Principal » Artigos de Mozart Noronha
Mozart Noronha

Não escuto batidas de panelas…

A fome está generalizada e não escuto ninguém bater panela. O desemprego já alcança mais de treze milhões e não escuto ninguém bater panela. Existem farmácias em todas as esquinas, pois o Brasil é um grande hospital sem leitos,e não escuto ninguém bater panela.
Mozart Noronha

Covardia em nome da democracia

Esta é a democracia do PMDB e do Temer. Afirmam que atuaram desta maneira para combater o vandalismo. Na verdade o vandalismo foi organizado pelas forças repressivas para justificarem a truculência contra os trabalhadores
Mozart Noronha

Jesus era um anarquista

Jesus Cristo era um anarquista convicto. Filho de uma camponesa e de um carpinteiro. O menino se desenvolvia em estatura, sabedoria e Graça diante de Deus e diante de toda população. Ele Iniciou a sua vida com água e vinho e termina a sua jornada terrestre com água e vinho.
Mozart Noronha

Este burrinho é evangélico

Conta-se que certa vez, na cidade de Tributino Sarampo, um determinado pastor se revelou um sarcástico pregador contra a Igreja Católica. Ele soltava o seu verbo ferino contra os sacerdotes, os bispos, o papa e não poupava nem a Virgem Maria.
Mozart Noronha

Por que não deixar Deus em paz por alguns momentos?

A falta de humildade é a raiz de todos os males. Senhores fundamentalistas, a Bíblia não tem respostas para todas as perguntas. Caso você esteja com dor de cabeça compre um Tylenol e tome em vez de fazer oração. Por que não deixar Deus em paz por alguns momentos?
Mozart Noronha

Sinto falta dos patriotas

Estou sentindo falta do Brasil pintado de verde e amarelo. Amarelo de fome e verde de sífilis. Eu percebo que na mesa do povo desta estimada pátria está faltando cada vez mais o "pão nosso de cada dia". Mas ainda tenho esperança
Mozart Noronha

Uma anistia para o Diabo

Jesus Cristo tem em sua história somente 2017 anos. Será que todos que nasceram antes de Jesus Cristo foram para o inferno? Não! O Diabo estaria ganhando nesta partilha das almas dos seres humanos. Então eu sustento que quando Jesus disse que é o caminho ele está dizendo que é o caminho só para os cristãos. Para quem não é cristão deverá haver outras possibilidades.
Mozart Noronha

Perdido na multidão

Acredito que Jesus estava certo. O quórum mínimo estabelecido por ele para uma reunião era de dois ou três. O máximo era de doze. Com este número um traiu, outro negou, outro perdeu a fé e todos os outros debandaram. É por esta razão que não sou muito de multidão. Para mim mais de três pessoas já vira comício.
Mozart Noronha

Leia a Bíblia com cuidado!

Para provocar os fundamentalista e puritanos que utilizam os textos isolados da Bíblia para justificarem uma conduta moralista e também repressiva sobre os seus seguidores, eu aqui postei um texto bíblico que usado literalmente poderia justificar
Mozart Noronha

Igrejas de portas estreitas

Muitas das nossas igrejas evangélicas têm as suas portas muitos mais estreitas do que as portas do céu. Esquecem que a salvação é por graça e fé. Não estou fazendo a defesa da bebida e nem do fumo. Sei dos males que estes hábitos podem causar ao ser humano.
Mozart Noronha

Livros que lerei…

O livro que estará sempre em minha mesa será O direito à preguiça, de Paul Lafarque. Da Bíblia lerei apenas o Livro de Jó e os Evangelhos. Chega! É pena que o ano só tem 365 dias. Quero aproveitar para ler alguns livros que dormem na minha estante.
Mozart Noronha

Não tomarás o nome de Deus em vão

Afirmar que "Deus é Fiel" significa dizer que ele já foi infiel ou poderia ser infiel. Colocar no vidro traseiro do carro que Deus é fiel é atribuir a Deus uma adjetivação mundana. É uma heresia.
Mozart Noronha

