David Weinberger

Em busca da Internet perdida

Quando a World Wide Web decolou pela primeira vez, na metade dos anos 90, o sonho não era apenas grande, era distribuidor: todas as pessoas teriam sua própria homepage, todos iriam publicar seus pensamentos — isso não era chamado de “blog” até 1999 — e iriam ter posse de seus próprios dados, afinal ninguém estava oferecendo possuí-los por nós. A web consistia em nós, unidos por links, sem qualquer centro.
Eduardo Aquino

De caçadores de alimento a de Pokémon: evolução humana

Nas ruas, um bando de mortos-vivos são atropelados, trombam, caem de meio-fio, são assaltados, estuprados, abandonam o estudo ou o trabalho, batem o carro, são atraídos por anúncios de lojas, são monitorados por GPS por todos os serviços secretos ou manipuladores do Google e de outras vendedoras de dados e localizações. Os banditismos virtuais se deliciam com os bobões que domesticaram e que gastam dinheiro para ficarem conectamos na caça ao nada ou coisa nenhuma, que chamamos bichinhos do Pokémon.
Pedro do Coutto

Salários perdem para inflação e 34% dos clientes abandonam os planos de saúde

Pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria revela que 34 por cento dos brasileiros se viram obrigados a cancelar seus planos de saúde, em decorrência, é claro, da impossibilidade de pagar as mensalidades. O presidente da CNT, Robson Andrade, afirmou que tal panorama é reflexo da crise que atinge todas as camadas da população.
Pedro Bondaczuk

“Nenhum poeta é cavalo de corrida”

Os amigos de Mário Quintana definiam-no como um boêmio, não no sentido pejorativo do termo, mas como um homem que olhava a vida com ternura e com humor. Era um mestre da fina ironia, da tirada inteligente e carregada de lirismo, das definições inusitadas.
Percival Puggina

Um episódio real da longa guerra petista contra os colégios militares

O Colégio Tiradentes foi condenado à morte, executado e esquartejado. No mesmo intento de combater a quem defende a sociedade e de afrontar a tudo que pudesse parecer militar, Olívio Dutra retirou o comando da Brigada Militar do prédio onde historicamente funcionava e fez a Chefia de Polícia mudar-se do Palácio da Polícia. Sim, sim, parece mentira, mas é verdade pura.
Wilson de Oliveira

Lula foi indiciado hoje por corrupção!

O ex-presidente Lula, sua esposa de Marisa Letícia e mais outras três pessoas foram indiciados hoje pela Polícia Federal. Lula foi indiciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, falsidade ideológica. Já Marisa Letícia foi indicada por corrupção e lavagem de dinheiro.
Políbio Braga

Briga de foice no Senado

Desde o início da manhã, a tropa de choque lulopetista procrastina, tumultua e faz provocações para que o julgamento seja suspenso. O presidente Ricardo Lewandowsky suspendeu novamente a sessão de julgamento da presidente afastada Dilma Rousseff, logo depois que o senador Lindbergh Farias ofendeu gravemente seu colega Ronaldo Caiado.
Acílio Lara Resende

Cabe agora ao presidente Temer interpretar o que o povo deseja

Respondemos ao preconceito e à desinformação (sempre maldosa) com um espetáculo de diversidade. Somos um país criativo e decidido a se tornar uma nação respeitada e que prima, principalmente, pela democracia, que tem na liberdade sua principal âncora para a construção de um país socialmente justo.
Sérgio Domingues

Rumo ao volume morto nacional

O Rio de Janeiro pretende privatizar seus serviços de saneamento básico. Bahia e Espírito Santo, também. Mas parece que é só o começo. O saneamento no Brasil alcança menos da metade dos lares. Mas entregá-lo à iniciativa privada é enterrar de vez a possibilidade de sua universalização. Que capitalista vai investir em esgotos em áreas pobres? Em nenhum lugar do mundo isso funcionou.
Nei Alberto Pies

