Ricardo P. Duarte

A felicidade não está no destino

Por em 16/12/2010
A felicidade não está no destino

É comum dizermos que "serei feliz o dia que tiver minha própria casa" ou "serei feliz quando eu tiver o carro X ou fizer a viagem Y". E depois que isso é realizado, onde fica a felicidade? Claro que em pouco tempo se tornará num vazio, se for essa a sua forma de pensar.... »

O homem não deve brigar

Por em 05/05/2010
O homem não deve brigar

Domênico de Masi, perguntado sobre quê seria riqueza na atual fase da civilização, afirmou que essa deve ser quantificada no gozo de três benefícios: tempo (para o lazer), espaço (de locomoção, tanto social como em moradia), e segurança. Para que o homem termine com as guerras e consiga, portanto, progredir como ser humano, é... »

Gaúchos

Por em 20/09/2009
Gaúchos

Na oportunidade da apresentação de mais um desfile de gaúchos nesta Semana Farroupilha, quando vemos cruzarem as estradas rumo a Uruguaiana um sem número de cavaleiros pilchados, que vêm mostrar no asfalto o seu gauchismo, atrevo-me (autorizado por uma vivência de mais de trinta anos na profissão rural e no culto às tradições) a... »

Consumo de carne e Ecologia

Por em 14/09/2009
Consumo de carne e Ecologia

Sob a regência de governos alienados à necessidade de monitoramento das áreas ambientais, nossa pecuária, como a conhecemos, pareceria estar com os dias contados: sem um trabalho de conscientização para preservação dos campos naturais é impossível impedir que os campos férteis – aqueles capazes de desenvolver os animais em pastoreio para atingirem índices de... »

A comida o levará ao teatro

Por em 10/09/2009
A comida o levará ao teatro

O habitante das grandes cidades, principalmente aquele de baixa renda, é como um bicho qualquer dentro de uma gaiola. Embora se afirme que as cidades pequenas desenvolvem uma rotina interiorana monótona e que as grandes cidades dão condições de entretenimento muito diversificado, com teatros, espetáculos e eventos culturais à exaustão, em matéria de economia... »

Chamamé, por que não?

Por em 29/08/2009
Chamamé, por que não?

O gaúcho é comum às três pátrias. Suas origens estão na Península Ibérica conquistada por mouros e berberes, num tempo em que não havia distinção entre Espanha e Portugal; sofreu influência de sefarditas e, na América, somou cultura de Minuanos, Charruas e Guaranis. O que o gaúcho canta revela a vida comum de homens... »

Guerras

Por em 24/08/2009
Guerras

Os generais que planejam as batalhas sabem que muitos soldados de seus exércitos morrerão nos confrontos e são obrigados a calcular as chances de cada ataque às defesas inimigas, ou a capacidade de resistência de suas próprias defesas, considerando as perdas. Na invasão da Normandia, no Dia “D”, os generais aliados de Inglaterra, França... »

Busca

Colunistas