Principal » Artigos de Wilson de Oliveira (Page 2)
Wilson de Oliveira

Custo Brasil: o segundo iPad mais caro do mundo!

Quando nós brasileiros compramos um tablet da Apple no Brasil, na verdade estamos comprando o segundo iPad mais caro do mundo, conforme apurou a corretora australiana CommSec. Para se ter uma exata noção, aqui no Brasil, o modelo mais recente, de quarta geração, custa, em média, US$ 791,40 (ou R$ 1.741,00), na versão Wi-Fi de 16 gigabytes (GB). Este valor só é menor que o praticado na Argentina, país onde também impera o surrealismo como prática econômica, onde o aparelho custa US$ 1.094,00. Percebe-se que o valor do aparelho no Brasil é 58,6% superior ao praticado nos Estados Unidos, onde, de acordo com o site da Apple o aparelho custa US$ 499,00, sem taxas, já que a carga de impostos e tributos varia de estado para estado. Pelo índice, percebemos ainda que o iPad só é vendido abaixo de US$ 499,00 em dois países: Canadá e Malásia. Em alguns países o tablet pode ser comprado por pouco mais de U$ 500,00, são eles: Hong Kong, Japão, Austrália e Índia.
Wilson de Oliveira

O mal venceu o bem

Novamente o desejo de justiça do povo brasileiro não foi atendido. Em nome da preservação de uma constituição que deveria representar a vontade e os anseios populares, a justiça (a verdadeira justiça) não foi feita. Os bandidos estão agora comemorando, rindo de nossas caras, enquanto o povo fica indignado. Confesso que tenho vontade de gritar de tanta raiva em imaginar toda a cúpula do PT abraçando José Dirceu, João Paulo Cunha, Delúbio Soares e José Genoíno como verdadeiros heróis e arautos da decência e honestidade. Com a aceitação dos embargos infringentes, Celso de Mello e seus outros cinco companheiros de toga não defenderam a Constituição Federal ou a nefasta legislação brasileira, eles afundaram de vez com a esperança do brasileiro.
Wilson de Oliveira

Dinheiro jogado fora: as aposentadorias dos deputados do Mensalão!

Cuidado! A informação que passo agora pode causar ataques de raiva aos decentes e honestos cidadãos brasileiros. A Câmara dos Deputados deverá desembolsar mais de oitenta mil reais por mês apenas para pagar as aposentadorias dos deputados e ex-deputados ladrões envolvidos no “Mensalão”. Para se ter noção do absurdo, o deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP) e os ex-deputados Roberto Jefferson, (PTB-RJ), José Borba (PMDB-PR) e Pedro Corrêa (PP-PE) têm direito ao benefício da Câmara. No dia 04 de setembro, José Genoino (PT-SP) pediu aposentadoria por invalidez, devido aos problemas de saúde ocorridos recentemente.
Wilson de Oliveira

Mais denúncias contra Sérgio Cabral

Parece que não vão acabar nunca as denúncias contra Sérgio Cabral. Em recente reportagem, a revista “Veja” afirma que 60% do faturamento do escritório de advocacia de Adriana Ancelmo, esposa do governador Sérgio Cabral, são oriundos de honorários por serviços prestados junto a empresas que, de forma direta ou indireta, são concessionárias de serviços públicos e/ou prestam serviço ao Estado do Rio de Janeiro. A reportagem ainda afirma que antes do governo de Cabral, o escritório tinha um percentual mínimo de faturamento atribuído a empresas com ligações ao Estado do Rio de Janeiro, algo em torno de 02% apenas.
Wilson de Oliveira

Eduardo Paes para governador, será verdade?

Especula-se nos bastidores da política sucessória para governador do Estado do Rio de Janeiro que Eduardo Paes poderá ser o candidato do PMDB ao cargo em 2014. Parece piada de mau gosto, mas infelizmente não é! A cúpula do PMDB fluminense sabe que dada à desgraça política do atual governador Sérgio Cabral, este dificilmente conseguiria emplacar a candidatura do então vice-governador Pezão ao governo do estado. Pezão, que é totalmente desprovido de carisma pessoal, tem uma imagem muito associada a Cabral, e, lógico, isto é péssimo, já que durante anos fez o papel de papagaio de pirata do governador, esboçando apenas um sorriso sem graça. Dessa maneira, o PMDB espera ter alguma chance para se manter no poder.
Wilson de Oliveira

