem pela infância e pela adolescência e o papel da sexualidade nessa época, além de histórias de sua fase hippie e de como foi o escândalo na sua primeira reportagem em uma revista feminina. Um dos pontos altos é quando ela descobre, aos 33 anos, a sensualidade.

Em Amor, Isabel conta também como a escrita foi fundamental em sua vida, pois, segundo relata, é onde ela pode viver todas as aventuras que seriam impossíveis na vida real. Ainda na introdução, aborda a infidelidade, a vida em Beirute, no Líbano, e o encontro com seu marido atual, William Gordon.

O livro é dividido por temas e, em cada um deles, há uma seleção de textos que abrange vários títulos, entre eles: A ilha sob o mar, Filha da fortuna, A soma dos dias e A casa dos espíritos. Para tornar essa escolha mais especial, antes dos capítulos, Allende explica o motivo da escolha dos trechos.

Se existe alguém capaz de descrever com maestria, humor e personalidade a natureza caprichosa do amor, esse alguém é Isabel Allende.

AS JOIAS DE MANHATTAN
Carmen Reid – Editora Bertrand Brasil

As joias de Manhattan

Famosa por seus romances chick-lits, Carmen Reid apresenta seu terceiro título do gênero no Brasil: As joias de Manhattan. Criado a partir da frase de uma história contada por sua filha de sete anos – “Três garotas lindas decidem roubar uma joalheria” –, o livro proporciona cenas de humor, de emoção e, principalmente, de muitas surpresas.

Três irmãs, um destino: se tornarem milionárias.
Como conseguir: vendendo joias roubadas.
Sua experiência no assunto: zero.
Chance de o plano virar de pernas pro ar: 100%.

As joias de Manhattan traz a história de três jovens que se mudam de um rancho no interior do Texas para a imprevisível Nova York, desejando fama e riqueza. Um chick-lit com todos os ingredientes necessários: romance, personagens cativantes e engraçados, um final imprevisível e situações que farão os leitores se emocionarem.

Com um ritmo dinâmico, muita confusão e aventura, além de descrições perfeitas das cenas, o livro parece um roteiro de cinema. No fim, os leitores estarão apaixonados pelas confusões que as protagonistas conseguem atrair.

Carmen Reid arrancará risadas dos leitores, mas os fará refletir: é possível, com um roubo, alcançar a vida perfeita?

COISAS QUE NINGUÉM SABE
Alessandro D’Avenia – Editora Bertrand Brasil

capa_coisas_que_ninguem_sabe.indd

Após conquistar jovens de todo o mundo com Branca como o leite, vermelha como o sangue, Alessandro D’Avenia apresenta Coisas que ninguém sabe, um livro sensível, erudito e repleto de citações literárias. Uma história que retrata o ensino médio, a adolescência e os valores do amadurecimento.

Margherita tem 14 anos e está prestes a transpor um limiar mágico e assustador: o início do liceu. Os corredores da nova escola são cheios de fascínio, mas também de ameaças. Sozinha em seu quarto, com o sol de verão ainda sobre a pele, Margherita se sente como qualquer adolescente: uma equilibrista na corda bamba. Somente o amor dos pais, da extraordinária avó, Teresa, e do irmãozinho lhe permite tentar crescer com suas próprias forças. No entanto, um dia, Margherita ouve uma mensagem na secretária eletrônica. É de seu pai, anunciando que não voltará mais para casa. O vazio se abre sob seus pés.

Por ser professor e estar sempre em contato com os jovens, umas das principais características de D’Avenia é saber explorar ao máximo as dificuldades enfrentadas pelos jovens em uma fase tão difícil de suas vidas. Assim, com a habilidade de escrita que caracteriza o autor, o romance toca o leitor no fundo do coração.

Na contramão do que faz em seu primeiro livro, no qual aborda quase que exclusivamente a realidade juvenil, agora D’Avenia não só traz à mente do público a idade mágica da adolescência, em que tudo parece possível, apesar das dificuldades, como também pinta o mundo dos adultos que lutam com seus erros e mal-entendidos. Segundo ele, “como os protagonistas, todos nós estamos procurando alguém ou alguma coisa”.