Parecido com Papai Noel

Peguei o metrô na Cinelândia tendo como destino a Estação General Osório, em Ipanema. Gosto de viajar dentro dessa gaiola de aço que corre sobre paralelas. Sentei numa cadeira reservada aos que não têm mais idade.
Mozart Noronha

Em defesa do Estado laico

O Estado não deve ser religioso e nem ateu. Todas as pessoas têm o direito sagrado de cultivar a religião de sua preferência, inclusive de mudar de crença. Também as pessoas devem ter o direito de não pertencerem a nenhuma religião ou de optarem pelo agnosticismo ou pelo ateísmo. A liberdade é uma vocação ontológica do ser humano.
Mozart Noronha

Tenho pena de ti, pobre Diabo!

Coitado! Pobre Diabo! É diuturnamente acusado de injúria, calúnia e difamação pelas igrejas carismáticas, pentecostais e neopentecostal. É sempre vilipendiado e ultrajado nos mais diversos cultos. A ele somente são atribuídos todos os males sofridos pelos humanos e pelos animais.
Mozart Noronha

Esqueci o que FHC escreveu

O governo de FHC foi caracterizado pela onda de privatizações. Por pouco não foi privatizado o AR. Com a ideologia do "Estado Mínimo" este país foi colocado nas praças dos leilões a preços antigos de bananas. Muitas manifestações populares surgiram, mas de nada adiantou e continuou o governo, com golpes de audácias, a desastrosa política de desestatização do patrimônio público. Empresas eficientes e lucrativas foram vendidas a baixos preços. Continua hoje nas livrarias, o livro "A PRIVATARIA TUCANA" relatando o que acontecia nos bastidores das infelizes privatizações. Nada deteve a política insana do PSDB.
Mozart Noronha

Bons e maus burgueses

Senhora presidente, a pátria somos todos nós! Por que a senhora não ouve a voz das ruas em vez de ficar acastelada no alto da sua arrogância e prepotência? Onde estão as suas promessas de campanha? Eu gostaria de viver naquele país que os seus marqueteiros mostravam na sua campanha eleitoral. As manifestações de rua são expressões de pessoas desencantadas com o seu governo e estão em procura do país encantado que e senhora mostrou durante a sua campanha em 2014. A senhora não pode ser maniqueísta dividindo o Brasil entre os bons e maus burgueses. Por que o PT quis assumir o poder sabendo que iria governar um país capitalista e burguês? Estaria bem mais confortável e seria muito mais útil na oposição de onde nunca deveria ter saído.
Mozart Noronha

Além do bem e do mal

Na atual conjuntura o PT quer fazer-nos acreditar a golpes de audácias e lances de epopeias que, sob a liderança política da presidente Dilma, representa o BEM e Aécio, do PSDB, é a manifestação do MAL. Boa é a nossa luta por um Estado laico, democrático e não excludente. Nossa luta é por um projeto que está muito "Além do Bem e do Mal", lembrando o título de uma das obras do mestre Nietzsche. Nenhum dos candidatos, em sua condição humana, é completamente bom e nem é completamente mal.
Mozart Noronha

Cuidado com os vampiros!

Será que estamos condenados a vivermos governados por uma elite descendente do "Conde Drácula", da Transilvânia, que, conforme a lenda, se alimenta do sangue do incauto povo, que, com o suor do seu rosto produz a riqueza deste país, que se "orgulha" de ser uma das maiores economias do mundo? Para onde vai toda esta riqueza? Esta pergunta vai para a casta vampiresca que está em Brasília e com sua descendência de "mortos vivos" está presente em todos os estados e municípios da federação. Agora, neste período eleitoral, quando os hematófilos estão sedentos de sangue, não deixemos de colocar em nossas casas um crucifixo e uma corda de cabeças de alho.
Mozart Noronha