Liderança e reconhecimento: uma construção social

Vendem-se por aí pacotes com dicas e propostas para quem quer exercer liderança em diferentes grupos ou segmentos sociais. Estas propostas buscam despertar a liderança das pessoas ou buscam, tão somente, ensinar jogos e combinações de manipulação de outros em favor próprio? A capacidade de liderar é algo que pode ser ensinado? Os diferentes grupos sociais aceitam o mesmo padrão de liderança?
José Roberto Cabrera

Zumbis à brasileira

Que a vasta filmografia sobre os mortos-vivos pode ensinar sobre o atual momento político, marcado por uma direita que saiu do armário e quer sangue. Os zumbis estão em alta. Às vezes temos a impressão que além de nos preocuparmos com as coisas da vida real que nos assustam, temos que olhar para outras coisas, vivas ou não. São diversas séries de TV, filmes em profusão. Não há festa à fantasia em que os zumbis não apareçam.
Políbio Braga
Francisco Bendl
Marisa Bueloni

Luzes que se apagam…

Há uma música linda, de Charles Chaplin, “Luzes da ribalta”, que me toca fundo o peito, o coração e a alma. A tradução da música para o português refere-se às ilusões, às vidas que se vão, às luzes que se apagam com o decorrer do tempo. Vidas que se acabam a sorrir, luzes que se apagam, nada mais.
Adriano Marcato

O incrível Goulart de Andrade

O lendário Comando da Madrugada, com seus caracteres de neon de night club na abertura, era um oásis no meio daquele deserto de estática ou de sinal de satélite das estações de TV que saíam mais cedo do ar. Na primeira reportagem, que não me recordo se assisti na época (1982) ou numa reprise, Goulart resolveu acompanhar os bombeiros. Eles receberam uma chamada, que era para resgatar um homem que havia morrido em seu apartamento já há alguns dias.
Wagner Victer

Os Jogos Olímpicos e o complexo de vira-latas

Infelizmente no Brasil o "Complexo de Vira-Latas", expressão que Nelson Rodrigues imortalizou, perpassou por muitos que só queriam fazer politicagem oposicionista, pessimistas ou “especialistas” que consideram que denegrir a capacidade do povo brasileiro ou de alguns segmentos é a única forma de se notabilizar.
Julio Cesar Cardoso

A fase final do impeachment

Finalmente, o Brasil está próximo de se livrar do maior engodo presidencial de que se tem notícia; da maior incompetência administrativa surgida, responsável pela quase bancarrota do país, onde hoje mais de 13 milhões de desempregados endividados e empresas fechadas pagam o preço da política desastrada da “economista nota zero”, Dilma Rousseff.
Carlos Newton

Toffolli nem se defende, deixa tudo por conta de Rodrigo Janot e Gilmar Mendes

O ministro do Supremo realmente tem de jogar na defensiva. As relações entre ele e o empreiteiro existem desde 2012, pelo menos, quando Pinheiro teria passado a enviar presentes de aniversário para Toffoli. Em agosto de 2013, mensagem captada pela Lava Jato mostra Léo Pinheiro mencionando uma reunião com Toffoli em Brasília sobre o “assunto dos aviões”.
Antônio Jorge Rettenmaier

A vida é uma viagem!

E das melhores que poderíamos fazer enquanto por aqui. Sem precisar de agências ou guias turísticos, esperas em aeroportos, estresses de programas cancelados. Seremos nós, e somente nós os responsáveis por tudo. Durante ela, transformamos vidas, nossas vidas, e por vezes até com uma pitada de ironia, a dos outros. Em cada transformação, novos personagens enchem nossos dias.
Célio Pezza

Agosto de 2016

Os romanos deram ao oitavo mês do ano o nome de agosto, numa homenagem ao imperador Augustus, um dos mais sanguinários da antiguidade. Os romanos não gostavam deste mês e acreditavam que um enorme dragão passeava pelos céus nesta época. Crendices à parte, o fato é que o mês de agosto tem sido marcado por tragédias contra a humanidade.
Políbio Braga

O STF quer garrotear e prender o Brasil

A irada fala do ministro do STF, Gilmar Mendes, e seus ataques inéditos contra os procuradores do Ministério Público Federal, refletem a posição corporativista da Corte Suprema. Nenhum ministro do STF fala sobre assuntos tão momentosos e tão polêmicos, sem ter consultado antes as opiniões dos seus pares ou recebido apelo para falar.
Roberto Procópio de Lima Netto

O Brasil tem futuro?

