Desculpa sempre!

Na certeza de que somos aprendizes da “escola da vida”, compartilho com vocês a bela página encontrada em o livro “Vida Feliz” de autoria de Joanna de Angelis, por Divaldo Franco:

“Desculpa, sinceramente, a ignorância dominante. Não esperes justificativas do outro, o teu ofensor.

Supera os ingredientes indigestos da agressão dele e mantém-te bem, buscando esquecer de fato a ocorrência má. Quem guarda mágoa intoxica-se com os miasmas que elas exalam.

O agressor está muito desequilibrado e necessita da medicação da bondade para recuperar-se. Perdeu a lucidez, e por isso agride.

Concede-lhe a oportunidade que ele não te dá. É sempre mais confortável a posição de quem é generoso.

Melhor que sejas tu o doador, significando que já conseguiste o que ao teu próximo falta”.

*Anariam Alves é professora universitária e presidente do Lar de Maria Dolores, no Rio de Janeiro, http://caminhodemim.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>