Ricardo Barbieri

A falsa democracia brasileira

É um tremendo papo furado dizer que a política, no Brasil, se resolve nas urnas. Um cara, num mesmo município, pode ser eleito com mil votos e outro, com três mil não. É usado o coeficiente eleitoral para distribuir as vagas entre os partidos e não entre os candidatos, como a maioria dos eleitores pode pensar.
Políbio Braga

Dilma Rousseff, descontrolada e gastadora compulsiva

Líderes do PT reclamaram ontem da decisão do governo Temer de não autorizar a compra de flores para o Palácio Alvorada. Somente em 2016, até ser afastada pelo Congresso, Dilma conseguiu estabelecer a impressionante marca de R$ 4 milhões de gastos com cartões corporativos, pagos pelo contribuinte brasileiro.
Carlos Newton

Entenda porque o governo Temer não fará auditoria da dívida pública

A maioria dos países desenvolvidos tem dívidas superiores em relação percentual ao PIB. Então, por que a crise no Brasil é tão grave. Bem, a diferença é a taxa de juros que vem sendo paga para o país se capitalizar. Antigamente, o Brasil pegava dinheiro no exterior, muito mais barato.
Jenny Judge, Julia Powles

Internet das coisas ou das pessoas?

A “Internet das coisas” é uma visão de conectividade ubíqua impulsionada por uma ideia básica: as telas não são a única porta de entrada para a rede das redes. O debate público sobre Internet das coisas é polarizado. Os comentadores tendem a expressar ou um otimismo excessivo ou um total ceticismo, com muito pouco no meio dessas duas visões.
José Inácio Faria

Venezuela, o sonho adiado

A vida na Venezuela tornou-se insuportável. O regime não perdoa a quem o ofende, a quem ousa sonhar com uma Venezuela livre e democrática. As estatísticas não mentem: os jornalistas são ameaçados e perseguidos, os jornais encerram por falta de papel, a crise energética é tremenda, o número de presos políticos (detidos em condições desumanas) e os atropelos aos direitos humanos não cessam de aumentar. A insegurança, a fome, a falta de medicamentos e de cuidados de saúde afetam todos indiscriminadamente.
João Antônio Pagliosa

O papel da mídia no mundo que vivemos

Nós precisamos resgatar os nossos valores. E o papel da mídia no mundo atual é simplesmente a diferença entre conhecer e desconhecer tudo que ocorre a nossa volta. A mídia competente e responsável é a âncora de nossa democracia.
Leandro de Assis

A cultura do estupro e a cultura do bandido bonzinho

Porém, não precisamos mudar apenas a cultura do estupro. Há outras culturas que precisam ser analisadas e discutidas, como a cultura do bandido bonzinho, o cara querido na comunidade, o boa praça, que até ajuda um ou outro no bairro, porém em outros bairros ele é o vilão, é o que comete latrocínio, é o que assalta coletivos, faz seqüestros relâmpagos, dentre outras atrocidades.
Flávia Denise

Retrato da leitura no Brasil

Por que o brasileiro não lê? Aparentemente, o motivo de 43% dos brasileiros é falta de tempo. Para 9%, o problema é falta de paciência para ler, e outros 9% preferem outras atividades. Honestamente, tendo a acreditar mais em quem diz preferir fazer outra coisa ou não ter paciência. Esse papo de “não tenho tempo” é comparável ao “vamos encontrar” proferido entre amigos.
Ane Caroline Janiro

Assédio moral no trabalho: consequências psicológicas

O assunto é delicado, mas para compreender bem seus aspectos, vamos primeiro falar sobre o que pode ser caracterizado como assédio moral no ambiente de trabalho. É quando pessoas, ao exercerem suas funções profissionais, são expostas a situações humilhantes e/ou constrangedoras, de forma repetitiva e prolongada, normalmente em relações hierárquicas, ou seja, de um ou mais chefes dirigidas a um ou mais subordinados.
Carlos Chagas

Isolada e esquecida, Dilma assiste o tempo passar

Dilma Rousseff não preside, muito menos governa. Apenas assiste o tempo passar, nessa estranha interinidade determinada pelo processo do impeachment a que responde. Raramente pode ser vista pedalando sua bicicleta, em Porto Alegre ou Brasília. Se acompanha ou não as iniciativas de Michel Temer, é segredo. Ninguém garante. A verdade é que não se falam.
Sérgio Tasso de Aquino

O Brasil, independente e soberano, é dos brasileiros!