Vi e ouvi a propaganda eleitoral

Ontem (19/08) foi o primeiro dia da propaganda eleitoral na televisão. Ouvi todos os candidatos e candidatas, do princípio até o fim. Fiquei impressionado com as intenções de todos os que pleiteiam cargos públicos. São todos e todas anjos celestiais. Seres iluminados que colocam suas vidas sobre o altar do sacrifício para salvar este país. A princesa Dilma quase chegou a afirmar que no seu governo tirou todas as subidas e deixou somente as descidas. Eu, em toda a minha vida nunca vi tanto trabalho e tantos feitos. Certamente a presidente se tornará imortal.
Mozart Noronha

Procurai a paz da cidade

Estamos todos consternados com o ato violento que atingiu o cinegrafista da BAND, Santiago Andrade. Infiltrados em uma manifestação que deveria ser pacífica, contra o aumento abusivo do transporte na cidade do Rio de Janeiro, jovens agiram com estupidez voluntária e foram responsáveis pelos danos causados a um profissional da comunicação, em pleno desempenho das suas atividades profissionais. A responsabilidade única por esta tragédia não é somente a atuação irresponsável daqueles rapazes, mas de toda uma "cultura" de violência institucional e estrutural que se desencadeou em nosso país. O governador e o prefeito também são responsáveis na medida em que permitem o aumento da condução, uma forma legal de extorquir dos trabalhadores parte significativa dos seus parcos salários.
Mozart Noronha

Entendendo a Estatística

A estatística é um campo do conhecimento interessante e paradoxal. Vejam estes dados publicados hoje: "Os acidentes nas estradas no último feriadão caíram 10%.". Foram 6.651 acidentes. No feriadão do ano anterior foram 7.407 acidentes. Por que esta diminuição de acidentes? As estradas estão em melhores condições? Existe uma melhor atuação da Polícia Rodoviária? Os automóveis estão mais "inteligentes"? Menos pessoas pegaram as rodovias? Tenho um amigo, em Petrópolis, que me telefonou para comentar uma notícia do jornal. Falava-me ele sobre uma nota jornalística notificando que 30% dos acidentes no Estado do Rio eram provocados por condutores alcoolizados. Logo, comentou meu amigo, 70% dos acidentes acontecidos no Estado do Rio, são provocados por pessoas que só bebem água, café ou Coca-Cola. Então ele concluiu: "O que você está fazendo? Vá na esquina e beba uma cerveja!". Outro caso de estatística.
Mozart Noronha

Morreram na contra mão

Morreram na contra mão, atrapalhando a Copa. Dois operários. Construtores de casas. Construtores de estádios para a Copa e para as Olimpíadas. Os espetáculos que acontecerão nas obras construídas pelas suas mãos e que não estarão ao seu alcance. São criadores de riquezas, mas não passam de pobres construtores de ARENAS, oferecendo seus corpos para os macabros espetáculos. Os combates de morte são presenciados pelos masoquistas com apetites vampirescos. Agora o caso irá para a (in) Justiça. As empreiteiras, com ótimos advogados, culparão os trabalhadores pelas suas próprias mortes. Dirão que foram suicidas. O Judiciário vai aguardar a AÇÃO. Virão os embargos. A JUSTIÇA É CEGA.
Mozart Noronha

Mais uma igreja!

O indivíduo tem alguns trocados e se pergunta: "Que farei? Investirei num boteco ou numa igreja?". Pensa, pensa, perde o sono, e logo decide investir numa igreja. "É mais fácil. Não pagarei impostos. Manterei o povo embriagado, do mesmo jeito, com cachaça espiritual!". O problema é encontrar um nome para a igreja, pois são tantas igrejas que já não cabem no catálogo telefônico. Tem uma ideia. Fundará a Igreja Evangélica Luter-Presb-Batis-Pente-Neopente Do Batismo por Imersão e Aspersão Dos Santos do Sábado e Domingo e De Todos os Dias da Semana. No dia em que faltar água todos poderão ser batizados com o vento ou com o cuspe santo do pastor. Haverão curas divinas no atacado e no varejo. Pagar-se-á o dízimo adiantado. Quem atrasar pagará o trísmo. Aberta 666 horas por dia.