Início » Pedro Bondaczuk » Amor ideal na concepção de Platão

Amor ideal na concepção de Platão

Amor platônico é, na acepção vulgar, a ligação amorosa entre duas pessoas, de “sexos diferentes”, onde não há qualquer tipo de interesse envolvido, sobretudo o sexual. Ademais, esta definição difere da concepção do amor ideal defendida por Platão.

O filósofo concebeu esse sentimento como algo essencialmente puro e desprovido de paixões. Entendia que estas são essencialmente cegas, materiais, efêmeras e falsas. O Amor, no ideal platônico, fundamenta-se exclusivamente na virtude, na verdade e na beleza espiritual.

Pode ocorrer entre pessoas do mesmo sexo? Pode e certamente ocorre, e em profusão, mundo afora. Mas não tem nada a ver com o autor de “A República” e com suas ideias. A enciclopédia eletrônica Wikipédia informa a respeito: “Platão defendia que o Verdadeiro Amor nunca deveria ser concretizado, pois quando se ama tende-se a cultuar a pessoa amada com as virtudes do que é perfeito. Quando esse amor é concretizado, não raro aparecem os nativos defeitos de caráter da pessoa amada”.

Observo que minha admiração pelo filósofo não me obriga a concordar com todas suas ideias. E não concordo mesmo. Não, pelo menos, com essa. Se todas as pessoas no mundo agissem da forma que Platão propôs, a humanidade há muito estaria extinta. Esse tipo de amor que ele considerava ideal pode ser bonito para fazer literatura, mas é estéril.

Para mim, amor verdadeiro envolve tanto o que o filósofo grego considerava sublime e desejável, quanto o aspecto físico, a conjunção carnal, sem a qual ele jamais se materializa e se revela em toda sua grandeza e transcendência.

*Pedro J. Bondaczuk é jornalista e escritor, autor dos livros “Por uma nova utopia”, “Cronos e Narciso” e “O país da luz”.

E-mail: pedrojbk@bestway.com.br

Comentários

comentários

Comentários

  1. Doroti Aparecida Honório disse:

    Platão que me perdoe pois não da pra concordar com esse amor ideal pois penso que o verdadeiro amor compreende o amor de homem e mulher que sentindo esse amor. Sabe se necessário viver plenamente o amor de homem e sua mulher assim como a mulher e seu homem e ao mesmo tempo viver o amor platônico na doença ou por impossibilidade que podem ser por n motivos pois o amor ideal é pleno e se funde no sexo ao mesmo tempo em que sabe amar sem ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*