O império americano claramente já passou seu pico. E o Brasil, chamado por Stefan Zweig de “o país do futuro”? Será que já entramos em decadência antes de atingir patamares superiores? O Brasil tem futuro?
Pedro do Coutto

Só um apoio em bloco do STF pode salvar Toffoli dessa situação

Somente uma manifestação em bloco dos ministros do STF, em favor de Dias Toffoli, é capaz de retirá-lo da situação de constrangimento causada pela delação antecipada do ex-presidente da OAS, Leo Pinheiro, sobre a intimidade entre ambos e seus interesses, que aponta como tendo sido comuns em momentos determinados, como, por exemplo, o habeas corpus em seu favor concedido de forma liminar e depois revogado pela Corte Suprema
Ane Caroline Janiro

Motivos para procurar um psicólogo

Ir ao Psicólogo não é um bicho de sete cabeças, nem uma medida para casos extremos, como muitos ainda acreditam. Hoje a ideia que os profissionais tentam difundir é que a prevenção deve ser a grande preocupação de todas as pessoas quando o assunto é saúde mental
Julio Cesar Cardoso

Gestão privada

Como sói acontecer no país, os partidos de esquerda têm ojeriza à palavra privatização. A turma do PT, então, fica irada e enrubescida ao sentir o seu retrógrado pensamento antiprivatização ser rechaçado pela necessidade de um Estado não intervencionista na economia para que o país se desenvolva.
Leonardo Boff

Os Jogos Olímpicos são uma metáfora da humanidade humanizada

As Olimpíadas de 2016 deixarão um legado inesquecível para a população carioca por causa da implantação de uma imensa infraestrutura de arenas, estádios, novas avenidas e túneis. Sabemos que em todas as relações sociais subjazem interesses de poder. Nos Jogos Olímpicos, se existiram, ficaram praticamente invisíveis. Predominou o espírito esportivo e olímpico acima de diferenças nacionais, ideológicas e religiosas.
Percival Puggina

O porre ideológico e a criminalidade

Qual a diferença entre quem pratica o crime e aquele que o justifica? Enquanto o primeiro tem ação limitada à própria capacidade individual, o segundo funciona como uma aeronave de aviação agrícola, espargindo a fumaça do mal sobre a multidão dos descontentes, dos cobiçosos, dos vagabundos, dos viciados e dos incontinentes.
Carlos Newton

Nova delação envolve Dilma e o ministro do Planejamento do governo Temer

Os escândalos dos governos do PT não param. A cada dia surgem novas denúncias e revelações. Desta vez, a nova delação de executivos da Odebrecht, revelada pelo repórter Thiago Herdy em O Globo, mostra que o então ministro da Fazenda Guido Mantega negociava favorecimentos tributários com empresários
Pedro César Alves

Os óculos que me deram

Vamos, com o tempo, ficando mais serenos. Vamos observando mais, falando menos, pois a cada lente trocada a sabedoria em observar é maior, mas posso garantir aos que estão com pouco grau que não é nada fácil estas lentes quando começam a pesar. Além de pesar, às vezes, podem ficar embaçadas, como dizem na linguagem mais próxima do leitor
Aristóteles Drummond

Estadista Negrão de Lima

Todo carioca em algum momento ouviu falar em uma obra de Negrão de Lima, que foi prefeito nomeado por JK no tempo do Distrito Federal e depois eleito governador do Estado da Guanabara, depois transformado em município do Rio de Janeiro. Vivo, completaria 115 anos esta semana.
Carlos Rosa

Uma experiência inesquecível!

