Renata Iacovino

Correndo da competição

Por em 14/02/2014
Correndo da competição

Competição, até onde eu me lembro, nunca foi uma palavra que me atraiu. Nem a palavra, nem a ação. Se competimos, normalmente, é com o intuito de vencer. Necessitamos ser mais e melhor que o outro; precisamos estar à frente, mesmo que seja um mísero passo à frente.Competimos, enfim, conosco mesmo, pois estamos sempre... »

Vícios reais e virtuais

Por em 17/01/2014
Vícios reais e virtuais

A que ponto de escravidão chegamos! A nomofobia é o medo de perder o celular ou de ser incapaz de ficar sem ele por mais de um dia, afetando, principalmente, os viciados em redes sociais, que não suportam a ideia de ficar desconectados. Parece surreal, mas é – bem! – real! Desconectados estamos todos... »

A utopia do silêncio

Por em 13/09/2013
A utopia do silêncio

Somente ao cair da tarde, depois de todos se retirarem, é possível perceber a poluição sonora com a qual convivemos diariamente no ambiente de trabalho. Dezenas de aparelhos ligados ao mesmo tempo... computadores, impressoras, copiadora, ar condicionado, telefones fixos e móveis, falazar... a sala emudece após os equipamentos serem desligados. É quase possível ouvir... »

Temperando a vida

Por em 16/06/2013
Temperando a vida

Amo temperos. Aquilo que dá sabor à vida. Vivifica o paladar, faz a gente ter um gosto... Vou revezando as temporadas. Ora me fixo mais no manjericão, ora no alecrim, ora no orégano, na sálvia, pimentas, ah, pimentas são um caso à parte. Temperar salada com cebola é muito bom, mas com alho bem... »

Paixão pelos vinis

Por em 31/05/2013
Paixão pelos vinis

Entro no quarto e ao colocar minha roupa no mancebo, ao lado do aparelho de som antigo (antigo porque tem toca-discos, discos, gravador de fita K-7... enfim, elementos de minhas reminiscências), deparo-me com alguns plásticos que protegem minhas relíquias em forma de vinil, levemente triturados e as capas que os acompanham também levemente puxadas... »

Variações sobre o mesmo eu

Por em 05/05/2013
Variações sobre o mesmo eu

Em época de egos inflados e inflamados, atenção redobrada. Afinal, todos fazemos parte deste palco chamado vida, que ora nos presenteia com excelentes interpretações e ora nos decepciona com atuações que deixam a desejar... E cada um de nós, parte desse todo, vai se protegendo ou atacando como pode. Ora de plateia, ora de... »

Reverberações de ontem e de hoje

Por em 18/04/2013
Reverberações de ontem e de hoje

“Quando eu morrer voltarei para buscar os instantes que não vivi junto ao mar”. Conheci estes versos de Sophia Mello Breyner, assim como me choquei com “Eu vou te contar que você não me conhece, e eu tenho que gritar isso porque você está surdo e não me ouve. A sedução me escraviza a... »

Vil racionalidade

Por em 02/04/2013
Vil racionalidade

Quanto mais o Homem exerce a racionalidade parece que mais perto fica da irracionalidade. Pergunto-me, todos os dias, qual animal, afinal, somos nós. Nós é que temos bom senso, sensatez? Nós é que agimos em conformidade com a razão? Qual? Existem mil razões, mas nenhuma contempla a coletividade. Há a razão de cada um.... »

Paradoxos tecnológicos

Por em 04/03/2013
Paradoxos tecnológicos

Sempre soube que a tecnologia e a informática vieram para ajudar na organização da burocracia e até, e principalmente, para diminuí-la. Sim, um número considerável de papéis é extinto de nosso dia a dia em contrapartida à quantidade de arquivos virtuais que se proliferam em nossas máquinas, pen drives, CDs, DVDs, nas nuvens e... »

Revolução e sensibilidade

Por em 13/02/2013
Revolução e sensibilidade

Falar em pontualidade relacionada a horário, neste país, soa estranho. Ou melhor, ser pontual parece estranho, porque falar... todos falamos. Queremos pontualidade, criticamos a falta dela, mas parece que sempre corremos atrás de sermos pontuais. Não é de se admirar que conceitos básicos como "ser pontual", dirigir-se ao outro educadamente, e antes, lembrar que... »

Busca

Colunistas