Coisas que ninguém sabe tem o passo longo de uma grande história: a de todos que sabem encarar os próprios fantasmas e realizar a viagem aventurosa que os levará de volta para casa.

A INTRUSA
Anna e André Baudru – Editora Nova Razão Cultural

A intrusa

Perseguição policial, amor e vitórias estão reunidos no romance A intrusa

A intrusa faz parte do Perfil Literário da Nova Razão Cultural. O romance é escrito a quatro mãos pelo casal Anna e André Baudru. Eles também são autores do livro A russa.

A história de A intrusa começa quando Ana, uma renomada escritora, é atacada e sequestrada em sua casa, e seu jardineiro é morto. Seu marido Pietro havia recebido cartas de alguém dizendo ser Dino, primo dele e querendo convencê-lo a entrar para a Cosa Nostra. Baseados nisso, a polícia e o herói Jack Piri, amigo da família e jornalista investigativo, trabalham com a possibilidade de um ataque provocado pela Máfia italiana. Esse é o início da trama do romance, que atravessa da Itália e até a França. Uma história que vai mexer com o imaginário do leitor.

Jack Piri é o personagem central da trama, que cria provas falsas de crimes irreais, forja mortes, investiga e soluciona casos. No decorrer da história, Ana e seu marido são assassinados e logo se descobre que o motivo da morte tem a ver com seu último livro, A russa, no qual a escritora denuncia questões que ocorreram na época do comunismo na ex-União Soviética. Numa linguagem dinâmica e com capítulos curtos que lembram cenas de filmes de ação, o final é surpreendente.

A RUSSA
Anna e André Baudru – Editora Nova Razão Cultural

A russa

A russa – amor, aventura, traição e emoção

A russa é um romance do casal de escritores Anna e André Baudru que faz parte do Perfil Literário da Nova Razão Cultural. Os autores estão lançando A intrusa simultaneamente pelo mesmo perfil.

Verão de 1969, na Rússia, uma época gelada para a sociedade local e tempos de Guerra Fria com os Estados Unidos. Nesse cenário se inicia a trama do romance, em queo leitor embarca numa viagem pela Rússia, Ucrânia, Itália e França, locais em que se passa a narrativa.

Era uma vez uma mulher pobre que tem a maior riqueza da vida: ser mãe. Era uma vez uma mulher rica e na verdade bem pobre, pois não havia se tornado mãe. Mantinha esse desejo dentro de si e seria capaz de qualquer ato para isso. Qualquer ato mesmo!

E nesse contexto todas as questões políticas daquela época são apontadas.

Uma linguagem frenética que nos remete às histórias em quadrinhos e filmes de ação. Perseguições policiais, romances, amor, fé e esperança estão presentes. O personagem condutor desta história, que mistura fatos reais ao imaginário dos autores, é o jornalista investigativo Jack Piri, presente em A intrusa, outro romance do casal.

A russa é o romance escrito por Ana, personagem central de A intrusa. O casal Baudru consegue criar ótimas tramas e promete novas aventuras de Jack Piri, personagem de todos os romances dos escritores. Neste, Jack desvenda mistérios e segredos.

O ENIGMA DE JEFFERSON
Steve Berry – Editora Record

O enigma de Jefferson

Quatro presidentes dos Estados Unidos foram assassinados em diferentes períodos da história, homicídios sem qualquer relação aparente entre si. Mas e se esses líderes tiverem sido mortos pelo mesmo motivo? É com esta questão que Cotton Malone se depara em sua mais recente aventura. Quando o presidente Danny Daniels sofre uma tentativa de assassinato, Malone arrisca a própria vida para salvá-lo. Ele logo descobre que o atentado foi orquestrado pela Comunidade, uma sociedade secreta de piratas que está em busca de um documento capaz de lhe dar plenos poderes para agir à margem da lei. Porém, há apenas uma maneira de encontrá-lo: desvendando uma mensagem criptografada com um código que Thomas Jefferson considerava perfeito. Malone agora terá que correr contra o tempo para encontrar esse documento e destruí-lo a fim de que ele não caia em mãos erradas.