A Olimpíada é um momento mágico. O limite superado, o inconformismo da derrota, a vitória e a emoção provocada no campeão ao ouvir o hino de sua pátria. A energia e alegria da torcida. A pontualidade, organização, a diversidade de esportes e rituais são fascinantes.
Políbio Braga
Gilda de Castro

Lixo e esgoto na construção da imagem do Brasil

As Olimpíadas 2016 estão superando as expectativas de brasileiros irritados com as despesas do evento e de estrangeiros preocupados com a segurança das delegações: ações terroristas, violência no Rio de Janeiro, endemias e poluição da baía de Guanabara. A mídia explorou essas falhas, apostando no fracasso.
Pedro Bondaczuk

Morte na alma

Há pessoas cuja diversão predileta é falar mal da vida alheia. Ninguém escapa de sua língua ferina, deva ou não, seja ou não merecedor de reprovação por idéias, textos, conduta ou ausência dela. Há críticas que são sempre bem-vindas, por servirem de corretivos de rumos em nossas vidas.
Pedro do Coutto

Delações da OAS atinge Dias Toffoli

O ex-presidente da OAS, José Aldemario Pinheiro Filho, conhecido como Léo Pinheiro, um dos personagens centrais do mar de corrupção na Petrobrás, em um dos pontos de sua delação premiada afirmou que a empresa supervisionou obras na casa que o ministro Dias Toffoli possui em Brasília, sob a forma de cortesia para um dos integrantes do STF
Carlos Newton

Medalha de ouro no futebol masculino

Haja coração. Um jogo sofrido, frente a um grande adversário, qualquer um dos dois poderia vencer, não foi como o vexame da Copa de 2014. Desde o início, ficou patente o equilíbrio. O Brasil se valeu no talento de Neymar para abrir o marcador com bola parada, porque no futebol moderno as retrancas prevalecem. O grande craque e capitão do time colocou a bola lá onde a coruja dorme, como se diz no linguajar futebolístico. O goleiraço alemão quase pegou, por pouco, muito pouco.
Políbio Braga

Teori salva Lula de Moro

A revista Veja informa hoje que o ministro Teori Zavascki contrariou a Procuradoria Geral da República e não enviou para o juiz Sérgio Moro um outro inquérito em que o ex-presidente Lula é suspeito de tentar atrapalhar as investigações do petrolão.
Ricardo Ernesto Rose

Diminui o buraco da camada de ozônio

Um fato recente bastante importante, passou quase despercebido do grande público e só foi superficialmente noticiado na mídia. Trata-se da redução do buraco na camada de ozônio da atmosfera da Terra. A notícia é bastante auspiciosa e tem um grande significado para todos aqueles preocupados com o impacto das atividades econômicas sobre a natureza.
Marisa Bueloni

O amor não tem idade

Uma amiga querida, que já passou dos sessenta, está amando de novo e me escreveu contando que vai se casar. Já enterrou dois maridos, mas encontrou pela terceira vez um grande amor. Faz anos que não a vejo, mudou-se para outro estado e nos comunicamos pela internet.
Lucas Simões

Todas as horas depois do fim

Estou escrevendo para dizer que a gente simplesmente se acostumou com a ausência um do outro. Desistimos de regar o jardim. Deu errado. Tá, caramba. Só que todas as explicações lógicas parecem contas matemáticas da segunda série para mim: um processo simples que meu coração já decorou – só não entendeu.
José Milhazes

O comunismo soviético não morreu há 25 anos

A União Soviética deixou praticamente de existir no dia 19 de Agosto de 1991, quando um grupo de comunistas ortodoxos fizeram a última tentativa de salvar o regime através do afastamento de Mikhail Gorbatchov do cargo de Presidente da URSS. Porém, o regime caiu, mas deixou metástases que se continuam a revelar hoje no mundo.
Benito Pepe
Mauro Santayana

