Início » Wilson de Oliveira » Como anda a CPI do BNDES?

Como anda a CPI do BNDES?

Como anda a CPI do BNDESA CPI do BNDES mal começou e já está rendendo algumas revelações surpreendentes revelando algumas absurdas podridões ocorridas nos governos do PT. Acredita-se que muito há para ser revelado, mas duvida-se que seja, até porque a base aliada que participa da CPI tenta de todas as formar criar obstáculos no intuito de nada ser apurado e/ou revelado.

Os dois escândalos mais recentes são os das contas milionárias de Lula, Palocci, Fernando Pimentel e Enerenice, além deste caso de financiamento irregular do banco ao grande amigo de Lula, José Carlos Bumlai.

É fato que as revelações sobre graves sobre empréstimos com dinheiro do BNDES para empreiteiras e governos estrangeiros corruptos e comunistas nem começaram ainda.

Já se sabe que o BNDES ignorou normas internas para empresar R$ 102 milhões a José Carlos Bumlai. Este Bumlai, para quem não ligou o nome à pessoa, é o mesmo que também está envolvido em várias denúncias investigadas pelas Operações Zelotes e Lava Jato.

O jornal Folha de São Paulo, numa interessante reportagem de Mário Cesar Carvalho e Felipe Bachtold, revelou ontem que o BNDES passou por cima de uma norma interna que o proíbe de conceder empréstimos a empresas cuja falência tenha sido requerida na Justiça e mesmo assim concedeu o crédito de R$ 101,5 milhões ao pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que se tornou um dos alvos da Operação Lava Jato. Isto se deu em julho de 2012, quando seus negócios enfrentavam sérias dificuldades financeiras. Exatos nove meses depois da operação, a empresa de Bumlai entrou na Justiça com um pedido de recuperação judicial por não conseguir pagar as dívidas que tinha no mercado.

Na ocasião em que conseguiu o crédito do BNDES, o empresário já tinha sofrido um pedido de falência, que foi feito à Justiça em novembro de 2011, por um fornecedor a quem José Carlos Bumlai deixara de honrar uma dívida de R$ 523,2 mil.

As normas do BNDES proíbem terminantemente empréstimos á empresas que estejam nestas condições, já que estes seriam clientes que, em tese, já demonstram não ter a capacidade de pagar suas dívidas.

Ainda há muito a ser apurado nesta CPI, como os empréstimos para obras em países africanos sem condições de pagá-los ou para Cuba, para a construção de um magnífico porto, enquanto que os nossos estão em frangalhos, mas, como José Carlos Bumlai conseguiu este empréstimo é uma pergunta que todos se fazem, e ninguém responde.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Comentários

  1. São duma infantilidade gritante as pressupostas irregularidades em empréstimos feitos pelo BNDES por ordem de Lula ou Dilma que a intenção maldosa de fazer acusações sem provas salta logo à vista. Como se BNDES fosse o mercadinho ali da esquina onde muitos pegam um kilo de feijão fiado para pagar no fim do mês. Sobre os empréstimos a países africanos a fundo perdido, é assunto que dá vontade de rir.

  2. Realmente, o BNDES emprestar mais de 100 milhões a uma empresa que não conseguia pagar a seus credores pouco mais de meio milhão é um caso escabroso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*