A presença internacional, na nossa Amazônia, é cada vez mais acentuada. Relatos fidedignos dão conta, inclusive, de que há ali áreas em que os brasileiros não são admitidos, mesmo que representantes do Estado, funcionando como enclaves guardados por mercenários estrangeiros armados e dotados de todos os recursos tecnológicos modernos de transporte e comunicações!
Fernando Antônio Carneiro de Carvalho

O Brasil dividido entre ricos, favelados e agiotas

O Brasil inteiro é dividido em ricos, classe média alta, classe média baixa, e os pobres e miseráveis. Esses três últimos podemos chamá-los de "favelados". Foi essa realidade que o demagogo Lula soube explorar.
Vittorio Medioli

O prazo de Temer

Torcer contra Temer seria torcer para que a desgraça que desabou sobre o Brasil se ampliasse. Certamente, não é o sentimento que prevalece na nação que espera e torce por uma saída da crise. A missão quase impossível é dar resultado palpável antes de 18 de agosto, início da campanha eleitoral, quando os candidatos em palanques se apresentarão associando-se a sucessos ou malhando os fracos resultados de Temer.
Pedro César Alves

Os preços que pagamos

Há muitas coisas na vida que não sabemos bem o preço, mas pagamos um valor muito grande para tê-las (ou por querer tê-las, e nem sempre conseguimos). Assim, para termos determinadas coisas, pagamos preços mui altos. Mas queremos. Pagamos. E, só depois, vamos analisar se valeu a pena – mas, mesmo que não tenha valido, temos a grata satisfação de ter tentado (tudo vale a pena).
Silvio Persivo

Viva as diferenças

A situação recente do Brasil, com os governos petistas, comprovaram, o que na experiência histórica é recorrente, que sempre que se tomam medidas coercitivas para a redistribuição de riqueza somente se consegue que os ricos e os espertos enviem sua riqueza para o exterior, ao passo que os desafortunados terão de arcar com o fardo do inevitável declínio econômico.
Ignácio Ramonet

Na guerra de quarta geração, o inimigo somos nós

Em “O Império da vigilância”, Ramonet descreve a aliança sem precedentes entre o Estado, o aparato militar de segurança e as grandes indústrias da internet, que deram origem a este império de vigilância. Noam Chomsky e Julian Assange completam a tese com suas opiniões
Roberto Procópio de Lima Netto

Dilema do Temer

Qual é o dilema do Temer? Ele depende do Congresso para aprovar medidas difíceis. Escolheu arriscar com a nomeação de alguns ministros investigados na Lava Jato, e de um líder na Câmara cheio de processos, mas que conta com o apoio de mais de duzentos deputados. Será que Temer está certo?
José Carlos Werneck

Teori determina que Renan deponha pessoalmente à Polícia Federal

O ministro Teori Zavascki determinou que o presidente do Senado, Renan Calheiros seja ouvido pessoalmente pela Polícia Federal em um dos nove inquéritos contra ele que tramitam no STF, no âmbito da Operação Lava Jato. Teori Zavascki indeferiu o pedido da defesa de Renan solicitando ao tribunal que o senador enviasse por escrito explicações referentes ao caso.
João Oliveira

O castelo das mil portas

Provavelmente não existiriam algarismos suficientes no mundo se alguém quisesse escrever o número exato de anos de existência do castelo. Ele sempre existiu. O tamanho também era outro mistério pois, parecia aumentar quando uma tempestade noturna recheava a madrugada com seus trovões e, sempre, quando isso ocorria, uma de suas centenas de portas amanhecia aberta.
Laurinda Alves

Que seria do mundo sem os portugueses…

Milhões de portugueses vivos e mortos, conhecidos e anônimos, falam a mesma língua há oito séculos e deixam vestígios pelo mundo. Todo o mundo. Passamos a vida a identificar boas práticas e boas notícias de gente de fora. Pessoas que vivem e trabalham em países mais ou menos remotos e nos fascinam por uma razão ou outra, mas esquecemo-nos de que nós, os portugueses, estamos sempre a fazer história.
Laura Carvalho

O mar está para monstros

Quando indagado sobre o espaço aberto por crises econômicas para o fortalecimento do campo progressista, Yanis Varoufakis, em palestra proferida em 25/4, na New School, em Nova York, foi categórico: “Tempos de grave recessão não são tempos revolucionários, são tempos que criam monstros”.
Sylo Costa

José Serra ou Henrique Meirelles em 2018?