O ACERTO FINAL
Sam Bourne – Editora Record

O acerto final

Tom Byrne trabalha para qualquer um que pague bem. Recebe da ONU a missão de minimizar as possíveis consequências da morte de um suposto homem-bomba, assassinado precipitadamente por seguranças da organização. Todos imaginavam que fosse um senhor inofensivo, mas Byrne percebe que ele não era assim tão inocente. Durante suas investigações, Tom descobre uma irmandade secreta unida em uma missão mundial que já provocou centenas de mortes. Sua descoberta trará à tona o último grande segredo da Segunda Guerra Mundial.

MACHU PICCHU
Tony Bellotto – Editora Cia. das Letras

MACHU PICCHU

O Rio de Janeiro vive o maior congestionamento de sua história. Em meio às filas intermináveis de carros, Zé Roberto e Chica, cada qual num canto da cidade, tentam voltar para casa, onde vão comemorar seus dezoito anos de casamento.

É a oportunidade perfeita para ambos repassarem os últimos meses de suas vidas. Para Zé Roberto, isso significa pensar em W19, a garota que conheceu no Facebook e com quem vem praticando sexo virtual há algum tempo. Sem nunca tê-la encontrado pessoalmente, ele nutre uma saudável obsessão pela menina, com quem agora quer se encontrar.

Chica não é muito afeita às redes sociais, de modo que seu caso com Helinho, colega de trabalho, se dá entre lençóis e não por uma câmera de computador. Mas ela está confortável: em casa, o marido que ama, a família e a vida que escolheu; no escritório, o amante divertido e bom de cama, que pode ou não estar apaixonado por ela.

Junte a isso um filho maconheiro, uma ex-mulher psicótica, uma filha ausente e meio perdida e uma afilhada misteriosa. Essas são as peças de que Tony Bellotto precisa para armar uma comédia de costumes incomum e perfeita para os nossos tempos. Seguindo a trilha de seus últimos romances, Bellotto cria um divertido painel da nova família brasileira, desconjuntada e esquizofrênica como costumam ser as melhores famílias.
Com seu tabuleiro montado, o autor transforma o jantar de aniversário de casamento num acerto de contas cômico e frenético, um grande teatro do absurdo, tão surpreendente quanto próximo de todos nós.

O TIGRE NA SOMBRA
Lya Luft – Editora Record

O tigre na sombra

Um dos maiores fenômenos editoriais do Brasil nos últimos anos, com mais de 1,2 milhão de exemplares vendidos, Lya Luft retorna ao romance depois de 13 anos (o último foi O ponto cego, de 1999), para alegria de seus leitores. Com uma trajetória literária de mais de 30 anos e um repertório de 23 livros publicados, Lya conquistou o público com suas belíssimas crônicas filosóficas sobre a vida e seus mistérios — incluindo o surpreendente livro de ensaios Perdas & ganhos, de 2003, um sucesso gigantesco de público que teve direitos vendidos para diversos países e permaneceu por 113 semanas no topo das listas dos mais vendidos. Sua última incursão pela ficção, no entanto, foi com o livro de contos O silêncio dos amantes, em 2008, adaptado com sucesso para o teatro sob direção de Moacyr Góes.

Neste O tigre na sombra, Lya é fiel ao seu universo de mistério, magia e dramas humanos muito reais que, de uma forma ou de outra, atingem todos nós. Os difíceis relacionamentos amorosos e familiares são o chão sobre o qual suas personagens caminham. O duelo entre vida e morte subjaz a todos os outros temas. O elemento enigmático permanece em muitas figuras, como a singular Vovinha, que ninguém sabe de onde veio e teria sido antes uma sereia, trazida a terra pelo amor do avô marinheiro, o bebê ciclope, o pai de família atormentado que dorme com revólver debaixo do travesseiro. A filha preferida, Dália, que mergulha em desespero; o tigre que, na sombra de um pequeno bosque inexistente, espreita tudo, ou os afogados da casa da praia chamada Casa do Mar, que à noite vêm para a beira das águas e falam com a personagem principal, Dôda.