A morte política de Sérgio Cabral

Neste momento o ainda governador Sérgio Cabral tenta desesperadamente continuar em seu cargo, embora todas as setas indiquem um final que o governador já deveria ter entendido: que sua vida política chegou ao fim, já que reverter seus altíssimos índices de rejeição é tarefa mais do que impossível. Por conta disso, Sérgio Cabral é e será por muito tempo “persona non grata” nos palanques e campanhas políticas de 2014. Mas, quem sabe até lá ele não entra num dos helicópteros que tanto gosta e ruma para bem longe? É o que muita gente gostaria que acontecesse.
Wilson de Oliveira

Governador Sérgio Cabral pede trégua!

É interessante esta imensa e repentina preocupação de Cabral com seus filhos menores. Deve estar sendo difícil isolar seus filhos da realidade, porque muito mais traumático para as crianças do que as manifestações, será saber o motivo das manifestações. Será que algum de seus filhos já lhe perguntou: “Papai, você é corrupto mesmo?”. Como o governador responderá esta pergunta, se ela for feita, é que eu gostaria de saber. Mas as crianças poderiam também perguntar: “Papai, por que colocou um guardanapo na cabeça num restaurante caro de Paris?”. Seria outra boa saia justa para o governador.
Wilson de Oliveira

O pior governador do Brasil

Sérgio Cabral é hoje o governador mais impopular do Brasil, sofrendo a rejeição de mais de 70% dos cariocas, comprova a pesquisa encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) ao Ibope e recém divulgada. Hoje, o apoio do governador a qualquer político no Rio de Janeiro é dispensado e até mal visto, já que Sérgio Cabral não seria eleito nem mais para síndico de seu prédio. Aliás, seus vizinhos sonham com sua mudança. Sérgio Cabral está colhendo os frutos do descaso com que tratou a educação, a saúde e a administração pública. Hoje, praticamente todos os cariocas acreditam que o governador é corrupto, até porque várias são as denúncias a respeito. O governador pode até não ser, mas a sociedade carioca acredita nisso e se sente lesada pelo desgoverno apresentado.
Wilson de Oliveira

A visita do Papa e o desespero do governo

Não se sabe ainda quais tipos de transportes o Papa irá utilizar. Poderá ser carro aberto (Papamóvel), carro fechado ou helicóptero, embora esta última ideia o Papa já tenha descartado por medo do Cabral querer uma carona, e o Papa é muito exigente quanto às suas companhias, dizem por aí. O certo é que Dilma, Cabral e Eduardo Paes, além de outros políticos menos importantes, mas tão obtusos quanto, devem estar profundamente inseguros e receosos. Com a crise política que o país atravessa, onde é difícil encontrarmos um político que de fato possa nos representar, fica o medo do povo brasileiro aclamar o Papa como nosso salvador. E isto eles não querem!
Wilson de Oliveira

Rede Globo investigada por sonegação!

Na última segunda-feira a Procuradoria da República no Distrito Federal iniciou uma apuração criminal preliminar a fim de investigar sérias suspeitas de que a Rede Globo tenha sonegado impostos. Tal apuração fora solicitada na semana passada por várias entidades, 17 ao todo, da sociedade organizada, sendo que dentre elas está o Centro de Estudo das Mídias Alternativas Barão de Itararé, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra e o Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação. Alega-se que deve haver tal investigação por parte do Ministério Público, uma vez que existem inúmeras evidências de que o fisco federal está sendo lesado, inclusive com suspeitas de “sumiços” de processos e algumas outras práticas poucos ortodoxas.
Wilson de Oliveira

Partidos políticos são corruptos para a maioria dos brasileiros

Uma recente pesquisa da ONG Transparência Internacional mostra que 81% dos brasileiros entendem partidos políticos são “corruptos ou muito corruptos”. Em segundo lugar no ranking da corrupção aparece o Congresso Nacional com 72%. A pesquisa é parte do estudo chamado “Barômetro Global da Corrupção 2013”. Os resultados vão muito além do entendimento da população sobre os partidos políticos e o Congresso nacional, abrangendo também outras instituições, como a polícia, que é apontada por 70% dos brasileiros como corrupta. Seguindo a “polícia”, está a Saúde, com 55% e o Judiciário com 50% de desconfiança. O funcionalismo público, como um todo, teria 46%, a imprensa, 38%; ONGs e setor privado, 35%; igreja, 31%; e militares, 30%.