Whatsapp, privacidade e autoritarismo

O STF, por meio do ministro Ricardo Lewandowski, suspendeu, no mês passado, a proibição, que durou algumas horas, decretada por uma juíza do Rio de Janeiro, de funcionamento do WhatsApp em todo o território nacional. Espera-se que a sábia decisão regulamente definitivamente a questão, não apenas com relação ao aplicativo em questão, mas também a outros semelhantes, e evite que parte da Justiça continue procurando chifre em cabeça de cavalo e passando ridículo aos olhos do mundo.
Pedro Bondaczuk

Chuva e melancolia

A chuva tem o poder mágico de despertar melancolia nas pessoas. Nossas emoções ficam aguçadas, receptivas, tensas. É verdade que são cinzentas, são gris como o próprio céu nublado. Mas são mais intensas, mais prolongadas, mais profundas. O tempo úmido facilita a introspecção e faz com que as reminiscências sejam mais vivas, mais presentes e mais abundantes, em especial quando estamos sós e sem muito ou nada que fazer.
Lucas Alvares
José Renato Nalini

As senhas estão morrendo

Como a criminalidade é organizada e não perde tempo, os maiores bancos do mundo já estão abandonando o sistema de senhas para se valerem da biometria. As senhas tradicionais são complicadas e vulneráveis. Por isso a utilização de impressões digitais, reconhecimento facial, voz e outros recursos biométricos.
Ricardo Barbieri

As vaias nos estádios

Não estou aqui tentando estabelecer um juízo de valor para as vaias em estádios. Só tenho a sensação que a imprensa internacional está estrábica em sua maneira de ver. Retomando a velha atitude preconceituosa e assumindo uma postura arrogante.
Vinício Carrilho Martinez

A lei ameaça juízes ou apenas os abusadores?

O Senado Federal volta a examinar projeto de lei sobre crime de abuso de autoridade. Primeiramente, resguardando-se a formação mais clássica, pode-se pensar que autoridade é um termo aplicável exclusivamente à magistratura. Isto é, interpretar-se-ia de forma mais restritiva o termo e a aplicação desse instituto legal. Por uma razão simples: autoridade é quem exerce o poder legal de interpretar, julgar e punir ações discricionárias dos agentes do Poder Público.
Patrícia Simone de Araújo Santos

White frog

Romper com julgamentos e compreender as exceções se torna a “chave” para seu crescimento emocional, contaminando a família com a melhor de todas as lições, a diferença não é reprovável, ao contrário, a diferença é condição para o crescimento do ser humano, só assim podem ocorrer trocas. Vale a pena conferir!
Pedro do Coutto

Ao invés de combater sonegação, governantes preferem revogar conquistas sociais

Pensar em derrubar um direito legítimo e consolidado de forma absoluta, francamente, é não ter noção da realidade social brasileira. O fato de um terço dos aposentados receber também pensão por morte representa simplesmente que perderam através do tempo seus companheiros de viagem. E, neste caso, o número de viúvas supera por larga margem o de viúvos.
Ricardo Barbieri

Uma opinião sobre as vaias ao francês

O francês foi vaiado porque milhares de pessoas que estavam lá consideraram que seria um recurso para beneficiar o brasileiro, na disputa do salto com vara. É tão comum desportistas do atletismo (e do futebol, e do vôlei) incentivarem manifestações da torcida, que o povo considerou que poderia decidir quando se manifestar.
Políbio Braga

Teori manda abrir inquérito contra Dilma, Lula e Cardozo por crime de obstrução à Justiça

O ministro Teori Zavascki, STF, mandou abrir inquérito no MPF e na Polícia Federal contra Lula, Dilma, Francisco Falcão (presidente do STJ), Marcelo Navarro (ministro do STJ) e os ex-ministros José Eduardo Cardozo e Aloizio Mercadante, além do ex-senador Delcídio do Amaral, acusados pela Procuradoria Geral da República por crime de obstrução ao trabalho da Justiça.
José Carlos Werneck