Dôda é uma menina diferente. Nasceu com uma perna mais curta, mas, embora deficiente, é a dona de todos os mistérios: trilha caminhos que os outros não alcançam, como o mundo dentro dos espelhos — que, segundo ela, têm vida própria e nos observam. Dôda registra a trama de todos, fala por todos, por todos sente e sofre. Brinca com a criança imaginária de uma mulher sem filhos e é acompanhada, em sua dança por esse mundo onírico, pelos passos de veludo de um dócil tigre de olhos azuis. E dialoga com seu alter ego, ou sua gêmea dentro dos espelhos, Dolores, que em muitos aspectos é como ela gostaria de ser.

O mundo do espelho é lugar da liberdade e da poesia. O avesso real é decepção, tragédia, ruptura, caminho inevitável na busca de identidade de Dôda, a menina que se faz mulher.

O romance todo é surpreendente, mas o final deste surpreende ainda mais. E ficamos, como sempre, encantados e enredados nessa ficção que a cada livro mais se aperfeiçoa e seduz.

MORTE EM PEMBERLEY
P.D. James – Editora Cia. das Letras

MORTE EM PEMBERLEY

O ano é 1803. Elizabeth Bennet e Fitzwilliam Darcy já estão casados, tiveram dois filhos e sua felicidade na imponente propriedade rural de Pemberley parece inabalável. Mas a paz do lugar é ameaçada quando, na noite da véspera do baile anual de Pemberley, Lydia, uma das irmãs Bennet, chega à mansão gritando que o marido, George Wickerman, foi assassinado na floresta. Com este ponto de partida, P.D. James retoma o universo do clássico Orgulho e preconceito, de Jane Austen, numa trama de assassinato em que nada é o que parece.

Sobre este romance, a autora disse que uniu suas duas maiores paixões literárias: as histórias de detetive e a obra de Jane Austen. Fãs de Orgulho e preconceito vão encontrar uma diversão adicional ao reconhecer referências e conhecer o destino de alguns de seus personagens favoritos. Se o romance original trata do casamento, Morte em Pemberley, mais do que uma digna homenagem, faz justiça às melhores histórias de assassinato.

Morte em Pemberley segue a tradição dos grandes romances de mistério sobre a aristocracia inglesa. P.D. James, criadora do detetive Adam Dalgliesh, estrela da maioria dos seus livros, combina seu vasto conhecimento da obra de Austen a um suspense eletrizante, em que nem o grande casal da literatura inglesa está acima de qualquer suspeita.

O HOMEM VISÍVEL
Chuck Klosterman – Editora Bertrand Brasil

capa

A um só tempo lúcido, tenso e divertido, o romance O homem visível, de Chuck Klosterman, trata de diversos temas da modernidade – como a importância da cultura, a influência da mídia, o voyeurismo e a contradição existente em ser uma pessoa considerada “normal”. Quando publicado nos Estados Unidos fez enorme sucesso, sendo aclamado pela crítica e pelos leitores.

A terapeuta Victoria Vick é contatada por um homem que acredita viver uma situação ímpar e exige que suas sessões se deem por telefone. Ela aceita, mas, com o avançar das conversas, ele se revela um homem enigmático, o que a faz se convencer de que ele está delirando.

Y____, como ela decide chamá-lo, é um homem inteligente, bem-educado e culto, e alega ser um cientista que vem utilizando uma tecnologia de camuflagem. Ele afirma que é impossível para qualquer pessoa vê-lo enquanto usa o traje que desenvolveu, mas foge do termo “invisibilidade”.

