Baderneiros: os defensores do governo Dilma!

Baderneiros os defensores do governo Dilma_Baderneiros, travestidos de manifestantes políticos, promoveram um festival de destruição na noite de ontem em São Paulo, com o propósito de protestar contra o impeachment de Dilma Rousseff. Agências bancárias, lojas e até uma viatura da Polícia Civil de São Paulo foram depredados em nome de um governo que depredou o Brasil.

Os confrontos entre os vândalos petistas e a polícia paulista acorreram na região da Avenida Paulista, da Praça da República, do Largo do Arouche e na rua da Consolação. O inacreditável era a total ira desse grupo de vândalos que destruía tudo o que via pelo caminho. Alguns desses vândalos, nem se deram ao trabalho de esconder o rosto, evitando assim possíveis complicações legais em caso de reconhecimento.

Não é quebrando tudo pela frente que se faz política ou que se defende um governo destituído. Não é com fanatismos que se faz oposição a qualquer que seja a situação. E, por agir de forma inábil, impensada e insensata é que Dilma caiu. Foi por conta do radicalismo e pelo medo dele que a população custou tanto a acreditar na viabilidade do PT para a presidência da República. Lula concorreu três vezes antes de ser eleito a primeira vez, e só o conseguiu quando adotou o jeito “Lulinha paz e amor” de fazer política.

O país foi avisado durante meses que se o impeachment ocorresse colocariam fogo no Brasil. E isto pode estar apenas começando. O jeito petista de fazer política é destruidor, radical e carente de qualquer forma de bom senso. Pelo visto, estamos testemunhando o começo de uma oposição suja e calhorda, que em nada ajudará o país a emergir desse mar de lama em que foi mergulhado.

P.S.: Uma das coisas irônicas do episódio foi a depredação de uma agência bancária do Banco Bradesco, que emprestou, por quase um ano, um de seus mais importantes executivos, Joaquim Levy, para compor a equipe do segundo governo Dilma, ocupando o cargo de ministro da Fazenda. Como vândalo não pensa, sobrou até para os aliados dilmistas de outrora.

*Wilson de Oliveira é mineiro de Cataguases e divide sua vida entre Minas Gerais e Rio de Janeiro.

6 thoughts on “Baderneiros: os defensores do governo Dilma!

  1. GRAÇA VIEIRA disse:

    Os baderneiros vestem camisas amarelas da corrupta CBF, saem xingando a todo mundo, são todos Cunha, não sabem por que foram para as ruas… Esses que aparecem na foto, são os que têm coragem de se exporem ao perigo para defenderem a DEMOCRACIA. Viu, covarde manipulador.

  2. Teresinha Winter disse:

    Tão errado como eles estão as pessoas que, satisfeitas em tirar o PT, deixaram a outra metade da quadrilha no Governo. E ainda se acham no direito de fazer “reformas” como se fossem as vestais do Congresso nacional. Credo! Ouvir aqueles discursos “papai e mamãe” com aquelas caras de pau chega a dar nojo!!! Ah! Não sou petista, não votei na Dilma e fui a favor do impeachment dela e do Temer. E quero que a lava-jato realmente faça uma LIMPA nesse governo !!! Só a lava-jato pode nos salvar.

  3. Gustavo disse:

    ADORO seus comentários Graça Vieira…

    Fico rindo o dia todo!!!!

    kkkkkkk

  4. Armando Afonso Amaral disse:

    A Teresinha Winter (acima) esta certa quando fala que só a lava jato pode nos salvar. Só que um país sem justiça se torna um país anárquico, como esta o nosso! Será que a Lava Jato cumprirá seu dever Síveco, Moral e profissional? Sera que o Supremo não esta comprado? Uma petrolífera é o melhor negócio do mundo, o segundo é uma Petrolífera falida com reservas incalculáveis. É muito dinheiro rolando para esses vendilhões da Pátria

  5. Antonio Cabral disse:

    Boa Graça!

  6. Veronica Souza disse:

    Foto duvidosa, não prova em momento algum ser protestos para defender o governo Dilma. Pode ser qualquer protesto, pois é o que mais vem acontecendo em SP. Site duvidoso, jornalismo sem credibilidade. A cara do governo Temer. Não vale a pena nenhum tipo de compartilhamento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *