Cristovam Buarque

O governo não caiu, mas mudou!

Por em 28/04/2015
O governo não caiu, mas mudou!

No parlamentarismo, o poder muda de partido e de líder sem mudar de presidente ou rei; basta nova eleição ou nova aglutinação partidária no Parlamento. No presidencialismo, mudar a composição do poder entre pessoas ou partidos pode ser considerado golpe, mesmo que dentro das normas constitucionais, se os que estão no poder fogem das... »

O maior problema de uma crise é não ser vista

Por em 14/03/2015
O maior problema de uma crise é não ser vista

É como o câncer invisível, que não apresenta sintomas e quando é descoberto já é muito tarde para qualquer tratamento. Isso parece estar acontecendo. Os mais importantes personagens para enfrentar a crise que atravessamos, a presidente Dilma Rousseff e sua base de apoio, parecem não perceber o tamanho da crise. Na oposição muitos parecem... »

Educação de qualidade é questão de vontade política!

Por em 08/12/2014
Educação de qualidade é questão de vontade política!

No Brasil, sempre que se propõe educação de qualidade, vem a pergunta: “Onde encontrar o dinheiro necessário?”. Para responder a essa pergunta, o relator de uma comissão do Senado, presidida pela senadora Ângela Portela, concluiu seu trabalho, ainda não debatido pelos senadores, mostrando que o Brasil dispõe dos recursos necessários. A primeira parte do... »

Faltam pontes para o governo do PT mudar seus métodos

Por em 26/11/2014
Faltam pontes para o governo do PT mudar seus métodos

Em outubro, os discursos dos candidatos não estiveram à altura do que o povo gritou em junho de 2013. Os eleitores não encontraram nas urnas os desejos de mudanças que pediram nas ruas. É como se houvesse um divórcio entre a vontade dos pés caminhando e as pontas dos dedos votando. A campanha, especialmente... »

O futuro ausente nos debates do segundo turno

Por em 26/10/2014
O futuro ausente nos debates do segundo turno

O debate na TV Globo é o ponto alto do processo eleitoral. Ali, cada candidato tem a última chance para dizer por que os eleitores devem optar por ele ou por ela. Em 2014, o eleitor que buscou o melhor candidato no primeiro turno ficou frustrado pela ausência do tema educação, jogado na vala... »

O uso político do pré-sal

Por em 01/10/2014
O uso político do pré-sal

Apesar da dimensão de sua riqueza, o pré-sal não terá o impacto que o governo tenta passar. Explorá-lo é correto, concentrar sua receita na educação é ainda mais correto, mas é indecente usar o pré-sal como uma ilusão para enganar a nação e como mecanismo para justificar o adiamento dos investimentos em educação. O... »

A reforma política

Por em 26/08/2014
A reforma política

Brasil precisa melhorar a qualidade de vida, eliminar a corrupção, criar bom transporte público, distribuir melhor a renda, erradicar a pobreza, eliminar o analfabetismo, controlar a violência urbana e a disseminação de drogas e superar o atraso educacional. As decisões de enfrentar ou não esses e outros problemas são tomadas pelos agentes políticos. E... »

Os desalojados da utopia e dos abrigos provisórios

Por em 21/08/2014
Os desalojados da utopia e dos abrigos provisórios

É antigo o apoio aos desalojados por causa de desastres naturais, raro o apoio aos desalojados pelos modelos econômicos e sociais. Ninguém com sentimento humanista deixa de reconhecer o papel positivo da transferência de renda para abrigar famílias pobres, que ficaram desalojadas ou excluídas dos benefícios do progresso. Sem essa ajuda, elas estariam na... »

A bagunça da democracia brasileira

Por em 23/07/2014
A bagunça da democracia brasileira

A democracia brasileira é uma bagunça, tanto no funcionamento do aparelho do Estado (relações entre os Três Poderes e pequenas repúblicas cartoriais envolvidas no exercício da atividade administrativa no dia a dia) quanto no processo eleitoral propriamente dito. A última semana desnudou a vergonhosa realidade dessa bagunça: alianças feitas sem respeito às identidades ideológicas... »

Os legados da Copa que os candidatos não percebem

Por em 24/06/2014
Os legados da Copa que os candidatos não percebem

Ainda é cedo para saber qual legado da Copa ficará entre todos que foram prometidos, mas é possível saber que um ficará: a percepção popular da corrupção nas prioridades. Faz anos, descobrimos a corrupção no comportamento dos políticos, mas ainda não tínhamos consciência da corrupção nas prioridades da política. Horrorizamos-nos com o roubo de... »

Busca

Colunistas