Mais do que um romance sobre um homem com uma possível habilidade especial, O homem visível analisa dois lados de uma mesma história: as atitudes das pessoas quando não estão sendo vistas, e a conduta ética de quem está observando sem ser visto. Klosterman criou um paralelismo entre o voyeurismo e desejo ardente de assistir o sofrimento alheio, ambos presentes tanto no livro quanto na sociedade.

No fim, o livro fará o leitor refletir: é possível alguém se tornar invisível aos olhos de uma sociedade que busca cada vez mais descobrir, neste mundo midiático e repleto de informação, o que se passa na vida alheia?

O ÚLTIMO TIRO
Lee Child – Editora Bertrand Brasil

O último tiro

Aventura, suspense e um final imprevisível. Essa é a mistura apresentada por Lee Child nos seus best sellers, publicados em mais de 20 países. O último tiro, lançado anteriormente como Um tiro e considerado um dos melhores livros do autor, chega aos cinemas brasileiros no começo de 2013. O autor é hoje um dos três escritores do gênero policial mais vendidos no mundo.

O livro tem início com a descrição dos passos de um franco-atirador em direção a um massacre iminente: com controle, precisão, tranquilidade e seis disparos, cinco alvos são atingidos. Pânico, notícia e mistério: todas as evidências apontam para James Barr, um veterano da Guerra do Golfo, como o principal suspeito dos crimes. Barr, no entanto, se diz inocente. E sabe que apenas um homem terá coragem e tenacidade para perseguir a verdade: Jack Reacher, protagonista de todos os títulos de Lee Child.

EU E VOCÊ
Niccolò Ammaniti – Editora Bertrand Brasil

Eu e você2

Em Eu e você, o talento de Niccolò Ammaniti para criar personagens fortemente humanos, pelos quais é fácil afeiçoar-se, e sua capacidade de contar histórias comoventes reúnem-se em um relato sobre mentiras tão pueris quanto inescapáveis, promessas nunca cumpridas e tudo aquilo que se quer, mas não se pode ter. Ou ser.

Tímido, anti-social e neurótico, mas também sensível, meticuloso e perspicaz, Lorenzo tem dificuldade de se comunicar com o mundo. Para realizar seu sonho de viver isolado, sem conflitos e sem colegas irritantes, esconde-se no porão de casa durante a semana branca – sete dias de férias que os jovens têm direito na Itália. Assim, cria um mundo particular onde pode ouvir música, assistir a filmes no computador, ler e se sentir à vontade.

Sua semana de sonhos está pronta para começar quando, de repente, chega uma visita inusitada: a rejeitada meia-irmã Olivia.

O autor é conhecido por sua escrita corajosa. Em seu primeiro romance publicado pela Bertrand Brasil, Como Deus manda, expôs o mundo dos excluídos, dos marginalizados e dos brutalizados italianos em uma sociedade consumista. Depois, em A festa do século, o autor apresentou a sociedade da vaidade em que as importantes personalidades vivem. Com apenas uma ressalva: não da maneira que elas esperavam.

O filme baseado no livro de Ammaniti foi ovacionado quando apresentado no Festival de Cannes de 2012.

Busca

Colunistas


stivali ugg outlet italia online canada goose jacka dam billigt ralph lauren pas cher ugg pas cher bottes uggs pas cher hollister online shop Hollister Outlet Online Shop Deutschland Hollister Outlet Online Shop Deutschland Hollister Online Shop Deutschland Sale Hollister Sale Online Shopping Canada Goose Schweiz doudoune parajumpers pas cher Ropa Hollister Espa?a Online hogan 2014 hollister france moncler outlet hollister outlet piumini moncler parajumpers italia woolrich france moncler danmark moncler jakker moncler outlet hollister outlet deutschland moncler jacke detuschland ugg deutschland canada goose deutschland woolrich nederland moncler jassen moncler jacken moncler deutschland ugg outlet ugg deutschland the north face jacken the north face outlet the north face deutschland hollister deutschland hollister outlet abercrombie
 reparera dator stockholm