Início » Archive by category "Antônio Santos Aquino"
Antônio Santos Aquino

Missão de Lula era ofuscar Brizola

Lula foi protegido pelo general Golbery do Coutto e Silva, ideólogo da revolução. Lula fora preparado para contrapor-se aos sindicalistas que voltavam do exílio junto com Brizola depois de quinze anos e haveriam de querer exercer influência nos sindicatos.
Antônio Santos Aquino

Chegou a vez do PDT

Denúncia de corrupção deixa Lupi totalmente desmoralizado e prejudica o PDT. Para o ainda presidente do PDT, Carlos Lupi, será um bom negócio passar uns seis anos na cadeia. Será um preso feliz. Confirmada a denúncia de que recebeu RS 4 milhões em propinas para caixa 2, em dinheiro vivo, vai ficar politicamente desmoralizado e levar junto com ele o partido.
Antônio Santos Aquino

No PDT, ninguém fala por procuração!

O PDT não abandonou o barco. Depois da afirmação enviesada do presidente Carlos Lupi, dizendo que o PT rouba demais, pode até a presidente Dilma Rousseff tirar do partido o Ministério do Trabalho. Sair, ninguém está saindo. No PDT, ninguém fala por procuração. Digo isto, porque conheço as entranhas do partido. Sou livre para dizer qualquer coisa, mesmo porque desde 1951 nunca fui candidato a nada. Na Marinha, nunca pedi transferência para qualquer posto. Sempre assumi cargos para onde fui designado.
Antônio Santos Aquino

Para o PDT, Lula e Dilma são iguais!

Os defensores do PDT não devem perder precioso tempo querendo opinar em assuntos que dizem respeito exclusivamente ao PT. O PDT está na base do governo, basta que entendamos essa realidade. Se existe o movimento “volta Lula”, para nós militantes do PDT não faz diferença. Achar que Dilma se espelhou em Jango e que absorveu alguma coisa do PDT quando de sua passagem pelo partido é uma “quimera”. Dilma esteve no PDT de maneira “ilógica” a serviço de quem?
Antônio Santos Aquino

Do exagero das cotas raciais e dos quilombos

Nossos intelectuais lamentavelmente não perderam o ranço colonialista, estão sempre dispostos a oprimir e esmagar os mais fracos. Leem e estudam nossa História, mas não sabem interpretá-la. Os problemas sempre são resolvidos com os olhos no exterior. Não respeitam nossa Constituição e por consequência, de má fé ou não, veem problema onde não existe. Quando existem os problemas não veem. Ficam indóceis porque os índios ainda não foram exterminados. Preferem colocar obstáculos à posse de seus direitos consagrados nos artigos 231/232 de nossa Constituição.