A política partidária, com suas manhas e complexidades, não pode, mesmo, ser analisada como se fosse uma ciência exata... Assim é que, sem se saber quando ou como, foi dada a largada ao processo sucessório de 2018, com os ministros José Serra e Henrique Meirelles saindo na frente. Ainda bem: com qualquer um dos dois o Brasil estará muito bem servido.
Carlos Newton
Marisa Bueloni

A parte que nos cabe

As coisas da terra são sempre muito sombrias. Devem ser mais belas e mais alegres as do céu. Buscai as coisas do alto. É para as alturas que dirijo meu olhar solene, à espera de solenidades.
Silvio Celestino

Por que os mentirosos prosperam nas empresas?

Como foi possível uma pessoa desonesta chegar a um cargo com tanta capacidade para produzir estrago tão grande? Na raiz do problema, estava o próprio presidente da empresa. Ele não era de má índole, mas, em plena contração econômica, exigia que seus executivos entregassem números de vendas impossíveis de ser obtidos. Números que somente um mentiroso poderia prometer cumprir.
Sérgio Tasso de Aquino

É imperativo exorcizar o PT do Estado e da política brasileiros, já!

Quando na oposição, o PT criticava todos e tudo e alardeava ser o guardião da ética e da moral nacionais. Uma vez alcançados o governo e o enorme poder decorrente, revelou-se a organização criminosa que levaria o Brasil à falência, pela gigantesca e comprovada roubalheira que caracterizou o doloroso período de quase 14 anos em que dominou a política nacional e explorou a nação e enxovalhou e envergonhou os brasileiros de bem.
Julio Cesar Cardoso

O desrespeito ao eleitor e a velha política do fisiologismo

Como eleitor, eu me sinto lesado ao votar em um candidato, que depois interrompe o mandato para trabalhar no Executivo. No Brasil, em diversas áreas profissionais, existem muitos cidadãos preparados. Por que esses cidadãos não são aproveitados para preencher as pastas governamentais, em vez de se alocar políticos em exercício de mandato?
João Jorge Braga

Impossível frear Sérgio Moro e a Lava Jato

O juiz federal Sérgio Moro, pela sua atuação frente à Operação Lava Jato e pelas suas acertadas sentenças, tornou-se o principal homem público brasileiro. Hoje, quem tentar derrubar Sérgio Moro, mesmo que seja o presidente da república, brigará com todo o Brasil e perderá, com certeza.
Jéssica Pellegrini

Minha vida é um conto de falhas

Eu já pensei muitas vezes em desistir. Em me esconder por medo de enfrentar, em me manter na defesa e não partir para o ataque. Eu já senti vergonha por todas frustrações, por me iludir tanto com amores e paixões. Eu já abri mão do coração, troquei a emoção pela razão. Eu já pensei em ficar para sempre solteira.
Odilon Medeiros

Concurso público no Brasil: uma reflexão

Apesar das profundas transformações que estão ocorrendo no tocante à relação com o emprego no Brasil, algo não muda: a busca pela estabilidade proporcionada pela...
Ricardo Barbieri
Políbio Braga

Está nas gravações: Romero Jucá queria deter a Lava Jato!

Os jornais desta manhã passam informações que poderão derrubar nesta segunda-feira um dos ministros mais fortes do novo governo, o ministro do Planejamento e presidente do PMDB, Romero Jucá, que sugeriu ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado que uma "mudança" no governo federal resultaria em um pacto para "estancar a sangria" representada pela Operação Lava Jato, que investiga ambos.
Pedro do Coutto

STF envia inquérito contra Lula para Sérgio Moro

Teori Zavascki considerou fortes as evidências contra Luiz Inácio da Silva, encontradas na trama denunciada por Delcídio do Amaral para evitar as revelações contidas na delação premiada de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobrás. O inquérito envolve também os pagamentos feitos a Lula por palestras realizadas, palestras estas pagas por André Esteves, tendo como destino o Instituto Lula.
Samantha Silvany

A verdade sobre terminar um relacionamento

Já voltei atrás depois de ter jurado seguir em frente. Já perdoei mais uma vez depois de jurar ser a última. Nem sempre fiz as melhores escolhas. Mas sigo em paz por ter consciência de que fiz tudo que pude.
Pedro Bondaczuk

