Início » Vittorio Medioli » A conta chegou!

A conta chegou!

a-conta-chegouArrepio-me com a ideia. As piores convulsões previstas ainda não começaram. Falta dar publicidade a uma avalanche de delações e denúncias que deixarão o cenário vazio de figurões. Novos entrarão, mas quem e com qual experiência?

As revelações das empreiteiras, as infindáveis listas de políticos deixam claro que os partidos são muitos, por um só esquema de corrupção, movido por recursos subtraídos aos cofres públicos.

A intervenção cirúrgica para retirar os males e tumores é inevitável para restaurar a saúde. Contudo, existe um prazo intransponível para manter imobilizado o paciente (o sistema nacional) com a barriga aberta, sem que se torne um cadáver.

A queda de Dilma parou o país por meses a fio; em seguida surgiu a esperança de recuperação, de virar uma página e iniciar a nova vida econômica e social.

O clima positivo em volta do Planalto, apesar das escolhas de ministros contestáveis, se deteriorou rapidamente sem tirar o paciente da mesa ou melhorar seus sintomas.

O cirurgião Michel Temer perdeu os ajudantes recrutados nos primeiro embates, e outros estão na fila do abate. Com isso não conseguiu acertar qualquer ponteiro da economia, mantendo o quadro de forte recessão.

Infelizmente, a maior preocupação, como sempre, no Planalto, foi distribuir ministérios aos partidos, sem avaliar as vocações, a competência, sem dar uma orientação ou metas.

Cabeças brilhantes não entram nesses ambientes dominados por banqueiros e mequetrefes especialistas em especulação. Manteve como primeiro mandamento a engorda de partidos, e não o povo. A decepção e o descrédito cresceram, assim, com Temer.

O momento é grave. A economia brasileira parou de crescer e desde 2013 despenca em ritmo assustador, nos últimos dois anos repetiu a queda de 3,6%. Minas Gerais, um dos Estados mais vastos, populosos e ricos da Federação, conseguiu despencar pela segunda vez em 5%.

Quem tenta fazer sobreviver atividade nessa realidade de retrocesso enfrenta a burocracia mais esquálida do planeta. Que não é fator partidário, mas cultural em Minas.

As figuras são sempre as mesmas. Na Assembleia permanece o quadro de engorda, repetindo o Congresso. Todos alimentados pelos mesmos contribuintes esfolados. Nada justifica o que custam à nação, produzindo as causas de atraso, desemprego e miséria.

No painel ao lado do paciente os medidores sinalizam o agravamento. Mesmo assim, as medidas em discussão nos Parlamentos são estéreis, sem sinal de mudança. Na falta de ideias e programas, sugiro que se discuta uma forma de tornar crime hediondo a distribuição de cabides de empregos, de favores, de verbas sem utilidade para a nação.

Fonte: Jornal O TEMPO

Comentários

comentários

Comentários

  1. Teresinha Winter disse:

    A conta chegou!!! Só que somente pra UM LADO pagar: as viúvas, os filhos, o trabalhador, o funcionário público, enfim, nada vai ser cobrado do sonegador, do devedor de empréstimos “a fundo perdido”, do devedor do BNDES, grandes industriais, empresários, banqueiros, enfim, TODOS QUE NÃO PAGAM SEUS IMPOSTOS, TODOS OS GRANDES DEVEDORES. DENTRO DE POUQUÍSSIMO TEMPO, vai se ver que não resolveu nada o medicamento receitado e daí??? Novas medidas? Novas cobranças? Quem mais vai ser chamado pra pagar a conta junto com os explorados? Até agora só houve SHOW PIROTÉCNICO, aquele que fazem pra mascarar a verdade, aquele pra fazer volume e só. Por que ninguém fala? Por que todos repetem a ladainha dos governos? Por que a mídia, em vez de esclarecer as pessoas, simplesmente adota o discurso fajuto e mentiroso dos governos em geral? Mídia chapa branca !!! Porque eu não acredito que alguém possa acreditar nas palavras saídas das bocas desses políticos corruptos e enrolados até a medula nas falcatruas do país. Estou me sentindo na Rússia, onde as máfias tomaram conta de tudo, via CORRUPÇÃO, exatamente como aqui. Os mesmos corruptos estão com a faca e o queijo na mão, inclusive MEXENDO NA NOSSA CONSTITUIÇÃO FEDERAL, sem qualquer legitimidade pra isso, eis que não são constituintes. E tudo a toque de caixa. Sabem por quê? TEM DE FAZER RÁPIDO, MUITO RÁPIDO, ANTES QUE AS DENÚNCIAS DA LAVA-JATO RETIREM DO CONGRESSO ESSES TAIS ‘LÍDERES’, QUE ESTÃO LEVANDO A CABRESTO TUDO E TODOS. Inclusive o “santinho” do presidente Temer. Ah! Ele já foi citado na lava-jato !!! E daí, vão fazer impeachment dele também, ou já retiraram quem queriam e agora tá bom assim? O problema principal são os “moralizadores”, aqueles que vêm pra “salvar” o país e “colocar tudo nos trilhos”. Só ainda não explicaram em que trilhos!!! Até agora dá pra ver pra quem vai sobrar mesmo a conta. Uma vergonha tirar dos filhos e das viúvas na tal “reforma da previdência”. Uma pessoa pode pagar INSS a vida inteira, morrer e ver tudo que pagou indo pra outra família, porque a sua não poderá receber. Isso é que é a tal reforma? Vocês todos, mídia e governos, não têm mesmo vergonha na cara.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*
*