Senadores não gostaram da carta, divulgada antes que eles lessem o texto

Dilma errou ao divulgar o teor da carta precipitadamente. Além de insistir na denúncia de que está sendo vítima de um “inequívoco golpe”, o que significa uma ofensa aos parlamentares, a presidente afastadíssima Dilma Rousseff errou também ao dar entrevista e divulgar o teor da carta que enviou a todos os senadores para repetir que o impeachment é uma injustiça.
Eduardo Aquino

Se eu fosse você…

Somos um bando de terapeutas, conselheiros, pastores ou sacerdotes da vida alheia. No bar, no trabalho, na fila de banco, no convívio social. Adoramos o mantra do “se eu fosse você...” Resolvemos com incrível destreza dramas, traumas E infelicidade dos outros que nos rodeiam. Temos soluções tão simples, óbvias, que o choro dos que nos rodeiam parece um exagero, dramalhão tão simples, que não resistimos ao papel de filósofos de mesa de bar.
Dinovaldo Gilioli

Uma ponte para o futuro de quem?

O povo deve estar bem ciente, neste momento em que se definirá no Brasil a política do governo federal provisório de Michel Temer, até 2018, se confirmado o impeachment da presidenta afastada Dilma Rousseff. A vitória daqueles que defendem a adoção de políticas neoliberais, de enfraquecimento do estado, representará o retorno às dificuldades vivenciadas por milhares de trabalhadores na década de noventa.
Aristóteles Drummond

Mundo à deriva

Enquanto cada um se dedica a seus problemas internos, a crise na economia e no social, o terrorismo descontrolado e a violência urbana vão tirando a paz das famílias, em quase todo o mundo. Apesar disso, os efeitos dessa globalização negativa têm sido pouco abordados. Quando referida, é pelo fato de os problemas serem muito semelhantes, assim como as resistências também. É o caso da legislação trabalhista, que hoje pouco protege o emprego.
Nei Alberto Pies

Verdadeiros interesses do país: eleições municipais

A arena da política sempre é permeada pela disputa de interesses coletivos ou pessoais. Como disse o imperador Napoleão Bonaparte, "todo homem luta com mais bravura por seus interesses do que por seus direitos". O perigo maior da morte da política ocorre quando ela deixa de ser espaço autêntico de disputa de idéias e interesses e se torna lugar de sondagem, de pesquisa de satisfação do eleitor ou do cidadão.
Lucas Alvares

Cristiane, travada, viveu sua tarde de Ronaldo-98 na eliminação do Brasil

Para a disputa do bronze, onde o Brasil deverá atuar novamente sob aplausos da torcida pela entrega que demonstrou ao longo de toda a competição, será preciso corrigir a movimentação de nossa linha de frente, que ficou manjada. Não há mais jogadas de projeção e nem “dobras” nas costas das laterais adversárias. No futebol, como diz o velho clichê, não basta a posse de bola. O que importa, é bola na rede.
Sandra Castiel

O político e os passarinhos

Ocorre que o tal político, fora dos muros palacianos, tinha uma paixão: os passarinhos! E assim, para mantê-los próximos a si, tratou de adquirir belíssima e vasta chácara, onde os pássaros gozavam de plena liberdade, local aprazível, que fazia o deleite de convidados ilustres; mas havia algo que incomodava o político um tantinho: todos o bajulavam, até os demais animais que viviam na chácara, menos os passarinhos, e esta realidade de certo modo o humilhava.
Pedro Bondaczuk

Por que escrevo tanto?

Dia desses, um dos meus amigos mais diletos, espécie de confidente e confessor simultaneamente, perguntou-me, de repetente, após eu lhe mostrar parte do meu acervo de textos, aquele que produzi antes do advento do computador e que venho, pacientemente, digitando há já alguns anos e registrando na memória eletrônica de meu PC: “Por que você escreve tanto, Pedrão?”.