Caminho áspero e pedregoso

Hoje, de acordo com dados estatísticos internacionais, existentes em profusão, o Brasil continua sendo uma das sociedades nacionais mais injustas do planeta no que se refere à concentração de renda em pouquíssimas mãos.
Cezar Santos

Economia foi melhor com FHC do que com Lula e Dilma

Quando a pessoa deixa de pagar contas de água e de energia é sinal de que suas finanças estão em pane. Água e luz são serviços dos quais não se pode abrir mão. Mais do que conforto, são itens que impactam diretamente o ânimo moral da família. Pois eis que o desastre econômico imposto por Dilma Rousseff ao país chega aos lares brasileiros, principalmente das famílias mais pobres.
Maria Lucia Victor Barbosa

Mulher e política: um assunto irrelevante…

O que Dilma Rousseff, uma “mulher sapiens”, ignora é que não existem qualidades intrínsecas femininas ou masculinas, em negros ou brancos, em homossexuais ou heterossexuais para exercer a política. A competência para exercer um cargo público, a ética, a visão de bem comum nada tem a ver com sexo e cor.
Salvatore D'Onofrio

A cleptocracia brasileira

Se o atual presidente quiser passar para a história como um grande estadista e benfeitor do povo brasileiro, deveria lutar para conseguir, ao longo do seu mandato, alterações da atual Constituição, visando implantar parlamentarismo. Só assim nossa República deixaria de ser cleptocrática para se tornar verdadeiramente democrática.
Júlia Fernandes Heimann

Por trás dos bastidores

As vidas paralelas de pessoas públicas despertam curiosidade e servem de temas para filmes e livros, que se tornam, assim, informações complementares. Há muito, os dramas ou aventuras por elas vividos seguem rumo paralelo à história oficial. Isso remonta a séculos e serve, em linguagem conotativa, para dar colorido às narrações referentes.
Ricardo Ernesto Rose

Catástrofes e a sobrevivência humana

Os mitos sobre o surgimento de catástrofes, destruindo cidades, impérios e multidões de vidas, são bastante antigos. Os relatos sobre grandes cataclismos, afetando e dizimando parte ou a totalidade da humanidade, não deixaram de existir. A diferença é que atualmente o relato mitológico e religioso foi substituído pelo científico.
Ricardo Hirata Ferreira

O golpe no Brasil: o triunfo do capital

A tomada do poder pelo então vice-presidente Temer, pelo partido derrotado na última eleição e demais partidos de direita e de extrema direita representam o triunfo de uma agenda neoliberal, que não comporta em sua essência as questões sociais e humanitárias.
Ivani de Araújo Medina

Golpe do destino

É assim que a Dilma propaga seu descontentamento mundo afora, como se a vontade da maior parte da população brasileira, contrária a um governo desastroso, nada representasse politicamente. Um governo que se acerca daquilo que há de mais podre na política nacional, não tem defesa. Golpe de estado é que não foi. Foi um golpe do destino, isso sim.
Sandro Ribeiro

Espionagem a mando de Dilma

A mando da presidente afastada Dilma, a Abin espionou ilegalmente Temer, o juiz federal Sérgio Moro e até ministros do STF, diz reportagem da revista Istoé. As denúncias são gravíssimas e podem por um ponto final ao já acabado governo Dilma, pois provam que não há limites para a falta de ética e a capacidade de agir ilegalmente de Dilma e sua equipe.
Pedro César Alves

A vida como ela é

Há muitas coisas na vida que não imaginamos como são, mas quando passamos a vivenciar tais coisas, concluímos que sabemos pouco dos mistérios que a vida tem. E o mais interessante é que a cada mistério descoberto, queremos mais mistérios.
Fernando Antônio Carneiro de Carvalho

O direito à saúde

Recentemente o ministro da saúde de Michel Temer, o engenheiro civil, Ricardo Barros, deputado federal já em seu quinto mandato, em entrevista ao jornal Folha de S Paulo disse que o país não pode garantir direitos sociais
George Monbiot

Para compreender o neoliberalismo além dos clichês

Talvez o impacto mais perigoso do neoliberalismo não seja a crise econômica, mas a crise política que causou. Conforme se reduz o domínio do Estado, reduz-se também a possibilidade de mudar o curso de nossas vidas por meio do voto. Ao contrário, assegura a teoria neoliberal, as pessoas podem exercer a escolha pelo consumo. O triunfo do neoliberalismo reflete também o fracasso da esquerda.
Roberto Procópio de Lima Netto

