Principal » Artigos de Walter Martins
Walter Martins

A realidade sobre as escolas públicas e particulares

Eu trabalho em escola pública. Sei o que escrevo, embora não esteja pleiteando a propriedade da verdade, longe disso. Mas, com certeza, o que digo pode ser constatado empiricamente. É só fazer uma visitinha aos estabelecimentos de ensino do Brasil. Certamente, nas escolas públicas não há somente negros. Como, também, nas escolas particulares, não há apenas brancos. Mas visitemos as escolas mais caras do Brasil e as escolas públicas, visitemos uma favela e um condomínio de luxo, e uma situação análoga ocorrerá. Já trabalhei em escolas particulares do Rio, nas quais, dentro de sala de aula lecionei em turmas que não contavam com um (eu disse um) aluno negro. E digo mais, em escolas de elite, jamais tive quatro alunos negros, em turmas que contavam com 30 estudantes. Tal situação persiste e desafio-os a encontrar uma escola de elite diferente.
Walter Martins

Reflexões sobre o que um cidadão comum pensa sobre política no mundo de hoje

Vamos, neste espaço democrático, parar por um instante e despirmo-nos de todas as nossas idéias pré-concebidas. Dos nossos valores burgueses. Das nossas crenças e ideologias. Muito, mas muito mesmo (e, diversas vezes, com toda a propriedade, diga-se de passagem), falamos aqui em dicotomias que permeiam o nosso tempo: direita x esquerda; capital x trabalho; capitalismo x socialismo etc. São discussões estimulantes, apaixonantes, virulentas e, apesar disso tudo, muitas vezes, vazias. Vazias? Podem me chamar de herege, alienado, louco, sei lá. Bem, para mim, deixarei bem claro, elas não tem nada de vazias, pelo contrário. Mas, pensemos bem acerca das pessoas que nos rodeiam. Façamos um exercício de observação empírica.
Walter Martins

A questão educacional e o baixo nível da política no Brasil

Não é apenas não saber votar. É o resultado de uma “engenharia” sócio-político-econômica perversa, que obedece à uma lógica de dominação, que é perfeita, pois as pessoas acham que vivem numa democracia, que estão incluídas. Eis um dos grandes dramas do nosso tempo. Não sei se disse bobagens. Mas é isto que concluo. Algumas coisas são inequívocas na política brasileira. Os candidatos já perceberam que são os eleitores das regiões mais carentes que decidem o pleito (...) Que estes eleitores (não por culpa deles, é claro) têm um nível de escolaridade, em grande parte, baixíssimo (...)