Arquivo de Humberto Pinho da Silva

Receita para ter sempre razão

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 09/04/2014 | 0 comentários »
Receita para ter sempre razão

Entre os poucos amigos de meu pai, havia o Mário Macedo. O Mário, era um jovem de vinte e poucos anos, magro, alto, bem-falante, e de resposta pronta. Certa ocasião veio a nossa casa, e como amigo que era, foi recebido na pequena salinha, contigua à cozinha, onde tomávamos as refeições. As cerimoniosas eram... »

Jean Guitton: uma cena curiosa da sua vida

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 18/02/2014 | 0 comentários »
Jean Guitton: uma cena curiosa da sua vida

Prestes a iniciar a vida militar, Jean Guitton, acercou-se de sacerdote para expor-lhe problema que há muito o inquietava. Estava acostumado, ao entrar no seu quarto, ajoelhar-se para fazer as orações da noite. Ora, receava que os colegas o levassem ao ridículo, por manter tal prática. O sacerdote, ligeiramente embaraçado, respondeu-lhe que era dever... »

A manipulação da sociedade

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 30/12/2013 | 0 comentários »
A manipulação da sociedade

Na segunda metade do século XX, para se avaliar a força da publicidade invisível, realizou-se, na cidade de Nova Jersey, nos Estados Unidos, curiosa experiência: Foi colocado, em sobreposição, por segundos, no filme que estava a ser projetado num cinema, publicidade à Coca-Cola e a Pop Corn. Verificou-se que no intervalo, o bar da... »

Doze anos de prisão por mentira da filha

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 25/11/2013 | 0 comentários »
Doze anos de prisão por mentira da filha

O introito vem no intuito de abordar o insólito caso, que esteve em voga, em França, no início do século: Virginie, de 14 anos, frequentava colégio em Reims. Em íntima confidencia, segredou a amiga, que fora violada pelo pai, empresário, de origem portuguesa. Pediu-lhe, todavia, encarecidamente, que não revelasse o segredo. Por que mentiu?... »

O medo à Bíblia

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 13/11/2013 | 0 comentários »
O medo à Bíblia

Todos sabem que em tempos medievais, ler a Bíblia era crime grave. Crime que penalizava raros, pois só os que conheciam latim, tinham acesso ao livro; e esses eram quase todos sacerdotes, por isso, estavam livres de castigo. Do assunto e muito mais, conta Mário Martins, em livro do Instituto de Cultura Portuguesa. Meu... »

Perder Jesus

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 14/10/2013 | 0 comentários »
Perder Jesus

Dizem-me que há sacerdotes tão atarefados com as obrigações desta vida, que se esquecem, muitas vezes, da outra. O mesmo ocorre naqueles que se encontram perto do sagrado: a familiaridade, leva-os a olvidarem Cristo. Esquecer Jesus, sendo reprovável, é humano, já que Sua Mãe O esqueceu, também, no templo. Só que Maria, confiou no... »

Vamos falar de democracia

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 05/01/2013 | 2 comentários »
Vamos falar de democracia

Anos há, ao ler crónica publicada on-line, reparei que no rodapé havia enxurrada de comentários, que em regra, primavam pela ignorância e má fé, para não dizer: falta de educação. Apressei-me a escrever parecer sobre a liberdade de expressão, frisando que o articulista, em democracia, tinha o direito e até o dever, de exprimir... »

Ler muito pode ser um mal

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 28/12/2012 | 0 comentários »
Ler muito pode ser um mal

Há livros que elevam. Há livros que podem ser manuseados desde a infância. Há livros que formam e informam; e há livros que melhor fora não terem saído do prelo. Durante anos, meu pai, que era jornalista, foi adquirindo imensa biblioteca, livros que, segundo confessava, raras vezes os lia. Comprara-os, seduzido pelo nome do... »

A ingratidão dos filhos

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 27/11/2012 | 0 comentários »
A ingratidão dos filhos

À sombra de frondoso castanheiro, na vizinhança de carriça transmontana, a velhinha fia. Tem o rosto sulcado pela goiva do tempo, olhos sumidos, lábios finos e sorriso desdentado. Fia; e o fuso: gira… gira… e gira… pressionado pelos descarnados dedos. Foi moça fagueira: esbelta, de farta cabeleira calamistrada e de belas faces coradas. Casou;... »

Considerações sobre a morte e a vida

Publicado por Humberto Pinho da Silva em 01/11/2012 | 0 comentários »
Considerações sobre a morte e a vida

Quem se lembra das privações, das horas de profunda amargura, que a mãe, o pai, passou para que pudessem cursar o ensino superior? Quantos, bem instalados na sociedade, recordam que o conforto que possuem, devem aos pais, a avós, que se privaram de muito, para que tivessem sucesso, fama, poder e dinheiro? Neste dia... »

Busca

Colunistas