Acertos e erros do Temer

Entre os erros, o que considero grave foi a decisão de reduzir apenas quatro mil cargos comissionados. Estima-se que existam, entre governo central e empresas estatais, mais de cem mil cargos comissionados, na sua grande maioria ocupados por petistas contribuintes do caixa do PT.
Carlos Newton

Dilma, doente, está cada vez mais fora da realidade

Movida à tarja preta e sem saber o que de fato acontece no país, Para não agravar a doença, ministros e assessores passaram a manter a presidente Dilma alheia aos acontecimentos. Para se ter uma ideia da gravidade da situação, a equipe médica do Planalto prescreve como sonífero a substância Midazolam, que os pacientes ingerem antes de se submeter à anestesia geral na mesa de cirurgia.
Renata Iacovino

A persistência da alma

Entre os assuntos abordados com colegas que buscam colocar sua arte a público, quase sempre a pauta é: viver ou não dela. Trabalho com duas linguagens artísticas e é bastante comum me perguntarem qual é a mais difícil no mercado.
Amaury Cardoso
João Jorge Braga

Moro, quem é o chefe da quadrilha?

Depois de tantas fases da Operação Lava Jato, o que todos querem saber é: quem é o chefe dessa organização criminosa que ainda não foi preso? Já foram presos políticos com mandato e sem mandato, empresários internacionalmente importantes, doleiros e toda espécie de fauna criminal, mas ainda não tivemos um que fosse apontado como o chefão.
Wilson de Oliveira

Dilma cada vez se afunda mais…

A presidente afastada Dilma Rousseff já está pagando o devido preço por falar bobagens demais. Assim, a cada dia fica mais evidente seu total despreparo para exercer o cargo que até então vinha exercendo, e muito mal, diga-se de passagem.
Acílio Lara Resende
Marisa Bueloni

Se o amor chegar…

Se o amor chegar, devo dar bom dia? Perguntar como vai? Como nos comportar na iminência do amor bater à nossa porta? Abro, peço que entre e mando sentar? O que vestir para receber o amor que chega sem avisar? E a emoção seria diferente se ele avisasse? O amor nos enche de perguntas.
Ricardo Barbieri
Políbio Braga

PT é condenado a pagar R$ 3,5 milhões por corrupção na gestão de Celso Daniel

O Partido dos Trabalhadores foi condenado a devolver 3,5 milhões de reais aos cofres públicos, desviados na gestão do ex-prefeito Celso Daniel à frente da cidade do ABC paulista. Além do PT, o ex-ministro Gilberto Carvalho, o empresário Ronan Maria Pinto, réu na Operação Lava Jato, e outros três réus também foram condenados.
Jorge Béja

Ação popular para retirar Dilma do Palácio da Alvorada precisa incluir a União

O artigo 92 é expresso: somente autoriza a utilização de imóvel da união pelo particular, quando for este funcionário e esteja no exercício do cargo e que o interesse público assim exija. Um presidente da República não é funcionário. Mas é agente político. Se o uso de imóvel da União é proibido para funcionário fora do exercício do cargo, também não pode para agente político.
Pedro do Coutto

Ministro da Saúde diz que o país não pode garantir direitos constitucionais

Poder público é para poder servir à população e não aterrorizá-la com ainda mais restrições. Principalmente no que se refere à saúde, que representa também o direito à vida. Ameaçando instituir mais encargos para o povo, o ministro Ricardo Barros pode ocupar qualquer cargo no governo Michel Temer, menos o Ministério da Saúde no qual, infelizmente, se encontra.
Rui Ramos

A revolta contra a globalização

Sim, a globalização gera inseguranças; sim, a globalização gera desigualdades. Mas o encerramento protecionista não geraria mais segurança, nem mais igualdade. Teríamos guerras alfandegárias entre países. A liberdade comercial, sobretudo a partir da década de 1980, propiciou algumas décadas de crescimento e convergência económica no mundo.
Leandro de Assis

Militância desorientada x presidente golpista

Nos últimos anos temos visto a militância petista mudando o discurso a todo o momento, uma hora apóia uma coisa, outra hora é contra. A novidade agora é criticar o governo Temer por não ter um ministro negro ou uma mulher, porém todos sabemos que se houvesse negros ou mulheres no governo Temer, isso não mudaria nada.